O IMPÉRIO CONTRA-ATACA – EDIÇÃO ORIGINAL INALTERADA RESTAURADA EM HD VERSÃO 2.0 (720p/Tetra Áudio) – 1980

“The Empire Strikes Back – Despecialized Edition Remastered HD – v2.0” (EUA) – 1980
AÇÃO – AVENTURA – SCI-FI
DIREÇÃO: Irvin Kershner
ROTEIRO: Leigh Brackett, Lawrence Kasdan e George Lucas
IMDb: 8,8 http://www.imdb.com/title/tt0080684/

Image

BRrip – 720p – TETRA ÁUDIO – 1980 – RMZ + VERSÃO REDUZIDA TRI ÁUDIO + TRILHA SONORA + HQ ORIGINAL EM PORTUGUÊS (1985) + LIVRO ILUSTRADO DE ARTE CONCEITUAL + NOVELIZAÇÃO

POSTAGEM ATUALIZADA PARA VERSÃO 2.0 COM TRILHA SONORA, HQ, ARTE CONCEITUAL E NOVELIZAÇÃO ADICIONADAS.

“ATUALIZAÇÃO: NOVOS LINKS PARA VERSÃO REDUZIDA”

Postado por Don Costa

Image

VERSÃO MAIOR:

Formato: MKV

Qualidade do Vídeo: BRrip 720p, (1280*720) 16:9, AVC, 23,976 fps, 7000 kbps.

Áudio 1: Português – 48,0 KHz, AC-3, 16 Bits, 1.0 canal, 96 kbps (Português restaurado e Remasterizado pelo Projeto Harmy – Dublagem Clássica Herbert Richers)
Áudio 2: Português – 48,0 KHz, AC-3, 16 Bits, 5.1 canais, 192 kbps (Português Editado da Redublagem Bluray – RMZ;)
Áudio 3: Inglês – 48,0 KHz, AC-3, 16 Bits, 5.1 canais, 448 kbps [Inglês – 5.1 – (1980 70mm six track mix)]
Áudio 4: Inglês – 48,0 KHz, AC-3, 16 Bits, 2.0 canais, 320 kbps [Inglês – 2.0 – (1980 35mm stereo mix)]

Tamanho: 7,00 GB

Duração: 125 min.

Legendas: Português (Introdução) / Português / Inglês – selecionáveis

Servidor: Filme: Mega (dividido em 37 partes) / Extras: 4shared

Remasterização e Postagem: Don Costa

Créditos do vídeo HD: http://originaltrilogy.com/

Agradecimentos especiais ao marujo KeltonDeadite, que nos informou da existência deste projeto aqui no Tela.

VERSÃO REDUZIDA:

Formato: MKV

Qualidade: Vídeo: BRrip, (1280*720) 16:9, AVC, 23976 fps, 1500 kbps.

Áudio 1: Português (Dublagem Clássica Remasterizada) – 48,0 KHz, A_AC3, 16 Bits, 1.0 canal, 96 kbps.
Áudio 2: Português (Redublagem Editada) – 48,0 KHz, A_AC3, 16 Bits, 5.1 canais, 192 kbps.
Áudio 3: Inglês – 48,0 KHz, A_AC3, 16 Bits, 5.1 canais, 448 kbps.

Tamanho: 1,95 GB

Duração: 125 min.

Legendas: Português (Introdução)/ Português / Inglês [selecionáveis]

Servidor: Pcloud (dividido em 11 partes)

Remasterizador: Don Costa

Image

VERSÃO MAIOR (MEGA):

PASTA COM ARQUIVOS: O IMPÉRIO CONTRA-ATACA – EDIÇÃO ORIGINAL INALTERADA RESTAURADA HD

VERSÃO REDUZIDA (PCLOUD):

PASTA COM ARQUIVOS: O IMPÉRIO CONTRA-ATACA (VERSÃO REDUZIDA)

 

EXTRAS:

Livro “The Making of Star Wars: The Empire Strikes Back”, formato EPUB (92,5 MB)

Trailer original 1979

Trailer original 1980

HQ original em português (1985), formato .CBR (114 MB)

Livro Ilustrado “The Art of The Empire Strikes Back”, formato .CBR (162,5 MB)

Livro (novelização) em português, formato .DOC (828 KB)

Trilha sonora remasterizada, formato MP3 (217 MB): PARTE 1PARTE 2

SENHA PARA TUDO:

Image

AMOSTRA DA DUBLAGEM CLÁSSICA:

AMOSTRA DA REDUBLAGEM:

Image

As forças imperiais comandadas por Darth Vader (David Prowse) lançam um ataque contra os membros da resistência, que são obrigados a fugir. Enquanto isso Luke Skywalker (Mark Hamill) tenta encontrar o Mestre Yoda, que poderá ensiná-lo a dominar a “Força” e torná-lo um cavaleiro jedi. No entanto, Darth Vader planeja levá-lo para o lado negro da “Força”.

IMAGENS DO FILME:

ImageImage
ImageImage
ImageImage
ImageImage
ImageImage
ImageImage

Image

Mark Hamill … Luke Skywalker
Harrison Ford … Han Solo
Carrie Fisher … Princess Leia
Billy Dee Williams … Lando Calrissian
Anthony Daniels … C-3PO
David Prowse … Darth Vader
Peter Mayhew … Chewbacca
Kenny Baker … R2-D2
Frank Oz … Yoda (voz)
Alec Guinness … Ben ‘Obi-wan’ Kenobi

Image

A VERSÃO 2.0:

Os quadros originais foram cuidadosamente restaurados usando várias fontes (listadas abaixo) e o filme recebeu uma extensa restauração e correção de cor frame a frame. Esta versão remasterizada (v2.0) representa uma melhoria significativa na qualidade da imagem em relação à versão anterior 1.0, devido à utilização de uma codificação de melhor qualidade e fontes mais elevadas, substituindo muitas das cenas com restaurações de qualidade superior. Uma galeria mostrando todas as mudanças pode ser encontrada aqui:

https://plus.google.com/u/1/photos/1096 … 9501365185

A versão completa contém um grande número de faixas de áudio, incluindo as mais recentes versões das preservações das mixagens de áudio originais em DTS-HD MA, três faixas de comentários diferentes e faixas dubladas em 13 idiomas diferentes, chegando à um tamanho total de 19,7 GB. Mais informações podem ser encontradas aqui:

http://originaltrilogy.com/forum/topic. … pic/12511/

Fontes de vídeo:

