ORIENTAÇÃO IMPORTANTE AOS COLABORADORES

Boa tarde, marujos do Tela de Cinema.

As regras do site informam que não publicamos filmes que ainda estejam em cartaz, e essa orientação se torna ainda mais importante atualmente. As produtoras estão em guerra contra os sites de compartilhamento nesta questão dos lançamentos. Elas até deixam passar postagens de filmes mais antigos, mas lançamentos são monitorados mais fortemente, podendo causar a queda do site. Muitos sites vivem do compartilhamento destes filmes recentes, recebendo um bom dinheiro com as propagandas geradas em cima destes arquivos. Geralmente estes sites são fechados, mas reabrem posteriormente com outro nome e continuam com a ação criminosa. Mas o Tela não pode permitir um fechamento, já que não somos apenas um site, mas sim um projeto comunitário de compartilhamento gratuito, e seu nome e história são tão importantes quanto o seu acervo.

Por outro lado, é difícil identificar se um filme ainda está em cartaz, pois não existe um site oficial confiável com estas informações, já que cada cinema ou rede tem autonomia para deixar ou retirar um filme em exibição. Um cinema ou uma rede aluga um filme por um determinado período de tempo. Se o filme der bilheteria e, consequentemente, lucro, o cinema ou a rede prorrogam o aluguel. Mas se o filme não der bilheteria, o aluguel não é prorrogado e ele sai de cartaz. Sendo uma negociação privada, a sua divulgação não é necessária. Daí a dificuldade em se encontrar dados confiáveis.

A única forma de checagem é fazer uma pesquisa com o nome do filme e termos como “em cartaz”, ou “em exibição” nos sites de busca. Pesquisar nas próprias redes como a Cinemark também ajuda. Essa ação pode ser trabalhosa, mas é algo essencial, pois a publicação no site de um filme que ainda esteja em cartaz pode trazer grandes problemas para o Tela, que já se tornou privado justamente para não ser tão visado por estas empresas.

Normalmente, um filme com boa aceitação do público fica, em média, 12 semanas em cartaz. Blockbusters com grande procura ultrapassam facilmente as 16 semanas e, em casos bem raros, chegam a ficar o ano inteiro, como aconteceu com “Titanic” (1997) em algumas cidades. Outros podem não chegar à segunda semana nos cinemas, caso seja um retumbante fracasso de público como “As Aventuras de Pluto Nash” (2002). Também tem os casos em que a produtora exige um tempo mínimo de locação por parte dos cinemas, mas esta não é a situação da maioria dos filmes.

Acreditamos que, caso não encontremos determinado filme em cartaz pesquisando nas redes, estaremos relativamente seguros para publicá-lo se já tiverem decorridas 12 semanas a partir da data de estreia no Brasil.

Porém um fenômeno recente dificultou ainda mais esta tarefa: a distribuição de conteúdo via streaming.  Tecnologia popularizada pela Netflix, este meio de distribuição tornou impossível estabelecer um parâmetro para um lançamento direto pela plataforma que ainda esteja “em cartaz”, já que a distribuição vai direto para as redes e não passa pelos cinemas. Como o filme fica permanentemente no catálogo, não temos como saber o quanto o faturamento daquele arquivo ainda é importante para a empresa produtora  a ponto de torná-lo perigoso para o site. Afinal, estas empresas são ainda mais atuantes para proteger o seu conteúdo no meio digital, uma vez que utilizam o mesmo ambiente de distribuição dos sites de compartilhamentos, como o Tela de Cinema, que podem ser considerados concorrentes diretos e, portanto, alvo das ações destas empresas. E a Netflix não é a única. Empresas como a Amazon, Globo e Fox já tem os seus próprios catálogos de lançamentos diretos via streaming, que em breve receberão a companhia de outras gigantes como a Disney e a Apple.

