O TESTAMENTO (720p/Dublado) – 1983

HERANÇA NUCLEAR – 1983
“Testament” (EUA) – 1983
DRAMA – SCI-FI
DIREÇÃO: Lynne Littman
IMDb: 7,1 – http://www.imdb.com/title/tt0086429/

Image

720p – DUBLADO

Postado por Ferrari

DADOS DO ARQUIVO:

Formato: mp4

Qualidade: TVRip 720p (Paramount Channel)

Tamanho: 1.33 GB

Duração: 87 minutos

Legendas: S/L

Áudio: Dublado em Português (Dublagem Estúdio Telecine)

Servidor: Minhateca e Uptobox

Upload: Ferrari

LINKS:

Parte Única: Minhateca – Uptobox

SINOPSE:

Uma história contundente e aterrorizante com o pior pesadelo do mundo contemporâneo: a guerra nuclear. Se quando a bomba explodir você morrer não haverá dor. Mas o que pode acontecer com os infelizes sobreviventes? É isso que “HERANÇA NUCLEAR” revela, acompanhando a trajetória de Carol Wetherly (Jane Alexander) e sua família, após um ataque nuclear. Seu marido está numa viagem de negócios. Ela tem que usar todas as suas forças para manter, sozinha, a união da família. Carol é testemunha dos efeitos que a invisível e mortífera radiação provoca em seus filhos.

ELENCO:

Jane Alexander … Carol Wetherly
William Devane … Tom Wetherly
Rossie Harris … Brad Wetherly
Roxana Zal … Mary Liz Wetherly
Lukas Haas … Scottie Wetherly
Philip Anglim … Father Hollis Mann
Lilia Skala … Fania Morse
Leon Ames … Henry Abhart
Lurene Tuttle … Rosemary Abhart
Rebecca De Mornay … Cathy Pitkin
Kevin Costner … Phil Pitkin
Mako … Mike
Mico Olmos … Larry
Gerry Murillo … Hiroshi
J. Brennan Smith … Billdocker
Lesley Woods … Lady Mayor
Wayne Heffley … Police Chief
William G. Schilling … Pharmacist
David Nichols … Worried Man
Gary Bayer … Angry Man

6 comentários para O TESTAMENTO (720p/Dublado) – 1983

  • farra4ever  DISSE:

    Obrigado.

  • Nilo Carlos Salgado  DISSE:

    A sinopse cita o nome do filme como “herança nuclear” e o título bem como a capa se referem à “O Testamento”, favor corrigir.

    • Don Costa  DISSE:

      Boa tarde, Nilo.

      Não há erro nas informações e os dois títulos estão corretos. “Testament” foi um filme feito para a tv que, posteriormente, foi aos cinemas pela Paramount. Ele foi baseado na história “The Last Testament”, de Carol Amen, e manteve esta referência no título original e na sua tradução para o português, “O Testamento”.

      Porém, para o lançamento do “VHS”, o título foi alterado para “Herança Nuclear”, na minha opinião provavelmente para atrair mais público, já que vivíamos sob constante ameaça de uma guerra nuclear naquela época. Mas, quando passou a ser exibido na TV, o filme voltou a ter o título “O Testamento”, pois já havia um filme chamado “Herança Nuclear” (originalmente “Damnation Alley” – 1977) e que já tinha sido exibido na TV antes.

      Estes títulos múltiplos eram comuns, principalmente em filmes feitos para a TV, inclusive nos títulos originais. Hoje essa prática é cada vez mais rara, pois comprovadamente, o marketing de uma obra é infinitamente mais bem sucedida quando é feita sobre um título fixo, desde o início da produção até os lançamentos em outras mídias. Por exemplo, os produtores culparam o fracasso comercial de “John Carter – Entre Dois Mundos” – 2012 à caótica estratégia de marketing da pré produção, que criou um errático material de divulgação, inclusive com nomes bastante diferentes até se chegar à um consenso, poucas semanas antes do lançamento. A estratégia mais usada hoje é tentar criar um vínculo entre o público e a obra antes mesmo de se iniciar a pré-produção, criando uma expectativa e empatia entre os futuros expectadores, além de sondarem os aspectos com maiores chances de serem aceitos por este público.

      Espero ter esclarecido a questão.

      Abraços.

      • Nilo Carlos Salgado  DISSE:

        Don Costa, sempre dando uma aula de informações, hehehe. Muito bem, está entendido então, kkkkk Obrigado pelo up!

        • Don Costa  DISSE:

          Disponha, Nilo.

          Apenas lembrando que não tive nenhuma participação nesta postagem. Eu apenas auxilio na moderação dos comentários orientando os internautas, sanando dúvidas e ajudando a resolver problemas nas postagens.

          Todos os créditos dessa postagem são do marujo Ferrari.

          Grande abraço.

  • Felipe Maciel Viveiros  DISSE:

    Muito obrigado mesmo meu camarada! Estava à procurar este filme, só achava legendado, não que eu despreze os áudios originais, porém, na minha opinião, dublado é melhor :^)
    Mais uma vez, obrigado por ter achado esta raridade.

PARTICIPE DA DISCUSSÃO, MAS ANTES DE COMENTAR CLIQUE AQUI E LEIA NOSSAS REGRAS DE COMENTÁRIOS. Saiba que todos os comentários são moderados, nós nos reservamos o direto de publicá-los ou não. É proibido divulgar endereço de sites, blogs, fóruns que não sejam de parceiros ou de colaboradores do Tela de Cinema. Nós não permitimos a publicação de links de arquivos nos comentários, para colaborar acesse o menu do blog e procure pela opção COLABORE CONOSCO, ou clique aqui. Nós não recomendamos a divulgação de emails nos comentários, faça isso por sua conta e próprio risco.