1) Star Wars Episódio V The Empire Strikes Back Oficial Blu-Ray 2011; 2) Star Wars Episódio V O Império Contra-Ataca 2006 Bonus DVD (originados da Edição Definitiva Laser Disc Master de 1993 – upscale por Mattman Omega); 3) The Empire Strikes Back 1997 Special Edition reconstrução em 1080p MKV por Adywan (fonte HDTV); 4) O Império Contra-Ataca 1997 Special Edition (“TB” de captura de DTV); 5) verificação de negativos de gravação em 35 milímetros; 6) Matrizes personalizadas, varreduras de fotogramas em película de 35mm etc; 7) The Empire Strikes Back DVD NTSC 1980 reconstrução da versão do cinema por Adywan; 8) Projeto Puggo O Império Contra Ataca (transferência de gravação de 16 mm);

Esta versão é considerada definitiva em 720p pelos restauradores do projeto Harmy Original Trilogy Despecialized Edition, assim como a versão 2.5 de “Guerra nas Estrelas” (1977) já postada aqui no site.

INFORMAÇÕES DO ARQUIVO:

Esta não é a remasterização oficial feita em 1997, 2004 ou 2011 (Bluray), que possuem modificações.

Esta é uma reconstrução da versão de 1980 de The Empire Strikes Back, exatamente como foi mostrada nos cinemas pela primeira vez. As películas originais foram cuidadosamente restauradas usando várias fontes como referência, e o filme recebeu uma extensa restauração de cor, fotograma por fotograma. Esse trabalho foi feito por fãs da franquia, que são profissionais da área de computação e áudio visual, usando equipamentos e programas profissionais, porém, mantendo-se no anonimato por razões óbvias. Posteriormente, o projeto foi digitalizado em alta definição (1280*720) e disponibilizado para download.

O resultado do projeto não se encontra para venda e deve ser baixado do próprio site, gratuitamente, mediante cadastro. Agora está disponível, também, aqui no Tela de Cinema. O projeto foi uma resposta dos fãs às afirmações de George Lucas de que jamais lançaria a trilogia original inalterada em alta definição.

Para esta postagem foram gerados dois arquivos a partir do arquivo original. Um maior com 7,0 Gb Tetra Áudio e outro menor com 1,95 Gb Tri Áudio. Ambos possuem uma resolução de 720p e a única diferença entre eles, além dos áudios, é a bitragem de vídeo. As imagens são muito semelhantes, mas as diferenças ficam evidentes quando assistidas lado à lado em uma tv de alta definição. Para quem possui equipamentos de ponta, recomendo que baixe o arquivo maior.

Além de reencodar o vídeo, também trabalhei nas legendas e no áudio em português, que são dois: – dublagem clássica Herbert Richers e redublagem do Bluray. Para diminuir um pouco o tamanho do arquivo, eu eliminei os áudios e legendas das demais línguas. Não encontrei este projeto para download em nenhum outro lugar fora do site original.

Também envio a trilha sonora do filme,a hq original lançada no Brasil em 1985 (em três volumes dentro das revistas do Incrível Hulk pela editora Abril), o livro ilustrado “The Art of The Empire Strikes Back”(com artes conceituais das criaturas e máquinas do filme), o livro com a novelização lançada na mesma época de estréia do filme (em português) e o livro “The Making of Star Wars: The Empire Strikes Back”. São 372 páginas ricamente ilustradas mostrando os bastidores do filme. Da evolução dos personagens ao desafio de filmar uma batalha épica nos confins gelados da Noruega. Com muitas entrevistas, fotos , storyboards e desenhos conceituais, é um item imperdível para os fãs, ou para aqueles que simplesmente tem curiosidade sobre o processo de criação de uma das maiores obras do cinema. O livro está em inglês (ainda não foi lançado no Brasil), mas o formato .EPUB permite que um e-reader com tradutor ou qualquer programa equivalente no computador traduza os textos com certa precisão.

A TRILHA SONORA ORIGINAL:

Image

Lançada logo após a estréia do filme, esta trilha foi remasterizada e relançada em 1997, já no formato digital, em dois cds. É esta versão remasterizada que estou enviando na postagem. Está no formato .MP3 e pode ser tocado em qualquer player conhecido.

A HQ LANÇADA NO BRASIL (EM PORTUGUÊS):

Image

Esta rara coleção tem uma peculiaridade. Apesar do enorme sucesso de “Guerra nas Estrelas” (1977), “O Império Contra-Ataca” (1980) e “O Retorno de Jedi” (1983), ela não ganhou um lançamento exclusivo. Ao invés disso, essa quadrinização do filme saiu em três partes dentro das revistas “O incrível Hulk” de números 25, 26 e 27 de julho à setembro de 1985. Estou enviando as revistas completas, inclusive com as outras histórias e as propagandas presentes entre as histórias. Está no formato .CBR e precisa de um programa específico para ser visualizado.

O LIVRO “THE ART OF THE EMPIRE STRIKES BACK” (EM INGLÊS):

Image

Livro ilustrado contendo vários desenhos de artes conceituais de criaturas e máquinas criadas para o filme, incluindo desenhos técnicos que serviram de base para a fabricação desses itens. Está no formato .CBR e precisa de um programa específico para ser visualizado.

O LIVRO COM A NOVELIZAÇÃO DO FILME (EM PORTUGUÊS):

Image

Lançado na mesma época do filme, esta obra de Donald F. Glut é fiel ao roteiro, embora possua algumas informações adicionais. Esta cópia foi traduzida a partir da versão portuguesa e, apesar de muito bem traduzida, ainda possui alguns termos comumente usados na terra de Cabral. Está no formato .Doc e pode ser aberto em qualquer editor de texto.