Devido à esta nova realidade, o Tela de Cinema adotará um tempo mínimo de 90 dias entre o lançamento destes conteúdos nestas plataformas no Brasil e a publicação de postagens que contenham tais arquivos, seja ele um filme, uma séria ou novela. A referência de data de lançamento no país poderá ser a própria plataforma proprietária do conteúdo ou sites de bancos de dados, como o IMDB. Conteúdo inédito no país, mas que teve lançamento no exterior, levará em conta este prazo mínimo do lançamento no país de origem. Lembrando que este prazo será o mínimo exigido, uma vez quer o Tela de Cinema se reserva no direito de não publicar o conteúdo se avaliar que tal arquivo ainda representa um produto muito rentável para a empresa detentora dos direitos autorais, o que o tornará potencialmente perigoso para nosso site, assim como eventuais notícias sobre problemas causados por tais arquivos em outros sites de compartilhamento.

O Tela de Cinema é uma comunidade que tem centenas de colaboradores, milhares de postagens, dezenas de milhares de usuários cadastrados e quase uma década de existência, período no qual passou por grandes dificuldades mas que conseguiu sobreviver e crescer graças aos seus membros que compartilham, não só os arquivos, mas a ideologia de um compartilhamento absolutamente gratuito e abnegado. É uma história rica e grande demais para ser colocada em risco por causa de alguns poucos arquivos pertencentes à grupos poderosos. 

Preservemos a nossa comunidade.

Um grande abraço à todos.

Equipe Tela de Cinema

Sparrow, Edfilmes, Marcos F., Wagner S., Don Costa e Any Sousa.

38 comentários para ORIENTAÇÃO IMPORTANTE AOS COLABORADORES

  • neotemper  DISSE:

    O ideal é o Tela de Cinema evitar colocar filmes muito recentes, eles são um problemaço devido os direitos autorais. Eu já tive o desprazer de ver o fechamento do Megaupload e do Minhateca, seria uma tragédia muito maior ver o nosso querido Tela de Cinema fechar.

  • luiz_henrique_br  DISSE:

    Muito bom, me orgulho muito em ser colaborador do Tela. E nas minhas poucas e humildes postagens, as maiorias dos Filmes são da época de locadora (2000 – 2012), e outros um pouco mais antigos sendo década de 80/90. E eu tenho muito cuidado com isso também.

  • dantweet  DISSE:

    Eu sou favorável à ser proibido postar conteúdo com menos de 5 anos de lançamento. Acho uma boa margem de segurança e também o Tela sempre foi focado em conteúdo mais antigo. Eu confesso q até me incomoda ver filmes de 2016, 2018 postados aqui.

  • Mandrake  DISSE:
  • Mandrake  DISSE:

    Vish!! Meu comentário saiu em branco!!
    Hoje estamos diante desta Politica de Direitos Autorais principalmente em cima deste Filmes de Lançamentos.
    Muitos sites já foram até fechados, por causa disto, alguns que visam lucro financeiro.
    Na minha opinião aqui no Tela nós temos trabalho lindos de muitos Colaboradores.
    Como Clássicos raros, legendas, dublagens raras, VHS, DVD, TV Rip, HDTV e não importa a qualidade e sim a
    boa vontade de cada um em Contribuir ou fazê-lo.
    Por outro lado eu penso que temos ainda muitos filmes raros a ser explorados, encontrados, descobertos!!
    Se for para correr o risco e ver um Site como o Tela de tamanha importância e significância para todos
    correr este tipo de risco, o melhor a fazer é evitar.
    Aqui são postados filmes Clássicos diários que nem eu mesmo sabia da existência do mesmo.
    O Trabalho dos Colaboradores que contribuem com VHSrip, DVDrip deve ser sempre priorizado e jamais descontinuado.
    pois tem muita importância para todos nós. Independente da qualidade, o que mais vale é boa vontade!
    Acho que temos muito a explorar em filmes Clássicos, alguns recentes desde que não sejam estes novos lançamentos.
    É melhor prevenir do que correr este grande risco, pois afinal temos ainda muitos filmes ainda para Compartilhar.
    E não é generalizando, afinal gosto é gosto, mais são poucos os filmes atuais de lançamento tão bem produzidos
    quando comparados aos grande produção dos filmes Clássicos.
    Lançamento depois de um tempinho agente assiste a toda hora em Tv Fechada, aberta e clássicos raros a gente luta para conseguir e nem sempre consegue. Acho que prioridade maior é não correr riscos!!

