SEGURANÇA

[ATUALIZAÇÃO IMPORTANTE ]

Não são publicados:

– Filmes com menos de 5 (cinco) anos após sua distribuição em mídia física ou digital.

– Qualquer conteúdo de entretenimento com menos de 5 (cinco) anos após exibição ou distribuição em mídia física ou digital.

Diversos sites de filmes tem optado por se tornarem privados, ou seja, só participa que estiver cadastrado, em sua maioria absoluta são espaços destinados a filmes e séries atuais.

Nós não vamos adotar essa política,  apenas vamos reforçar as mudanças realizadas nas regras desde o ano passado.

31 comentários para SEGURANÇA

  • RBonilha  DISSE:

    correto este é um site exclusivo de reliquias dubladas apoiado

    • Sparrow  DISSE:

      RBonilha, só para destacar que o Tela nunca foi exclusivo de relíquias ou clássicos dublados, até hoje não sei de onde tiraram essa ideia, lá em 2010 eu postava de tudo, desde lançamentos (nunca postamos Can ou similares), filmes legendados (aliás legendei muita coisa) à filmes clássicos.

      O Tela deve ser um espaço de descontração, onde as pessoas possam “compartilhar os arquivos que possuem na qualidade que puderem”, esse é propósito do blog, compartilhar.

      Essa regra é preventiva, já que o tal prejuízo com o crime de pirataria ocorre em virtude da disponibilização de conteúdo recente, desde filmes em cartaz até séries que estreiam e estão em exibição.

  • dutrabr98  DISSE:

    ola tela, eu tava na internet procurando uns filmes e achei esse site: http://edsonarist.blog-dominiotemporario.com.br/ ele é bem parecido com o tela, muito parecido, praticamente igual

    • Don Costa  DISSE:

      Boa tarde, Dutrabr98.

      Não se preocupe com este site. Ele também pertence ao Tela de Cinema e é apenas um “espelho”, utilizado por nós inclusive como backup.

      Mas obrigado pelo aviso.

      Abraços.

  • GILBERTO  DISSE:

    Parabéns pelo site.Baixei o filme A fortaleza e gostei muito de rever esse belo filme.Meu muito obrigado

  • dantweet  DISSE:

    Excelente iniciativa. Para mim poderia ampliar essa janela para 7 ou 10 anos. 5 anos ainda julgo recente, se pensarmos que 5 anos é 2012, logo ali.

    • Sparrow  DISSE:

      É bem provável que aumentemos esse período de tempo. Tem algumas obras que geram muita grana mesmo depois de 5 anos, mas a grande maioria do que é lançado não desperta mais interesse no público após um curto prazo de tempo, salvo franquias como Transformers, Star Trek, Star Wars, etc… como esses universos acabam sendo revisitados com uma certa frequência isso os torna relativamente perigosos.

  • aloisio braglia  DISSE:

    realmente 5 anos é muito pouco,e pode ainda dar problemas de direitos autorais,eu aconselharia a dar 20 anos, ou seja filmes feitos até o ano de 1997.

    • Sparrow  DISSE:

      Depois de 95 anos do lançamento de uma obra ela se torna domínio publico, portanto não importa se for 20, 50, 80 anos ou mesmo 180 anos(???)

      “Mas Sparrow, você disse que depois de 95 anos torna-se domínio público?!”

      Sim e não, na verdade NÃO!!! Leia essa matéria para entender melhor: https://jus.com.br/artigos/50884/como-mickey-mouse-foge-do-dominio-publico

      • Padre  DISSE:

        Antes de mais nada elogiar este site é pouco. É uma obra prima.

        Quanto ao fato de só postar 5 anos, acho muito bacana, mas teria que rever a questão. Tem vários filmes postado entre este período, acho que seria bacana rever estas postagens.
        Eu não sou contra o site, ao contrario, mas se é para falar de direitos e leis, o mais certo seria uma melhor explicação.

        1º- “Mas Sparrow, você disse que depois de 95 anos torna-se domínio público?!”

        *** O prazo até que uma obra intelectual caia em domínio público varia de país para país, bem como, pelo tipo de obra em questão.
        De acordo com a legislação autoral brasileira (Lei 9.610/98), a regra geral para que as obras caiam em domínio público é
        de 70 anos após a morte do seu autor. Este tempo começa a ser contado em 1º de janeiro do ano subseqüente ao falecimento, obedecida a ordem sucessória da lei civil.

        Contudo, se não houver deixado sucessores, a obra cairá em domínio público na data do falecimento.

        2º- Pirataria = Se alguma pessoa lucra direta ou indiretamente com algum conteúdo distribuído pela internet, diz-se que ela está explorando comercialmente essa obra. Acontece que somente o autor ou quem ele autorizar pode lucrar com a obra.
        Lucrar com venda não autorizada de qualquer conteúdo, seja ele um livro, música ou filme, é considerado pirataria, ou seja é crime.