INFORMAÇÕES E CURIOSIDADES SOBRE O FILME:

“O Império Contra-Ataca” é o segundo filme e quinto capítulo da série de filmes “Star Wars” de George Lucas. Originalmente lançado em 21 de Maio de 1980, o filme recebeu resenhas e críticas variadas, mas ao longo do tempo, provou ser um dos filmes mais populares entre fãs e críticos. Paradoxalmente ele só faturou 290 milhões de dólares nos Estados Unidos ( 533 milhões de dólares mundialmente) e é o filme que menos lucrou na série. Ainda assim foi um enorme sucesso comercial , uma vez que custou apenas 18 milhões de dólares.

A direção de foi entregue ao cineasta Irwin Kershner. O roteiro estava nas mãos de Lawrence Kasdan (que depois escreveria “Caçadores da Arca Perdida” e dirigiria bons filmes, como o policial “Corpos Ardentes”) e Leigh Bracket. A decisão manteve com Lucas o controle criativo, mas ele passou a administrar a franquia de longe. Lucas escreveu o argumento e supervisionou pessoalmente o trabalho da Industrial Light & Magic, a primeira empresa especializada em efeitos especiais de ponta, que havia montado para o primeiro filme.

Alguns dos asteróides que compõem o campo de rochedos espaciais em que Han Solo entra para despistar as naves do Império, são batatas (com casca) filmadas sobre um fundo azul.

Uma das falas mais famosas de Han Solo surgiu de uma brincadeira no set. O diretor Irwin Kershner tentava gravar um diálogo romântico entre Leia e Solo, no momento em que este seria congelado: ela diz “Eu te amo”, e ele responde “Eu também”. Depois de dezenas de tomadas frustradas, Harrison Ford perdeu a paciência. Na tentativa seguinte, quando Leia mandou o “Eu te amo”, ele respondeu na lata, em tom irônico: “Eu sei”. Ficou tão bom – e condizente com a personalidade de Solo – que entrou no filme.

A Marcha Imperial foi tocada pela primeira vez neste filme, na cena em que a base rebelde foi localizada e os destroyers iniciam seu ataque.

A imagem do imperador que aparece se comunicando com Darth Vader é, na verdade, de Elaine Baker (não creditada), esposa do premiado maquiador e especialista em efeitos especiais Rick Baker, famoso por seus trabalhos em “Guerra nas Estrelas”, “Um Lobisomem Americano em Londres” e “Grito de Horror”, entre outros. Ela estava utilizando uma máscara criada pelo marido e foi dublada pelo ator Clive Revill.

“O Império Contra-Ataca” é o único filme da franquia que não mostra Tatooine, o planeta em que Luke e Anakin Skywalker passaram a infância.

O ataque sofrido por Luke no início do filme não fazia parte da história original. Ela foi inserida devido à um grave acidente automobilístico sofrido por Mark Hamill pouco antes do início das filmagens, obrigando-o a passar por cirurgias reconstrutivas no rosto (quebrou o nariz e sofreu várias lacerações), deixando cicatrizes e modificando levemente sua face. Para justificar a nova imagem do personagem, George Lucas teve que modificar o início da história, fazendo com que Luke fosse atacado por um monstro do planeta gelado de Hoth e tivesse seu rosto desfigurado e reconstruído plasticamente.

As imagens abaixo mostram que as mudanças foram pequenas, mas notáveis, mesmo levando-se em conta a diferença de 6 anos entre as imagens da esquerda e da direita.

Image

Mesmo passados três anos desde o filme anterior, a tecnologia ainda era restrita e algumas soluções criativas utilizadas em “Guerra nas Estrelas” continuaram sendo utilizadas nas sequências. Abaixo, a forma encontrada para gravar, em perspectiva, os créditos iniciais.

Image

Quase não existem cenas externas no filme, excetuando-se as cenas externas do planeta gelado de Hoth filmadas na Noruega, e mesmo o pântano de Dagobah, local onde vive Yoda, foi totalmente filmado nos estúdios.

Image

A foto abaixo, tirada nos bastidores, mostra três das mentes mais criativas do cinema: 1 – Stuart Freeborn, considerado o pai do design de maquiagem moderno, responsável pela criação de todas as criaturas de StarWars; 2 – Frank Oz, prodígio da criação e manipulação de bonecos e marionetes, responsável pela animação e dublagem de Yoda, assim como os animatrônicos em “Labirinto – A Magia do Tempo”, “A Pequena Loja dos Horrores”, entre outros; 3 – Jim Henson, mago dos marionetes e animatrônicos, criador dos Muppets e Família Dinossauro, entre outros, atuando como consultor no filme.

Image

A primeira opção de George Lucas para viver Yoda, seria um macaco treinado usando uma máscara e vestido à caráter (fotos abaixo). A ideia não deu certo devido à dificuldade em se fazer o símio utilizar corretamente a máscara. Jim Henson salvou o personagem criando, ao lado de Stuart Freeborn e Frank Oz, a primeira marionete animada (animatrônica) do cinema.

Image

A fim de evitar o compartilhamento dos direitos de sua criação, George Lucas decidiu evitar o uso de um grande estúdio para financiar este filme. Em vez disso, ele financiou a produção de 33 milhões de dólares sozinho, usando uma combinação de seus lucros de “Guerra nas Estrelas” (1977) e um empréstimo bancário. Embora o movimento fosse arriscado, o lucro foi de várias vezes o valor investido. Lucas recuperou os milhões do investimento no prazo de três meses após o lançamento do filme. Ele, então, mostrou uma gratidão muito além do normal em Hollywood, distribuindo parte dos lucros com os seus funcionários (cerca de US$ 5 milhões em bônus).

Image

Mark Hamill teve que bater com a cabeça 16 vezes no teto da cabana de Yoda antes do diretor Irvin Kershner ficar satisfeito.

As cenas onde Luke usa seus poderes Jedi para recuperar seu sabre de luz à distância foram realizadas utilizando um velho truque do cinema. Mark Hamill apenas jogava o sabre de luz e, em seguida, o filme era rodado ao contrário.