  • gloria  DISSE:
  • verginiar  DISSE:

    Em muitos trackers privados, é proibido postagem de filmes que tenham menos de 5 anos. O tela permitir postagens de filmes recentes, mesmo que fora de cartaz, ainda acho muito arriscado.
    Talvez uma exceção poderia seria aplicada a produções de baixo orçamento, filmes feitos para TV e afins, cujas produtoras não projetam tanta expectativa de lucro.
    E vamos combinar: filmes recentes são facilmente encontrados fora daqui. Para que arriscar anos de trabalho com arquivos que estão dando sopa por aí, em sites que se dedicam exclusivamente ao mainstream?

  • Lobo Vegetariano  DISSE:

    Esclarecimento importante. E eu discordo do dantweet, acredito que 1 ano já baste. Eu mesmo vou publicar um filme de 2017 aqui em breve.

    • dantweet  DISSE:

      Não concordo. Acho q filmes com menos de 5 deveria ser estritamente proibido. Bota em risco todo um trabalho de tanta gente, pra postar filmes q vc encontra qualquer tracker.

      • Lobo Vegetariano  DISSE:

        O que eu vou postar eu só encontrei aqui. Na verdade, é uma repostagem.

  • Douglas Rutkoski  DISSE:

    Legal e bonito.

  • FalconNight  DISSE:

    Existem algum site para pesquisar se aquele filme / serie é domínio público, porque senão for domínio público, simplesmente pirataria. Compartilhamento Legal se for domínio público, o resto é pirataria.

    GLOBO/SBT/RECORD/BAND, eles compraram o direito para passar filmes por determinado dias, passou disso tem que comprar novamente, agora qualquer site que tenha filme, não tem este direito com filmes e seriados, sem o site tem ou não propaganda, isto não vem o caso. Diga isto para polícia. Também concordo não colocar filmes novos. (Quando fui colaborador eu coloquei filmes 2018 no site), não colocaria novamente.

    Mas a pergunta de que ano, são filmes novos, ano 2000 pra frente é novo (19 anos só ) !!!

    Esta conversa vai longe, abraço a todos…

    • verginiar  DISSE:

      Tá fazendo o que aqui então? Dominio publico é filmes com mais de 70 anos, acorda…

  • dickson.ramon  DISSE:

    Eu gosto mais das produções anteriores a 2005. Desses filmes mais recentes, acredito que só assisti ao Transformers. Ainda estou tentando ver os bons filmes que foram produzidos em décadas passadas. Só recentemente assisti ao Clube dos Cinco, Apollo 13, Forrest Gump, por exemplo.

  • Clint  DISSE:

    Concordo completamente com esta preocupação. filmes recentes estão aos montes por aí, nesses sites(FTP)pagos e em tantos outros. Em compensação as relíquias aqui existentes e os RMZ então, nem se fala. Assim, não acho conveniente e nem vejo necessidade de colocar estes tipos de filmes aqui. Não entendo nada disto, mas não teria como criar tipo um “espelho” do site, para depois se houver algo, utilizá-lo como uma alternativa?

  • Gilson Carneiro Dias  DISSE:

    Olá a todos, boa discussão, mas o grande glamour do tela é justamente os filmes antigos e magicamente trabalhado por esses colaboradores mágicos, peço a Deus que proteja o site dessa possibilidade de ter problemas. Forte abraço a todos.

