UM GRITO NO PÂNTANO (LEGENDADO / DVDRIP) – 1952

LURE OF THE WILDERNESS – 1952
EUA
AVENTURA – DRAMA – ROMANCE
DIREÇÃO: Jean Negulesco
ROTEIRO: Louis Lantz, Vereen Bell
IMDb: 6,5 https://www.imdb.com/title/tt0044859/

DVDRIP – LEGENDADO

Postado por Jafilho13


Formato: MKV
Qualidade:
DVDRip
Tamanho:
3,1 GB
Duração:
90 min.
Legendas:
Português – Fixas
Áudios:
Inglês
Servidores:
Uloz.to (parte única)
Uploader: Jafilho13

FILME: UM GRITO NO PÂNTANO

Em um pântano da Geórgia, um jovem caçador se depara com um fugitivo procurado e sua filha e os ajuda a retornar à civilização.

Jean Peters … Laurie Harper
Jeffrey Hunter … Ben Tyler
Constance Smith … Noreen McGowan
Walter Brennan … Jim Harper

6 comentários para UM GRITO NO PÂNTANO (LEGENDADO / DVDRIP) – 1952

  • Adriano33  DISSE:

    Obrigado

  • jbsousa  DISSE:

    Muito obrigado Jafilho por esta bela postagem!

  • alexandre colobone  DISSE:

    Ola amigo Jafilho13 seria possivel postar este filme pelo [ MODERADO POR DON COSTA – REGRAS DE COMENTÁRIOS 7.1. Quando efetuar uma solicitação saiba que você não pode, não deve e nem tem o direito de escolher o servidor onde será postado, portanto, não sugira, não peça e nem indique um servidor para o arquivo ser upado, se o fizer, sua solicitação não será aceita, ou seja, seu comentário não será publicado.] ou torrent. obrigado Alexandre

    • Don Costa  DISSE:

      Boa noite, Alexandre.

      Por favor, não sugira nem indique um servidor para a postagem dos arquivos. Essa escolha deve ser feita exclusivamente pelo colaborador.

      Caso esteja enfrentando problemas para baixar pelo servidor disponibilizado, recomendo que utilize gerenciadores de downloads, como o JDownloader ou o Mipony. O uso de gerenciadores facilita a tarefa de fazer os downloads nestes servidores.

      Estamos enfrentando grandes problemas em encontrar servidores que sejam estáveis, confiáveis e, ao mesmo tempo, velozes. Mesmo os servidores que mencionou não são unanimidades e possuem as suas limitações.

      Nós sempre tentamos escolher o melhor servidor para o uso de todos, mas isto não é possível.

      Todos os servidores de hospedagem apresentam comportamentos erráticos para um ou outro usuário. E a razão para isso é que há uma quantidade tão grande de combinações entre máquinas, sistemas operacionais, programas, gerenciadores e servidores que se torna impossível que um servidor funcione exatamente da mesma forma para todos os usuários.

      Até mesmo a localização das máquinas influencia no acesso aos arquivos. O Mega implantou uma política de limitações de downloads que faz com que o seu acesso à um determinado arquivo varie dependendo da sua localização (IP), da hora e do dia em que o download é solicitado. O 4Shared deleta arquivos sem nenhum motivo, mesmo que não tenham infringido nenhuma regra do servidor. O Onedrive deixa alguns arquivos indisponíveis aleatoriamente, podendo voltar a ficarem online em poucas horas ou ficarem permanentemente indisponíveis. O Google Drive possui um espaço de armazenamento minúsculo e deleta arquivos com grande facilidade, além de restringir a criação de várias contas em um mesmo IP. Atualmente ele também está limitando os downloads por arquivo.

      Também tem os casos em que o internauta não consegue acessar os arquivos utilizando um navegador, mas eles são facilmente acessados quando se utiliza um outro navegador. E estes são apenas alguns exemplos que recebemos diariamente.

      Por isso não adiantaria indicarmos este ou aquele servidor. O que funciona muito bem para um, não funciona nem um pouco para outro. Todos os servidores recebem elogios e críticas constantemente.

      Porém estamos permanentemente na busca das melhores opções possíveis, tanto para o uploader, quanto para quem for baixar, e isso nos força a priorizar os servidores que forem os mais estáveis e que mantenham os links ativos por mais tempo. Ocorre que, devido às investidas que estes servidores vêm sofrendo nos últimos anos, a lista de servidores confiáveis modifica-se diariamente, com mudanças na política de serviços, eliminação de opções gratuitas e até mesmo o encerramento das atividades de armazenamento. O colaborador sempre tentará escolher o servidor que melhor se adequar às características que buscamos para o benefício de todos, mas esta é uma prerrogativa exclusiva dele, não sendo permitidas sugestões ou indicações.

      Esperamos que compreenda a nossa posição.

      Outro ponto. As indicações que eu sempre faço sobre a utilização de gerenciadores se baseiam no fato de que eles já foram testados com estes servidores e apresentaram desempenho satisfatório, mesmo para quem tem contas gratuitas ou não tem conta nenhuma. Obviamente, é uma recomendação de forma genérica e que pode, eventualmente, não funcionar com todos em todas as situações.