Han Solo é o único não-Jedi / Sith em toda a trilogia original a empunhar um sabre de luz, que ele usou para cortar e abrir a barriga do tauntaun.

Originalmente na cena dos asteróides, além de alguns deles serem batatas, um deles era, na verdade, um sapato. O boato é que George Lucas pediu ao pessoal dos efeitos especiais para refazer a cena tantas vezes que eles se irritaram e um deles atirou seu sapato. Mais tarde as versões remasterizadas do filme corrigiram isso. Mas nesta versão original ele foi mantido e pode ser visto claramente devido ao seu formato peculiar e às suas cores que o destaca dos demais asteróides.

Image

Carrie Fisher estava sobre uma caixa em muitas de suas cenas com Harrison Ford, a fim de compensar a diferença de altura e fazê-la aparecer no mesmo enquadramento com ele. Carrie Fisher tem um 1,53m e Harrison Ford tem 1,86m.

Image

Image

Image

Quando iniciaram as filmagens nas locações em Finse, Noruega, uma forte tempestade de neve caiu sobre o hotel onde o elenco e a equipe estavam hospedados. Isso normalmente teria interrompido as filmagens, mas o diretor Irvin Kershner pensou que estas condições eram uma excelente oportunidade para filmar a cena em que Luke vagueia através da neve depois de escapar da caverna Wampa. Ele fez isso enviando Mark Hamill para a parte externa do hotel no frio, enquanto ele e o cinegrafista ficaram filmando de dentro do hall de entrada do hotel.

Image

Ter Han Solo congelado em carbonite foi (pelo menos em parte), devido ao fato de que eles não tinham a certeza de que Harrison Ford iria voltar para um terceiro filme. Quando o original “Guerra nas Estrelas” (1977) foi feito, Carrie Fisher e Mark Hamill fizeram um contrato que contemplava três filmes, mas Harrison Ford se recusou. Ford ainda solicitou que George Lucas matasse Solo, uma vez que o personagem já tinha desempenhado o seu papel na história, mas Lucas recusou, dizendo que ele ainda tinha um papel heróico para Han Solo interpretar em “O Retorno de Jedi” (1983). Lucas precisou ser muito persuasivo para convencer Ford à atuar em um terceiro filme, uma vez que o ator engatava um sucesso atrás do outro na época, e queria mais tempo para seus projetos pessoais.

George Lucas ficou tão impressionado com o desempenho de Frank Oz como Yoda que ele gastou milhares de dólares em uma campanha de publicidade para tentar obter-lhe uma indicação ao Oscar de Melhor Ator Coadjuvante. A campanha de Lucas não obteve êxito porque, na época, se considerava que um marionetista, à despeito do enorme talento e capacidade de criar expressões em um boneco, não era um ator.

Image

Image

Com exceção da cena em que era sugado para fora de uma janela na Cidade nas Nuvens, Mark Hamill fez todas as suas próprias cenas de ação.

Image

Image

Para preservar a abertura dramática dos filmes de Star Wars, George Lucas insistiu em mover todos os créditos para o final do filme. No entanto, embora as associações dos diretores e roteiristas tivessem, à contragosto, permitido isso em Guerra nas Estrelas (1977) (porque não se esperava que o filme fosse bem sucedido), eles se ressentiam da tendência continar neste filme. Primeiro eles tentaram impedir a liberação do filme, mas não tiveram sucesso. Eles, então, multaram pesadamente Lucas, e tentaram multar Irvin Kershner, mas Lucas pagou todas as multas do próprio bolso (cerca de US$ 250.000). Lucas, em seguida, amargamente se desfiliou da Associação dos Diretores, da Associação dos Roteiristas e da Motion Picture Association of America, um ato que tem dificultado as suas escolhas na contratação de profissionais em filmes até hoje.

Durante as filmagens da Batalha de Hoth, as tropas da Base Echo eram formadas por esquiadores de resgate em montanhas noruegueses reais. Em troca da participação no filme, a Lucasfilm fez uma doação para a Cruz Vermelha Norueguesa.

“Que a Força esteja com você” só é dito uma vez. É a última frase do filme, falada por Luke.

Um dos caçadores de recompensa que Darth Vader contrata para encontrar Han Solo, IG-88, pode ser visto na Cidade nas Nuvens. IG-88 é um droid, e seu cadáver está sentado ao lado de uma fornalha na sala onde C-3PO é desmontado.

Image

A cena da câmara de congelamento em carbonite é a única vez na trilogia original em que Darth Vader e C-3PO podem ser vistos juntos na tela.

Uma Millennium Falcon completa foi construída em tamanho real pela primeira e única vez para esta sequência (apenas metade da espaçonave foi construída para “Guerra nas Estrelas” (1977) e apenas parte dela foi usada para a cena deletada da tempestade de areia em “O Retorno de Jedi” (1983)). Ela mede 20 metros de diâmetro e 5 metros de altura com uma protuberância dando-lhe um comprimento total de 24,3 metros. O peso da Falcon era de 23 toneladas.

Carrie Fisher viajou para o local das filmagens em Finse, Noruega, mesmo não tendo nenhuma cena programada para gravar ao ar livre. Ela queria sentir o clima das gravações e das cenas, ajudando a aprofundar ainda mais a composição da sua personagem.

Image

O ato de Han Solo abrir a barriga de seu tountoun e colocar Luke em suas entranhas para mantê-lo morno é, na verdade, um conhecido truque indígena americano. Segundo a lenda, um caçador índio tinha matado um urso e, em seguida, ficou preso por uma tempestade repentina. Ele abriu a barriga do urso morto e entrou dentro dela, ficando quente e seguro até que a tempestade diminuísse.

Este é o primeiro filme a ter uma mixagem de som surround 5.1.

Em cada filme de Star Wars, o texto “Eu tenho um mau pressentimento sobre isso” é falado por um dos personagens. Neste filme, ele é dito por Léia.

Depois que um figurante ficou doente, Jeremy Bulloch (Boba Fett) foi chamado como um substituto para um Guarda Imperial, que acompanha a princesa Leia e puxa-a para dentro do elevador depois que ela grita “Luke! É uma armadilha!”. Ele é o mesmo Guarda Imperial que é capturado pelos homens de Lando Calrissian.