  • jef  DISSE:

    Não vejo necessidade em colocar nesse site filmes recentes que tem em centenas de sites “COMUNS”

    Ainda mais com empecilhos tipo partes RAR, senha, servers ruins. Só vai dar trabalho pra gente pular esses posts!

    Fora os avisos que estão quase enchendo a primeira página.

  • BruceLee  DISSE:

    Eu acho que as postagens do teladecinema deveriam ser até os anos 90. Dos anos 2000 para cá não deveriam ter filmes postados, o mundo mudou muito a partir os anos 2000, os melhores filmes são os antigos, e esse site é fora de série, tem que existir para sempre.

  • Thiago L  DISSE:

    Na minha opinião, o Tela deveria priorizar clássicos, e não conteúdo novo. Filmes e séries recentes a gente encontra facilmente em diversos outros sites. E esses sites estão sempre correndo risco de fechar justamente porque chamam muita atenção dos estúdios. Será que o Tela merece correr esse risco também? Eu acredito que não.

  • Hiper  DISSE:

    Se o tela de Cinema preferir por medida de segurança postar filmes com mais de 2 anos, por mim está tudo bem.
    Há muitos bons filmes que já tem mais de 2 anos, sem falar o cuidado e a atenção de tantos colaboradores em disponibilizar conteúdos com dublagens raras e até remasterizadas.
    É muito importante o Tela de Cinema continuar ativo.
    Lançamentos ou filmes recentes deixe para outros sites que não tem muito a perder ser for fechado, porque eles são muitos, já o Tela de Cinema é único.

  • galak  DISSE:

    Boa noite a todos,acompanho o tela desde o inicio quando ainda era tel4,e oque mais me cativou nesse tempo todo foi exatamente o fato de saber que aqui encotraria oque não se encontra em outros sites,esse é o diferencial do tela,respeito a opinião de todos mas penso que se um filme com menos de 5 anos de lançado é considerado pirataria,não vale a pena pagar pra ver e correr o risco de por todo um trabalho maravilhoso e unico a perder,acredito que quem tem um filme mas recente pra postar tbm desse ter um antigo guardado esperando ser postado,ou um pra ser reupado,pelo oque vejo dos colaboradores todos aqui são amantes do cinema,então não faz sentido ir contra o cinema

  • Roberto Alves  DISSE:

    Respeitando a opinião de todos, concordo plenamente que temos que ter muito cuidado nos filmes postados aqui. Acho que as raridades aqui postadas são o carro chefe deste magnifico site, apenas lamento essas porcarias de filmes eróticos aqui lançados que para mim enporca-lham esse site que talvez no Brasil seja único para o colecionador Cinéfilo.

  • Bruno Phernandes  DISSE:

    Na minha opinião, que é a mesma do dantweet, deveria ser proibido postar conteúdo com menos de 5 anos de lançamento. 90 dias acho muito arriscado. Um risco desnecessário. Mas confio no julgamento dos moderadores para determinar se o post deve ou não ser feito. E parafraseando: “É uma história rica e grande demais para ser colocada em risco por causa de alguns poucos arquivos pertencentes à grupos poderosos”, tendo em vista também que todos, senão, grande maioria de filmes recentes podem ser facilmente encontrados em sites de torrents que temos aos montes.

  • Gabrig  DISSE:

    Na minha modesta opinião o tela deveria se voltar para os filmes antigos e sem exibição nas tv’s abertas ou fechadas. Não discordo da postagem dos filmes novos, mas como pode se tornar um risco para o site, creio que o mesmo estaria se preservando em não publica-los.

  • Alexsandro Almeida de Melo  DISSE:

    Eu sempre visitei o site em busca de filmes antigos e raridades. Pra mim, não irá me afetar até porque não sou fã desses filmes de hoje em dia, baseados apenas em cgi. Um abraço aos amigos do site e força pra continuarem.

