STRIKE BACK (Série de TV / 1ª T. Completa / Dublado) – 2010

AÇÃO – DRAMA – THRILLER
IMDb: 8,3
http://www.imdb.com/title/tt1492179/

DUBLADO – 1ª T. COMPLETA (6 EPS.)

Postado por Gelson

 

Formato: MP4
Qualidade: DVDRip
Tamanho: 156~169 MB (por episódio)
Duração: 45 min. (por episódio)
Legenda: S/L
Áudio: Português
Servidor: Mega (parte única RAR – episódio)
Uploader: Gelson

 

 

PASTA (6 EPS.): STRIKE BACK

 

A primeira temporada é composta por seis episódios. Segue-se John Porter que se demitiu da SAS após uma missão de resgate no Iraque que levou a invasão norte-americana em 2003, onde dois colegas soldados foram mortos, aparentemente por um menino de treze anos de idade que Porter não conseguiu matar, tornando Porter responsável.

Sete anos mais tarde, Porter é “reativado” após o sequestro do jornalista Katie Dartmouth pelos mesmos terroristas que ele lutou sete anos anteriores, incluindo o mesmo menino, As’ad. Porter consegue resgatar Dartmouth e se junta a Seção 20, encabeçada por Hugh Collinson, que também estava presente durante a missão fatídica.






 

# país: Reino Unido
# duração original: 45 min. (por episódio)
# produção: Left Bank Pictures…
# distribuidora: British Sky Broadcasting (BSkyB)…

 

2 comentários para STRIKE BACK (Série de TV / 1ª T. Completa / Dublado) – 2010

  • Pertile  DISSE:

    Olá Boa noite Don costa Quero saber se Você não tem 720p MKV, tem disponível em outros Sites mas está com problema o Episódio 720p MKV fica todo com falhas tipo quadriculado sabe dizer porque?

    • Don Costa  DISSE:

      Boa noite, Pertile.

      O Tela de Cinema é uma comunidade formada por vários colaboradores que nos enviam os seus arquivos para serem compartilhados. Eu sou apenas mais um dos membros desta comunidade.

      Não tenho esta série em alta definição, mas deixe seu pedido na área de pedidos do site. Pode ser que alguém o tenha e a compartilhe conosco.

      Quanto à sua pergunta relacionada às falhas existentes no arquivo que encontrou na internet, fica difícil fazer uma avaliação correta sem ter o arquivo em mãos. Mas esse problema está sempre relacionada à uma conversão de má qualidade. Os arquivos originais em HD sempre possuem um grande tamanho, sejam eles lançados em bluray, HDTV ou WEB-DL. Um filme de uma hora e meia ultrapassa facilmente os 30GB. Para deixar esses arquivos com um tamanho que possa ser compartilhado pela internet, nós fazemos a conversão destes arquivos originais, diminuindo o seu tamanho. Se a conversão for bem feita, de 70% à 90% da qualidade da imagem é preservada, mas se a conversão for mal feita a imagem é, simplesmente, destruída, ficando pior que uma imagem analógica (VHS). Isso é o que aconteceu com o episódio que você viu.

      Um dos ítens que nós costumamos alterar ao fazer a conversão é a bitragem do vídeo. Bitragem é a quantidade de informações (bits por segundo) decodificada pelo equipamento (computador, bluray player, etc) e enviada ao monitor (Tv, inclusive). Essa bitragem é definida pelas configurações do arquivo. Arquivos em alta definição originais, sejam eles em 720p ou 1080p, alcançam 40.000 kbps (40 Mbps). Mas eu já encontrei arquivos em 1080p cuja bitragem estava definida em valores inferiores à 1.000 kbps (1 mbps), chegando a míseros 512 kbps. O vídeo simplesmente estava com uma qualidade inferior ao de um DVDrip padrão, inclusive com os quadriculados que você mencionou.

      É preciso tomar cuidado ao se converter um arquivo. Um bom programa de conversão e um razoável conhecimento técnico sobre o processo são ítens essenciais para se obter um bom resultado. Pelo visto, quem converteu estes arquivos que você encontrou, não tinha um, ou outro, ou ambos.

      Espero ter ajudado a sanar a sua dúvida. Caso tenha mais alguma é só informar.

      Grande abraço.

PARTICIPE DA DISCUSSÃO, MAS ANTES DE COMENTAR CLIQUE AQUI E LEIA NOSSAS REGRAS DE COMENTÁRIOS. Saiba que todos os comentários são moderados, nós nos reservamos o direto de publicá-los ou não. É proibido divulgar endereço de sites, blogs, fóruns que não sejam de parceiros ou de colaboradores do Tela de Cinema. Nós não permitimos a publicação de links de arquivos nos comentários, para colaborar acesse o menu do blog e procure pela opção COLABORE CONOSCO, ou clique aqui. Nós não recomendamos a divulgação de emails nos comentários, faça isso por sua conta e próprio risco.