Image

Luke está de cabeça para baixo nas três vezes em que usa, com sucesso, “A Força”. No início do filme (caverna Wampa), no meio do filme (treinamento em Dagobah) e no final (abaixo da Cidade das Nuvens). Na única vez em que ele tenta usá-la estando de pé (tentativa de desatolar a nave em Dagobah) ele falha.

As cenas de luta de sabres de luz gravadas na câmara de congelamento de carbonite se concentram, preferencialmente, em Luke. Isso ocorre porque em muitas das tomadas, Bob Anderson (dublê em todas as cenas de luta de Vader) não estava usando a máscara de Darth Vader, uma vez que era difícil para ele respirar com ela.

Uma das primeiras idéias para Lando Calrissian foi tê-lo como um clone que sobreviveu às Guerras Clônicas que leva legiões de clones a se estabelecerem em um planeta. Outra idéia teve Lando como o descendente de sobreviventes das Guerras Clônicas, nascido em uma família que se reproduz exclusivamente por clonagem. Originalmente, o nome dele era “Lando Kadar”.

Um dos objetivos de George Lucas em fazer uma sequência de “Guerra nas Estrelas” era tornar-se financeiramente independente de Hollywood.

Irvin Kershner inicialmente rejeitou a oportunidade de dirigir o filme quando ele sentiu que seria muito difícil superar o sucesso de Guerra nas Estrelas (1977). Ele assumiu o cargo quando seu agente o convenceu de que ele não deveria deixar passar a oportunidade de fazer uma sequência de um dos filmes mais populares da história.

Image

Denis Lawson interpreta Wedge Antilles. Wedge não foi originalmente escrito para aparecer no filme, mas o intenso interesse dos fãs solicitando sua presença obrigaram George Lucas a incluí-lo.

Image

O projeto conceitual para a Cidade nas Nuvens foi originalmente criado para “Guerra nas Estrelas” (1977) (como prisão imperial flutuante), mas nunca foi usado. O desenho foi reciclado para uso neste filme.

Ao entrar no campo de asteróides um tie fighter atinge um asteróide. À medida que o asteróide se desloca para baixo e para a direita, o piloto pode ser visto flutuando para baixo e para a esquerda, girando em cambalhotas antes de se desintegrar.

Image

Mais cenas com o Wampa foram gravadas e depois cortadas. R2-D2 encontrou um deles dentro da base Rebelde, onde ele foi morto por soldados. Mais tarde, os animais foram atraídos para uma prisão dentro do complexo. No filme concluído, um droid médico é visto examinando as feridas de um tauntaun morto por um Wampa, e a Princesa Leia menciona os “monstros do gelo”, enquanto discute sobre o droid sonda imperial. Uma cena filmada e depois cortada, mostrava Han, Léia e C-3PO passando por um corredor. Han foi tentar um atalho através de uma porta com um sinal nela, mas Léia o advertiu de que “é onde essas criaturas são mantidas”. Eles fogem, mas não antes de C-3PO arrancar o sinal, esperando que os stormtroopers entrem na sala. Eles o fizeram. Algumas destas cenas podem ser vistas nos extras do DVD.

Image

As cenas cortadas jogam luz em um mistério que só foi esclarecido com a divulgação do making of do filme, anos após o seu lançamento. A cena em que Han Solo recebe a confirmação de que Luke não voltou para a base e sai para procurá-lo acontece logo após ele entrar em um salão com equipamentos destruídos e um tountoun morto sem motivo aparente. Na verdade, essa cena aconteceria logo após o ataque dos Wampas naquele local, o que justificaria a destruição do cenário.

Image

Já no início das filmagens, ninguém tinha a certeza de que Sir Alec Guinness voltaria como Obi Wan Kenobi. Guinness tinha acabado de fazer uma operação no olho dias antes e ainda estava um pouco chateado com a decisão de última hora de seu personagem ter que morrer em “Guerra nas Estrelas” (1977). Ele, finalmente, fez um acordo e trabalhou apenas um dia no filme (quarta-feira, 05 de setembro de 1979). Ele chegou às 8:30 e completou suas cenas por volta das 13:00, para o qual receberia 0,25% do produto interno bruto do filme, que atingiu milhões de dólares.

Image

O produtor Gary Kurtz criou o título para o filme.

Billy Dee Williams tinha anteriormente feito o teste para o papel de Han Solo em “Guerra nas Estrelas” (1977). Ele finalmente conseguiu o papel de seu velho amigo Lando três anos depois.

Image

À Yaphet Kotto foi oferecido o papel de Lando Calrissian, mas ele recusou porque ele acreditava que o personagem iria morrer logo, além de achar que seria difícil para ele encontrar trabalho depois de fazer um papel tão pequeno em uma grande produção. De fato, em um dos primeiros roteiros, a participação de Lando é bem menor do que a que acabou sendo filmada.

Image

A cena em que Solo foi atingido por uma caixa de ferramentas, assim como outra em que ele bate nos painéis de controle foram improvisadas no set. Na primeira, a produção ficou com medo de filmá-la, devido ao risco de ferir seriamente Harrison Ford, mas Irvin Kershner finalmente convenceu-os a fazê-lo, dizendo: “Vamos lá, isso é diversão. Vamos fazer isso!”

O som dos tauntauns foi produzido gravando-se o som emitido pela lontra do mar asiático, levemente editado.

Image

Oito Artoo Detoos (R2D2) foram utilizados na produção de “O Império Contra-Ataca”. Kenny Baker usou dois que eram mais leves e mais confortáveis do que os de “Guerra nas Estrelas”. Três eram versões falsas que serviam para serem danificados e outros três eram controladas por controle remoto.

Image

O Produtor Gary Kurtz dirigiu a cena em que Luke foge da caverna de gelo Wampa. Kurtz assumiu as funções de John Barry na segunda unidade após Barry morrer repentinamente de meningite em junho de 1979. O substituto de Barry, Harley Cokeliss, foi contratado logo depois.