        POREM, SEMPRE TEM UM POREM:

        Por mais que a pessoa não esteja lucrando com a distribuição de um determinado conteúdo, o fato de torná-lo disponível para qualquer um infringe os direitos de distribuição da obra. Colocar no YouTube, por exemplo, um filme inteiro para qualquer pessoa assistir é considerado crime, pois rompe com o direito do autor de vender e lucrar com a sua obra. Muita gente pode argumentar que isso não é pirataria, pois não há ninguém lucrando, mas mesmo assim é crime, pois vai contra os direitos autorais.
        Uma pessoa, ao comprar uma música em um CD ou em uma loja virtual como a iTunes Store, adquire o direito de uso, mas não de
        distribuição, comercialização ou alteração da obra. O mesmo acontece com filmes. Comprar o filme não quer dizer que você seja o dono dele. Só quer dizer que você pode assisti-lo quando e como quiser.
        Mas você não pode passar adiante, reproduzir em lugares públicos ou disponibilizá-lo para qualquer pessoa assistir.

        Sem querer criar qualquer polemica, longe disso. Mas é fato.

        —————————–

        Meu desejo sincero: apesar de ter feito esta colocação, torço por este site, e espero que ele dure por mais 100 anos.

        Parabéns ao grupo que mantem o mesmo ativo.

        Tudo de bom para todos.

        • Sparrow  DISSE:

          Como você bem disse, 70 anos é o que prevê a legislação brasileira para obras nacionais, caso não haja sucessores, veja bem, a grande maioria de nosso conteúdo é internacional, ou seja, quando alguém entrar com uma ação ela se dará no país de origem e vai prevalecer o que se determina lá… eu sei disso pois já recebi algumas notificações e para evitar incomodo removi o conteúdo, se fosse na era do blogger já teriam nos derrubado umas 3 vezes no mínimo.

          Quanto ao crime de pirataria, aqui no Tela de Cinema apenas emprestamos obras intelectuais, aqueles que obtêm o arquivo são responsáveis pelo seu uso, ou seja, nós não estamos vendendo, existe uma diferença jurídica enorme aqui, embora o entendimento varia de juiz para juiz, alguns poderão dizer que o simples ato de emprestar um livro é crime de pirataria, mas isso é bem improvável. Posso afirmar que a justiça brasileira só enquadrou aqueles que obtiveram lucro direto ou indireto, nesses casos os culpados devem pagar uma indenização e a pena pode variar entre 3 meses à 4 anos de detenção dependendo da gravidade, em alguns casos raros, aqueles que não obtiveram lucro, apenas pagaram multa. O fato é que quem obtêm lucro ilícito não gera receita, logo o governo não arrecada impostos, esse é o X da questão.

  • RogellParadox  DISSE:

    É uma boa ideia. A maioria dos sites está tomando/já tomou essa iniciativa (não só com filmes, mas também com desenhos, quadrinhos, etc). Espero que o site continue firme e forte =)

  • Maumar  DISSE:

    Como faço para compartilhar um filme no site TELA DE CINEMA?

  • Perene  DISSE:

    Um bom servidor é o Google Drive. Para criar uma conta do Google em 90% das vezes eles irão pedir pra validar por meio de SMS, com um número de celular seu, que é limitado a umas 4 contas. Mas eu já criei dezenas de contas (do Gmail) sem que isso seja pedido.

    Recomendo limpar cookies e arquivos temporários c0m programas como CCleaner, e a cada uns 2 dias trocar de IP. Ainda assim não é garantia de que não peçam pra mandar SMS.

    O legal é que se um arquivo for sinalizado, ao estar logado na conta vc pode baixar ele de volta pro seu PC, ele parece que não é deletado 100%, apenas ficaria indisponível publicamente.

    Cada conta dá direito a 15 GB livres.

    A vantagem do Google Drive é que vc envia e baixa na velocidade máxima. Fora ele também recomendo o servidor INTERNET ARCHIVE, so é mais lento pra upar, mas pra baixar vem rapidão. Nesse último caso, pra evitar que achem no Google, habilitem a opção NOINDEX = TRUE em cada página.

    • Perene  DISSE:

      Esqueci de explicar que pra reupar um arquivo sinalizado pro Google Drive (sinalizado é quando alguém o denuncia e ele é desabilitado publicamente por denúncia) é necessário apenas modificar a impressão digital, o hash dele (hash = codigo unico que cada arquivo tem, nã0 existem dois arquivos com o mesmo hash/numeração).

      Com um programa como o MKVTOOLNIX isso pode ser feito facilmente, e a modificação sequer acarreta qualquer perda de qualidade na imagem e áudio. Ou até mesmo compactando de novo, modificando um byte sequer no arquivo ZIP/RAR.

      Isso irá “enganar” o detector do Google Drive, e o arquivo poderá ser REUPADO sem que ele seja desabilitado automaticamente.

      Fica a dica.

  • Perene  DISSE:

    E sobre os filmes com menos de 5 anos não serem postados, eu acho uma otima ideia porque esses são mais suscetíveis a criar problemas com esse pessoal que denuncia, são muito mais visados. Não que os outros não sejam, mas os lançament0s são sempre mais perseguidos e isso traria um clima de insegurança pro site, até porque o trunfo do Tela de Cinema são justamente aqueles mais antigos, de algumas décadas passadas, e esquecidos.

