«

»

jun 07

OLDBOY (Dual Áudio) – 2003

OLDEUBOI / OLDBOY (Coréia do Sul) – 2003
DRAMA – MISTÉRIO – THRILLER
DIREÇÃO: Chan-wook Park
IMDb: 8,4 http://www.imdb.com/title/tt0364569/

DUAL ÁUDIO

Postado por Wagner S

Formato: MP4 (BDRip)
Qualidade: BDRip
Tamanho: 914 MB (BDRip)
Duração: 120 min.
Legendas: S/L
Áudio: Português / Coreano
Servidores: Uptobox, Userscloud ou 1Fichier (Parte única)
Uploader: Wagner S

PARTE ÚNICA: UPTOBOX – USERSCLOUD – 1FICHIER

1988. Oh Dae-su (Choi Min-sik) é um homem comum, bem casado e pai de uma garota de 3 anos, que é levado a uma delegacia por estar alcoolizado. Ao sair ele liga para casa de uma cabine telefônica e logo em seguida desaparece, dexando como pista apenas o presente de aniversário que havia comprado para a filha. Pouco depois ele percebe estar em uma estranha prisão, que na verdade é um quarto de hotel onde há apenas uma TV ligada, no qual recebe pouca comida na porta e respira um gás que o faz dormir diariamente. Através do noticiário da TV ele descobre que é o principal suspeito do assassinato brutal de sua esposa, o que faz com que tente o suicídio. Sem obter sucesso, ele passa a se adaptar à escuridão de seu quarto e a preparar seu corpo e sua mente para sobreviver à pena que está sendo obrigado a cumprir sem saber o porquê.

Min-sik Choi … Dae-su Oh
Ji-tae Yu … Woo-jin Lee
Hye-jeong Kang … Mi-do
Dae-han Ji … No Joo-hwan
Dal-su Oh … Park Cheol-woong
Byeong-ok Kim … Sr. Han
Seung-Shin Lee … Yoo Hyung-ja
Jin-seo Yoon … Lee Soo-ah
Dae-yeon Lee … Beggar
Kwang-rok Oh … Suicidal Man
Tae-kyung Oh … Dae-su
Yeon-suk Ahn … Woo-jin
Il-han Oo … Joo-hwan

O ator Choi Min-sik treinou por 6 semanas e perdeu cerca de 12 quilos para interpretar o protagonista de Old Boy;

Todas as cenas do personagem Oh Dae-su foram realizadas por Choi MIn-sik, sem que fosse necessário o uso de dublês;

As filmagens ocorreram nas cidades de Seul e Bousan, na Coréia do Sul, e também na Nova Zelândia;

Em vários países gerou controvérsia a cena em que o ator Choi Min-sik come um polvo vivo. Para a realização desta cena foram usados 4 polvos, até que se chegasse à tomada final;

O número de telefone que deveria contactar o orfanato em que a filha do personagem Oh Dae-su passou a infância na Suécia na verdade foi cortado pelo dono da linha. Já o outro número citado no decorrer do filme é o da Embaixada da Coréia do Sul em Estocolmo, na Suécia;

Precedido por Mr. Vingança (2002) e seguido por Lady Vingança (2005).

Prêmios

FESTIVAL DE CANNES
Ganhou Grande Prêmio do Júri

6 comentários

Pular para o formulário de comentário

  1. Don Costa

    Novamente o amigo Wagner nos brinda com outro grande filme oriental.
    Ainda não assisti aos outros dois filmes da trilogia, mas estão na lista.
    Neste, os produtores seguem à risca o primeiro mandamento de se fazer um bom filme. Ter uma boa história. E isso “Oldboy” tem.
    Com esse recheio pronto, passou-se a trabalhar na cobertura. O roteiro segue o bom e velho estilo oriental de se fazer cinema. Há cenas inusitadas, passagens sensíveis e, lógico, alguma violência. Desta vez essa violência não é demonstrada por grandes mestres das artes marciais, mas por pessoas comuns mergulhadas num universo cruel e marginal, escondido na nossa própria vida real. Muito do que se passa no filme aparece diariamente nos nossos telejornais, mas parecem não fazer parte da nossa realidade.
    Sequestro, tortura e morte.
    Mas o filme não é só isso. Mesmo a cena do corredor, em que o personagem sai martelando todo mundo, num plano sequência de mais de 3 minutos é muito mais que apenas uma cena de ação. Na verdade parece-me que sequer foi ensaiada tal a forma bruta como se apresentou. A trilha sonora dá o tom da emoção da cena. Ele não está só espancando bandidos. Está exorcizando todos os anos em que passou preso sem saber o porque, tendo toda a sua vida destruída. Esfaqueado, espancado e encurralado por vários oponentes, a cena é quase suicida, mas tem um final, já no elevador, levemente cômico. Um close mostra a expressão no rosto do ator, misto de alívio, satisfação e angústia.
    Oldboy é um filme difícil. Deve-se assisti-lo com calma e prestando muita atenção. Em vários momentos a narrativa torna-se “não linear”, e algumas cenas parecem não fazerem sentido, só para, mais à frente, se encaixarem suavemente no restante da história.
    Bruto e ao mesmo tempo sensível, “Oldboy” é um daqueles belos filmes em que a história suplanta o visual aparentemente seco, direto e violento, revelando uma profundidade que provoca reflexões. Funciona muito bem tanto em texto quanto em vídeo.
    Choca? Sim. Mas emociona também!!
    Recomendo à todos, independentemente de sua preferência de estilo.
    Foi feito um remake em 2013, dirigido pelo competente Spike Lee. Eu tenho uma birra com remakes, e este remake, como de costume, me decepcionou assim como o de “Robocop” (2014). Na verdade, somente “Sete Homens e um Destino” (1960) ficou à altura do filme que o inspirou – “Os Sete Samurais” (1954). Mas é claro que é apenas uma opinião bem pessoal.
    Assistam à ambos e tirem suas próprias conclusões. Pessoalmente, 10 x 0 para o Coreano.
    Obrigado pela excelente postagem, amigo Wagner.
    Abraços.

  2. NEO

    Na verdade baixei ontem de outra postagem, ou seja são duas postagens iguais, aliás a postagem de onde eu baixei dizia que era dublado mas eu baixei e era DualAudio como o desse post.

  3. C,TaxiDriver

    Só não baixo por que já tenho, mas recomendo.Parabéns Wagner.

  4. Fabittar

    Todos os links off, poderiam reupar por favor?

    1. Wagner S.

      Reupado Fabiano, abraço!

  5. Fabittar

    Obrigado Wagner! Abraço 🙂

Deixe uma resposta