Este foi o primeiro filme em que havia um dublê para David Prowse (Darth Vader). Os produtores disseram que isso foi necessário por causa das lutas com sabres de luz mais longas e elaboradas. O dublê em questão era Bob Anderson (1922 – 2012), exímio espadachim com trabalhos em filmes como “Highlander” (1986), “A Máscara do Zorro” (1998) e “O Senhor dos Anéis” (2001).

Image

Gary Kurtz inicialmente relutou em aceitar que George Lucas entregasse as rédeas para outro diretor. Foi só quando Lucas informou que confiava completamente em Irvin Kershner, seu ex-professor da USC, que Kurtz concordou com a indicação.

O nome “Darth Vader” vem dos seguintes termos: “Darth” é uma variação da palavra “Dark” (escuro, sombrio) e “Vader” é a palavra holandesa para “Pai”.

A segurança em torno deste filme foi tão intensa que George Lucas tinha relatórios regulares sobre “vazamentos” de atores. Lucas estava tão determinado em manter o segredo do final do filme que ele instruiu David Prowse (Darth Vader) a dizer “Obi-Wan matou seu pai”, e dublou-o mais tarde para “Eu sou seu pai”. Na verdade, apenas cinco pessoas sabiam sobre o final antes do lançamento do filme: George Lucas (veio com a idéia em sua segunda versão, depois da morte da roteirista Leigh Brackett), o diretor Irvin Kershner (informado do fato durante as conferências sobre o final da história), o roteirista Lawrence Kasdan (também informado durante conferências do final da história e de script), Mark Hamill (informado pouco antes da gravação da cena), e James Earl Jones (informado durante as sessões de gravação para a dublagem final, e que, em entrevistas posteriores, disse que, na época, acreditava que o personagem Darth Vader estava mentindo).

Image

A mais famosa frase do filme é frequentemente citada erroneamente. Enquanto muitos acreditam que Darth Vader diz: “Luke, eu sou seu pai.” Na verdade, ele diz: “Não, eu sou o seu pai.” Mesmo James Earl Jones, que emprestou a voz à Darth Vader, cita erroneamente a frase quando se referem a ele no documentário “Empire of Dreams: The Story of a trilogia Star Wars” (2004).

Durante sua batalha com Vader, a mão de Luke é cortada e ele perde seu sabre de luz (originalmente usado por Anakin/Vader e dado a Lucas por Obi-Wan). Como parte do Universo Expandido, a mão e o sabre de luz de Luke foram recuperados e mantidos pelo Imperador como troféus. Mais tarde, a mão foi usada para criar um clone de Luke, que também utilizava o sabre perdido. Após a morte do clone, Luke presenteou o sabre de luz para Mara Jade, sua futura esposa.

Muitos figurinos eram difíceis de serem vestidos, principalmente os de Anthony Daniels (C-3PO) e Peter Mayhew (Chewbacca), e, sempre que possível, apenas a parte que apareceria em cena era vestida pelos atores.

Image

PRÊMIOS:

OSCAR :

Venceu – Melhor Som, Melhores Efeitos Especiais.
Indicações – Melhor Trilha Sonora, Melhor Direção de Arte.

GLOBO DE OURO:

Indicações – Melhor Trilha Sonora

GRAMMY:

Venceu – Melhor Trilha Sonora .

Fontes: adorocinema.com, The Making of Star Wars: The Empire Strikes Back, cinereporter.com.br, pt.starwars.wikia.com, screenrant.com, dolivro.com.br, marvelscan.blogspot.com.br, moviestillsdb.com, starwars.com, empireonline.com, dailynewsdig.com e Empire of Dreams – The Story of the Star Wars.

 

109 comentários para O IMPÉRIO CONTRA-ATACA – EDIÇÃO ORIGINAL INALTERADA RESTAURADA EM HD VERSÃO 2.0 (720p/Tetra Áudio) – 1980

  • rafael  Disse:

    Já estava ansioso por esta postagem, Don Costa. E assim como no Episódio IV, continuo sem palavras para agradecer. Vai ser incrível assistir esse filme com um qualidade dessas. É um trabalho perfeito, parabéns.

    • Don Costa  Disse:

      Olá Rafael.
      Demorou um pouco mais do que o previsto devido ao fato de eu não ter encontrado legendas em português para essa versão. Então eu tive de traduzir as que encontrei em inglês. Só encontrei legendas em português para a versão modificada e a re-sincronização delas se mostrou mais trabalhosa do que a tradução da já sincronizada em inglês. Como tenho poucas horas por dia para trabalhar nas remasterizações, isso me atrasou alguns dias. Também tive vários problemas de conexão na hora de upar. E o arquivo é bem grande. No total, acho que atrasei a postagem em uns 10 dias.
      Já comecei a trabalhar no arquivo “O Retorno de Jedi” para compensar o atraso anterior. Caso eu não tenha mais nenhum problema aqui e se tudo der certo, eu consigo postá-lo ainda este mês.
      Enquanto isso, bom divertimento com essa segunda parte do projeto.
      Abraços

      • rafael  Disse:

        Sem pressa, Don. Não se sinta pressionado!! Disse que estava ansioso pois sabia que era neste mês que você iria postar o filme, como informou nos comentários do episódio IV. Quanto ao Retorno de Jedi, sabemos que quando possível você disponibilizará aqui do Tela. Enquanto isso, curtimos os presentes que você já nos deu. Abraço.

  • @cervo  Disse:

    Excelente trabalho. Fantástica postagem. Muito, mas muito obrigado mesmo, amigo.

    • Don Costa  Disse:

      Oi @cervo.
      Eu apenas reuni em um único arquivo o trabalho de várias pessoas muito talentosas nas diversas áreas de áudio-visual. Desde os envolvidos na própria produção deste fantástico filme, até os colecionadores que gravaram áudios e vídeos únicos, que serviram de base para os restauradores deste arquivo. Estes sim fizeram um trabalho fantástico. Contribuí apenas com a remasterização, a confecção de uma das legendas e com o armazenamento do arquivo na rede. Já o livro pode ser encontrado na rede com certa facilidade, mas precisa-se de um pouco de paciência para encontrá-lo, e nem sempre ele está em sites confiáveis. Upando e disponibilizando-o aqui no Tela o pessoal pode baixar com segurança
      E é um prazer, para mim, ter contribuído para que todos tenham acesso à essas preciosidades.
      Grato pelas palavras e tenha um bom divertimento.