  • Mario S Braga  DISSE:

    Em tempos em que o ser humano é descartável e ninguém respeita ninguém, excelente mensagem, parabéns ao site, vida longa e próspera…

  • Esp  DISSE:

    Adorei este site principalnente o trabalho que Fazem,sem palavra apenas elogios eternos

  • tuliosergioleao  DISSE:

    Parabéns aos profissionais que criaram este portal de “Inenarráveis Emoções”…
    …estou gratissíssimo…”COMPARTILHAR É LEGAL” D+…

  • claudiaberruma  DISSE:

    Boa tarde! Parabéns pelo trabalho, muito muito obrigada mesmo! Sinto não poder cooperar muito, pois não sou boa na manipulação de downloads!

  • KALEF  DISSE:

    Parabéns pelo site. Estive procurando Dr. Jivago a tempos e para comprar eu encontrava, foi aqui que consegui esse classico de 1965 que meu Pai fala muito.

    • KALEF  DISSE:

      Parabéns pelo site. Estive procurando Dr. Jivago a tempos e “NEM” para comprar eu encontrava, foi aqui que consegui esse clássico de 1965 que meu Pai fala muito. (CORREÇÃO)

  • Johnahex  DISSE:

    teste coment.

    • Don Costa  DISSE:

      Boa tarde, amigo Joel.

      Está tendo problemas para acessar a área de comentários?

      Em caso positivo, avise-nos para que possamos verificar o que ocorre e fazer as correções necessárias.

      Grande abraço.

  • L34ndr0  DISSE:

    Apoiado! Aprovo a iniciativa.

    Parabéns ao responsáveis.

  • titanicomello  DISSE:

    Como faço para postar o filme Uma noite com o Rei do Rock, pois eu o tenho em VHS, e já passei para o DVD.

    • MARCOS F.  DISSE:

      Boa tarde Titanicomello, pra publicarmos, basicamente precisamos das informações (dados do arquivo) + screens (mínimo 4) + link (desde que o upload seja seu).
      Dá uma olhada neste endereço que está detalhado o que é necessário:
      http://teladecinema.net/colabore-conosco/

      Caso surja alguma dúvida, meus e-mails:
      marcos.vfogaca@hotmail.com
      marcosffva@gmail.com

      Aguardamos…

    • Don Costa  DISSE:

      Boa tarde, Titanicomello.

      Para contribuir com o Tela, a primeira coisa que que você deve fazer é escolher um servidor de hospedagem na internet, onde você upará o filme que será compartilhado. Você pode upar o filme inteiro ou dividido em partes, utilizando, para isso, programas como o Winrar ou o 7-Zip.

      Depois de ter upado o arquivo você gera um link de compartilhamento neste servidor escolhido.

      Em seguida você apura todas as informações descritas no ítem 3 da página “Colabore Conosco”, disponível aqui: http://teladecinema.net/colabore-conosco/. Esses ítens são fáceis de serem obtidos e não necessitam de um programa para isso. Mas, se quiser utilizar um, recomendo o MediaInfo, que é um programinha bem leve e facilmente encontrado na rede. Com ele você consegue a maioria destes dados sobre os arquivos. Você também precisará enviar pelo menos quatro imagens (screens) extraídas do filme. Isso pode ser feito pelo próprio player utilizado para rodar o filme no computador. O VLC player, por exemplo, pode tirar estas “fotos” diretamente na aba “vídeo” em sua barra de tarefas. Outro player que faz isso facilmente é o MEDIA PLAYER CLASSIC (MPC). Aqui temos um tutorial sobre como pegar imagens com o VLC (http://teladecinema.net/capturar-imagens-com-o-vlc-player/) e aqui outro sobre como capturar imagens com o MPC (http://teladecinema.net/extraindo-imagens-com-media-player-classic-mpc/).

      Uma vez que você tenha todos estes dados em mãos (links, informações sobre o filme e screens), basta enviá-los para os e-mails listados na página “Contato” (http://teladecinema.net/formulario-de-contato/) e aguardar que eles sejam postados no Tela.

      Não se esqueça de ler integralmente as regras do site disponíveis aqui: http://teladecinema.net/regras-gerais/.

      Caso ainda tenha alguma outra dúvida, por favor, informe.

      Abraços.

PARTICIPE DA DISCUSSÃO, MAS ANTES DE COMENTAR CLIQUE AQUI E LEIA NOSSAS REGRAS DE COMENTÁRIOS. Saiba que todos os comentários são moderados, nós nos reservamos o direto de publicá-los ou não. É proibido divulgar endereço de sites, blogs, fóruns que não sejam de parceiros ou de colaboradores do Tela de Cinema. Nós não permitimos a publicação de links de arquivos nos comentários, para colaborar acesse o menu do blog e procure pela opção COLABORE CONOSCO, ou clique aqui. Nós não recomendamos a divulgação de emails nos comentários, faça isso por sua conta e próprio risco.