«

»

jan 22

O TESTAMENTO (720p/Dublado) – 1983

HERANÇA NUCLEAR – 1983
“Testament” (EUA) – 1983
DRAMA – SCI-FI
DIREÇÃO: Lynne Littman
IMDb: 7,1 – http://www.imdb.com/title/tt0086429/

Image

720p – DUBLADO

Postado por Ferrari

DADOS DO ARQUIVO:

Formato: mp4

Qualidade: TVRip 720p (Paramount Channel)

Tamanho: 1.33 GB

Duração: 87 minutos

Legendas: S/L

Áudio: Dublado em Português (Dublagem Estúdio Telecine)

Servidor: Minhateca e Uptobox

Upload: Ferrari

LINKS:

Parte Única: Minhateca – Uptobox

SINOPSE:

Uma história contundente e aterrorizante com o pior pesadelo do mundo contemporâneo: a guerra nuclear. Se quando a bomba explodir você morrer não haverá dor. Mas o que pode acontecer com os infelizes sobreviventes? É isso que “HERANÇA NUCLEAR” revela, acompanhando a trajetória de Carol Wetherly (Jane Alexander) e sua família, após um ataque nuclear. Seu marido está numa viagem de negócios. Ela tem que usar todas as suas forças para manter, sozinha, a união da família. Carol é testemunha dos efeitos que a invisível e mortífera radiação provoca em seus filhos.

ELENCO:

Jane Alexander … Carol Wetherly
William Devane … Tom Wetherly
Rossie Harris … Brad Wetherly
Roxana Zal … Mary Liz Wetherly
Lukas Haas … Scottie Wetherly
Philip Anglim … Father Hollis Mann
Lilia Skala … Fania Morse
Leon Ames … Henry Abhart
Lurene Tuttle … Rosemary Abhart
Rebecca De Mornay … Cathy Pitkin
Kevin Costner … Phil Pitkin
Mako … Mike
Mico Olmos … Larry
Gerry Murillo … Hiroshi
J. Brennan Smith … Billdocker
Lesley Woods … Lady Mayor
Wayne Heffley … Police Chief
William G. Schilling … Pharmacist
David Nichols … Worried Man
Gary Bayer … Angry Man

5 comentários

Pular para o formulário de comentário

  1. farra4ever

    Obrigado.

  2. Nilo Carlos Salgado

    A sinopse cita o nome do filme como “herança nuclear” e o título bem como a capa se referem à “O Testamento”, favor corrigir.

    1. Don Costa

      Boa tarde, Nilo.

      Não há erro nas informações e os dois títulos estão corretos. “Testament” foi um filme feito para a tv que, posteriormente, foi aos cinemas pela Paramount. Ele foi baseado na história “The Last Testament”, de Carol Amen, e manteve esta referência no título original e na sua tradução para o português, “O Testamento”.

      Porém, para o lançamento do “VHS”, o título foi alterado para “Herança Nuclear”, na minha opinião provavelmente para atrair mais público, já que vivíamos sob constante ameaça de uma guerra nuclear naquela época. Mas, quando passou a ser exibido na TV, o filme voltou a ter o título “O Testamento”, pois já havia um filme chamado “Herança Nuclear” (originalmente “Damnation Alley” – 1977) e que já tinha sido exibido na TV antes.

      Estes títulos múltiplos eram comuns, principalmente em filmes feitos para a TV, inclusive nos títulos originais. Hoje essa prática é cada vez mais rara, pois comprovadamente, o marketing de uma obra é infinitamente mais bem sucedida quando é feita sobre um título fixo, desde o início da produção até os lançamentos em outras mídias. Por exemplo, os produtores culparam o fracasso comercial de “John Carter – Entre Dois Mundos” – 2012 à caótica estratégia de marketing da pré produção, que criou um errático material de divulgação, inclusive com nomes bastante diferentes até se chegar à um consenso, poucas semanas antes do lançamento. A estratégia mais usada hoje é tentar criar um vínculo entre o público e a obra antes mesmo de se iniciar a pré-produção, criando uma expectativa e empatia entre os futuros expectadores, além de sondarem os aspectos com maiores chances de serem aceitos por este público.

      Espero ter esclarecido a questão.

      Abraços.

      1. Nilo Carlos Salgado

        Don Costa, sempre dando uma aula de informações, hehehe. Muito bem, está entendido então, kkkkk Obrigado pelo up!

        1. Don Costa

          Disponha, Nilo.

          Apenas lembrando que não tive nenhuma participação nesta postagem. Eu apenas auxilio na moderação dos comentários orientando os internautas, sanando dúvidas e ajudando a resolver problemas nas postagens.

          Todos os créditos dessa postagem são do marujo Ferrari.

          Grande abraço.

Deixe uma resposta