  • Sandro  Disse:

    Absolutamente formidável!!! Não tenho palavras!!! Lindo, maravilhoso, magnífico, espetacular, soberbo, eterno…

    TU é O cara, Don Costa!!!

    Aliás, TU e mais um tanto de gente bacana que posta aqui e administra o blog. O que seria de nós sem estas postagens, sem este blog?

    Mil vivas a todos!!!

    • Don Costa  Disse:

      Sandro, continuo achando que você é grande fã da trilogia.
      E é justamente devido à fãs como você que essa postagem existe. Essa e todas as outras aqui do Tela. Os fãs de cinema aqui do site tem o mesmo entusiasmo que você demonstrou em seu comentário. Só esse entusiasmo para explicar todo o trabalho que todos aqui dedicam às postagens e manutenção do site, sem nenhuma remuneração. Apenas pelo prazer de compartilhar.
      Mesmo aqueles que não enviam postagens, tem grande importância quando colaboram nos comentários, seja através de pedidos (há um tópico exclusivo para isso), seja através de complementações e informações (essa postagem mesmo nasceu de um comentário do Kelton em uma das postagens do Riccelli), ou mesmo pelos elogios e reclamações que nos servem como um guia na contínua melhoria do sistema de compartilhamento.
      Então, todos nós temos um pouco de culpa pelo sucesso do Tela de Cinema.
      Mil vivas à todos nós!!

  • R.w  Disse:

    Sandro já disse tudo e mais um pouco 🙂

    Valeu mesmo de coração.

    Abs.

    • Don Costa  Disse:

      Obrigado pelo comentário, R.w.
      É bom saber que proporcionei para outros a mesma satisfação que senti ao encontrar este projeto, seguindo informações fornecidas aqui mesmo no site.
      Mas ainda não acabou.
      O terceiro filme da trilogia já vem por aí.
      Até lá, tenha um bom divertimento com os dois primeiros já postados.
      Abraços.

  • lontra  Disse:

    O cara tem o Don!!! post completo e maravilhoso… A gente fica até empolgado pra assistir.

    • Don Costa  Disse:

      A postagem realmente está fantástica, lontra.
      Mas não só pelos arquivos disponibilizados.
      Os administradores do Tela fazem um trabalho fabuloso na diagramação das postagens.
      Todas as minhas postagens aqui já passaram pelas mãos do Sparrow, do Ed, do Marcos e do Wagner, que aliás, é o responsável por este post aqui que, como você disse, deixa a gente empolgado para assistir ao filme. Essa turma é muito boa no que faz. Você manda uma tonelada de material, muitas vezes com erros ou incompletos, e eles organizam esse material de maneira coerente e agradável para a leitura. Todas as informações são facilmente encontradas no texto e as imagens são elegantemente distribuídas.
      Tente fazer isso no Word e veja o trabalhão que dá. E não é pouca coisa.
      Na minha postagem de “Guerra nas Estrelas” sobrou para o Sparrow criar a postagem com todo o material que eu mandei. E eu mandei muito material extra, como textos e fotos. E ainda mandei um filme extra na mesma postagem. Mesmo assim ele deu um jeito de colocar todo o material enviado dentro da postagem, com imagens e tudo, num trabalho de quase uma hora. Ficou sensacional. Note que ele teve todo esse trabalho em uma única postagem.
      E todos os administradores tem a mesma dedicação com todas as postagens enviadas ao Tela.
      Sejam de filmes, seriados ou trilhas sonoras, tendo apenas o arquivo em si ou cheio de extras, recebendo um ou dez arquivos por dia. Não importa. Todas as postagens ficam muito boas e, como você bem disse, deixam-nos empolgados para assistir ao filme, ou para ouvir a trilha.
      Novamente, meu muito obrigado à essa turma que faz um excelente trabalho aqui no site, permitindo que possamos compartilhar arquivos únicos de uma maneira rápida, eficiente e, acima de tudo, agradável.
      Obrigado pelas palavras, lontra. Inclusive pelo trocadilho.
      Bom divertimento e um grande abraço.

      • @cervo  Disse:

        Don,
        Concordo em tudo o que você comentou. O que mais me deixa impressionado é a dedicação dos administradores do site, pois além de atuarem como moderadores e organizarem as postagens, ainda conseguem arrumar um tempinho para postarem seus próprios trabalhos. O Tela de Cinema é não é diferente, é diferenciado. E é por esse motivo que tem gente na net “de carona” tentando imitar o seu estilo.

  • santannna  Disse:

    Bom dia.
    Essa postagem tanto pelo Don e para os que reconstruiram o filme merecem nossos parabéns pois mostra que a “força” realmente existe;

    • Don Costa  Disse:

      Olá santannna.
      A “Força” existe sim. E ela se chama “União”!
      Cada um fez sua parte. Quem cedeu os originais, quem restaurou esses originais, quem remasterizou essa restauração, quem enviou os áudios para remasterizar, quem informou sobre o projeto, quem cuidou da postagem, quem criou o site e quem comentou a postagem.
      Tudo isso compõe os alicerces que sustentam cada postagem do site.
      E você também faz parte desses alicerces.
      Grato pelo comentário.
      Bom divertimento e um grande abraço.

      • MARCOS F.  Disse:

        SABIAS PALAVRAS AMIGÃO DON COSTA…PARABÉNS POR MAIS ESTA ETAPA CONCLUÍDA !!

        PARABÉNS AOS AMIGOS RICCELLI, PELO ÁUDIO, KELTON, POR MOSTRAR O NORTE AO DON, E, AO GRANDE WAGNER POR MONTAR A POSTAGEM COM MAESTRIA

        MUITÍSSIMO OBRIGADO A TODOS MARUJOS IRMÃOS POR TORNAREM POSSÍVEL TUDO QUE CONSTRUÍMOS DIA A DIA AQUI NO TELA DE CINEMA !!!!!