      Mesmo assim, obrigado por opinar. A sua manifestação, assim como as de todos os marujos, é importantíssima para seguirmos aperfeiçoando cada vez mais o Tela de Cinema. Apenas fique atento às regras do site.

      Com relação aos torrents, não há nenhuma orientação no sentido da não utilização deles. Quem quiser usar, pode usar.

      Mas o torrent em si possui dois problemas básicos que o tornam pouco atraente no Brasil.

      O primeiro problema é a cultura pouco solidária do brasileiro. Já tive várias experiência em que enviei centenas de gigabytes de arquivos via torrent que nunca se mantiveram ativos, pois eu era o único que semeava. Todos pegavam o que queriam e deletavam o torrent sem fazer a sua parte. Hoje, com exceção dos filmes e seriados novos, acontece a mesma coisa. É muito difícil você ver filmes antigos com torrents saudáveis. Quase sempre não tem mais ninguém semeando.

      O segundo problema é técnico. Para que o torrent seja disponibilizado a uma velocidade viável, é necessário que o colaborador tenha uma internet de, pelo menos, uns 10MB, garantindo uma velocidade de upload de, pelo menos 1,2mbps. Leve em consideração que, inicialmente, somente ele estará semeando e muitos marujos estarão baixando ao mesmo tempo. Então estes 1,2mbps que o colaborador disponibilizar estará sendo dividido pela quantidade de marujos baixando naquele momento. Se dez pessoas estiverem baixando o arquivo, cada uma estará fazendo o download a uma velocidade máxima de 120kbps. A velocidade vai aumentando conforme estes mesmos dez marujos forem, também, upando o que baixaram, e diminuindo se mais marujos também começarem a baixar. Eu já tive postagens que tiveram centenas de downloads em um único dia. Neste caso, a velocidade inicial de cada um, se eu tivesse uma internet de 10MB, seria de, no máximo, 12,5kbps – pouco superior a uma conexão discada.

      Também leve em conta que, no caso dos torrents, o arquivo não fica hospedado em um servidor externo, mas sim dentro do computador do próprio colaborador. O torrent é somente uma ferramenta que faz a ligação entre o computador de quem compartilha com o computador de quem baixa. Portanto, ele fica limitado, não só pela velocidade de conexão disponibilizada pelo colaborador, mas também pela sua disponibilidade em deixar o computador ligado, conectado e com boa parte de sua internet focada apenas na distribuição do arquivo.

      E, quanto mais arquivos o colaborador disponibilizar desta forma, maior será o consumo de sua internet e equipamento.

      Não são todos os internautas que dispõem destas condições para fazer esse tipo de compartilhamento. Os sites que disponibilizam torrent são, em sua maioria, criados por quem tem uma internet bem rápida (acima de 50MB), tem bons equipamentos, disponibilizam conteúdo recente e ganham dinheiro com isso, principalmente com propaganda. Lembra-se do site MegafilmesHD fechado pela polícia federal? É um bom exemplo.

      Atualmente eu crio torrents para ajudar os marujos nas conexões mais complicadas, como arquivos grandes hospedados no Mega, mas mesmo assim eu tenho limitações. Só posso criar alguns poucos arquivos e disponibilizá-los por algumas semanas. Depois tenho de apagá-los para abrir espaço para outros arquivos. Talvez futuramente os marujos até tentem um ou outro arquivo disponibilizado por torrent, mas não é um meio viável de disponibilização de dezenas de arquivos como fazem os colaboradores do Tela de Cinema.

      Ainda buscamos uma ferramenta que seja a ideal, tanto para quem upa, quanto para quem baixa. Por enquanto ela ainda não existe.

      Grande abraço.

  • alexandre colobone  DISSE:

    Ola Don Costa, peço desculpas a vc e ao amigo Jafilho13 pelo erro e inconveniencia, vou me atentar as orientações, muito obrigado, bom dia!

    • Don Costa  DISSE:

      Boa tarde, Alexandre.

      Não é preciso se desculpar. Todo site possui as suas próprias regras e realmente é muito difícil que decoremos todas elas em cada um deles. Cabe a nós, da administração, ajudar os novos marujos neste sentido.

      E novamente, te agradecemos por prestigiar e comentar em nosso site.

      Forte abraço.

PARTICIPE DA DISCUSSÃO, MAS ANTES DE COMENTAR CLIQUE AQUI E LEIA NOSSAS REGRAS DE COMENTÁRIOS. Saiba que todos os comentários são moderados, nós nos reservamos o direto de publicá-los ou não. É proibido divulgar endereço de sites, blogs, fóruns que não sejam de parceiros ou de colaboradores do Tela de Cinema. Nós não permitimos a publicação de links de arquivos nos comentários, para colaborar acesse o menu do blog e procure pela opção COLABORE CONOSCO, ou clique aqui. Nós não recomendamos a divulgação de emails nos comentários, faça isso por sua conta e próprio risco.