  • felixcatx  DISSE:

    Ciente! Penso que fugir desses lançamentos é uma ótima tática para ficar “fora do radar” dos “robos e gatilhos” dos monitoramentos! A tradição de manter o foco em clássicos e dublagens clássicas é o atrativo do Tela, isso nunca sairá de moda e independente das tendencias de mercado, isso não nos colocará em riscos. (ツ)ノ

  • João Schroeder  DISSE:

    O último parágrafo diz tudo. O Tela é um patrimônio precioso. Por mim também pode ser um prazo de cinco anos ou um pouco mais, mas 90 dias acho muito pouco. Se os administradores acham que pode ser mais recente que seja de pelo menos um ano e sem sem blockbusters, pois filmes novos tem inúmeros sites para baixar.

  • Scarface  DISSE:

    Eu também concordo que uns 5 a 7 anos de “janela” está de bom tamanho.

  • Roberto Alves  DISSE:

    Queria aproveitar o espaço e lamemtar pela morte do Grande Ator DAVID HEDISON, o eterno Capitão Crane do Viagem ao fundo do mar.

  • Nezmonkees  DISSE:

    Boa noite, vocês estão de parabéns !!!

  • Benneh Carvalho  DISSE:

    Para ser sincero, acho que 90 dias é muito pouco. Creio que um prazo entre 1 e 5 anos seria mais adequado e mais seguro para proteger o site do risco de fechamento. Mesmo assim o risco ainda continuaria. Um colega acima sugeriu a publicação somente de filmes em Domínio Público, mas isso também não resolveria o problema porque ficaríamos restritos a filmes com mais de 70 anos do seu lançamento. Acho que o bom senso é que deve prevalecer. Nem tanto ao mar, nem tanto à terra.

  • videomagia  DISSE:

    Isso é importantíssimo. 100% correta precaução. Precisam mesmo ficar atentos e tomar as providências que forem necessárias sem economia. Sugiro até que aumentem o prazo de distância para garantir o desinteresse dos donos dos direitos. Não vejo porque a pressa, aqui a gente encontra filmes até dos anos 30 e a gente esperou pra poder ver.

  • snake  DISSE:

    que nostalgia, bons tempos que não voltam mais em tv aberta pelo que parece!

  • snake  DISSE:

    sinceramente, não vejo pq publicar filmes mt recentes que são encontrando facilmente e inúmeros sites de torrents, acho até pouco 90 dias, na minha modesta opinião de 1 a 2 anos já estaria de bom tamanho, mas é apenas minha opinião…

  • Miga64  DISSE:

    A preocupação é mais que válida e, como sou chegado em sarcófago, acho que quanto mais antigo melhor. Creio que 5 anos está de ótimo tamanho.

  • davilohan24  DISSE:

    o meu tá funcionando de boa

  • Mephisto  DISSE:

    Também Concordo, Porque não Focar nos Anos 40 a 70 a nata dos Clássicos Esta Lá, Respeito todos os colaboradores, mas dou Preferencia em Primeiro Lugar a Any Sousa pelo bom gosto nas suas Postagens que sempre são verdadeiros Clássicos, que na Maioria são dos anos 40 a 50..!!! Obs: Me Desculpem se Ofendi Alguém , Mas essa é minha Opinião Sincera!!!Também Agindo Assim O Lobo não Ataca, E Todos Ficamos Happy…!!!

PARTICIPE DA DISCUSSÃO, MAS ANTES DE COMENTAR CLIQUE AQUI E LEIA NOSSAS REGRAS DE COMENTÁRIOS. Saiba que todos os comentários são moderados, nós nos reservamos o direto de publicá-los ou não. É proibido divulgar endereço de sites, blogs, fóruns que não sejam de parceiros ou de colaboradores do Tela de Cinema. Nós não permitimos a publicação de links de arquivos nos comentários, para colaborar acesse o menu do blog e procure pela opção COLABORE CONOSCO, ou clique aqui. Nós não recomendamos a divulgação de emails nos comentários, faça isso por sua conta e próprio risco.