        • Don Costa  Disse:

          Olha aí um dos integrantes responsáveis pelo sucesso da “Nau” Tela de Cinema.
          Obrigado por prestigiar a postagem, amigo Marcos.
          Tenha uma boa sessão.
          Um grande abraço.

  • Up-Matotrevas  Disse:

    Eu acho que não seria pedir muito, mas ja solicitei aqui algumas vezes que disponibilizassem os links separados pra usar em geradores e não me atenderam…mas poderia fazer isso??
    Pelo gerenciador do mega sempre dá pau e trava…éh foda….
    Ficaria agradecido.
    Parabens pelo trabalho.
    no aguardo.

  • Up-Matotrevas  Disse:

    Você é o caraaaaaaa……
    valeu mesmooooo….não esperava mesmo….kkkk
    é que baixar 4 5 6 gigas pra cima pelo mega é foda….
    com os links jogo no gerenciador e dificilmente falha…
    pela pasta do mega direto falha e desatualiza a página, dai tem que começar tudo denovo…
    Então…sobre a velocidade, minha net é 10 mb e ela baixa no maximo a 700 kb/s no gerenciador do mega…
    enquanto que no Internet Download Manager ele vem a 1,2 mb.
    Obrigado!!!!

  • KeltonDeadite  Disse:

    Parabéns novamente DON!, você fala tanto sobre a participação de todos, com razão, mas quem foi atrás e fez acontecer o RMZ Brasileiro desses filmes foi você! Imagino o trabalho que deve dar, também já fiz projetos que levam semanas, e sei que quanto maior e mais demorado o trabalho, maior o orgulho e satisfação de estar compartilhando algo tão difícil de se achar!

    • Wagner S.  Disse:

      Isso é a mais pura verdade Don. E é muito bom estar aqui e ver o resultado do seu trabalho sendo reconhecido por todos. Parabéns, grande abraço e que venham mais e mais projetos!

  • Up-Matotrevas  Disse:

    pra quem quiser…achei umas comparações legais entre v1.0 e v2.5 e DVD e Bluray..
    https://plus.google.com/photos/109609428403596349302/albums/5932164278535972945

  • elcioch  Disse:

    Cara! que trabalho fodastico!
    era assim que eu gostaria de ter COMPRADO o box de star wars ao in-vez da quela TRAGÉDIA editada pelo @#$% vocês sabem quem!
    Só assisti uma vez e nunca mais!
    não vou dizer que o lucas estragou 100%, mas algumas partes era totalmente desnecessária.
    consertar as falhas de efeitos especiais da época é bom, mas reeditar totalmente cenários, o rostos dos atores e os fantasmas que aparece no ultimo filme foi merda!

  • Lucas  Disse:

    Nossa! Incrível! ou Melhor Fantástico! meu filme favorito da trilogia,nos surpreendeu mais uma vez Don Costa,muito obrigado de coração.
    E muito obrigado ao tela de cinema e a todos que ajudaram a disponibilizar esta filme.

  • Luciano  Disse:

    Caí aqui por acaso. Não conhecia o site. Foi uma sucessão de coincidências, pois estava procurando o Blue Ray para comprar e entrei em um fórum que falava sobre o projeto em inglês. Graças ao google achei suas postagens.
    Eu tenho a mesma idade de Star Wars, pois sou de 1977. E lembro de assistir os filmes com meu pai.
    Depois de mais velho comprei o box com a trilogia original.
    Não tenho palavras para agradecer sua dedicação em disponibilizar esse material para os fãs brasileiros.
    Já estou pensando em como guardar esse tesouro. Quero imprimir as capas elaboradas pelos fãs americanos e fazer minhas próprias caixinhas.
    Tem como gravar em DVD ou Blue Ray?

    • Don Costa  Disse:

      Luciano, seja bem vindo ao Tela de Cinema.
      Que bom que aprecia o nosso trabalho.
      Agora vamos conversar sobre como guardar estes arquivos.
      Quando troquei minha tv pela última vez, eu já pensava em adquirir um modelo compatível com a melhor extensão disponível na época para download de filmes, que é a Matroska (.MKV). Matroska é um container de áudio, vídeo e legenda, assim como o .AVI, porém com uma excelente proporção tamanho / qualidade. Arquivos em .MKV com a mesmíssima qualidade desse mesmo arquivo em .AVI, possui quase a metade do tamanho, facilitando tanto o upload quanto o download.
      Assim, hoje, eu gravo os meus downloads em um HD externo e assisto diretamente em minha tv que é compatível tanto com o HD, quanto com os arquivos com a extensão .MKV. Com esse método, ficou desnecessária a gravação de um disco para assistir ao filme. Para preservar ainda mais o HD, quando quero assistir ao filme várias vezes (faço isso com os arquivos que eu remasterizo para encontrar falhas e corrigi-las), eu transfiro o arquivo para um pen drive, também compatível com a minha tv. Assim eu posso ficar avançando e retrocedendo o filme sem desgastar o HD. Esse método também pode ser usado em um DVD ou Bluray Player com entrada USB e compatível com .MKV, caso a tv não tenha entrada USB e nem seja compatível com a extensão, uma vez que o player faz a conversão automática. Essa é a forma mais prática de se guardar estes arquivos hoje, até pela facilidade em se fazer cópias de segurança (back-ups).
      Mas se você quer realmente guardar estes filmes em disco, leve em conta três aspectos:
      1 – Software: Você vai ter que encontrar um programa adequado para transformar este arquivo em imagem ISO. Esse programa não deve , em hipótese alguma, reencodar ou decodificar o arquivo, pois isso acarretará em perda de qualidade final. Além disso, ele deve manter as características do arquivo, como vários áudios e legendas, e dar opção para alterá-las quando necessário. Também é necessário que este programa crie uma imagem compatível com Bluray, uma vez que DVD player não roda filmes com uma resolução de 720 linhas, como é o caso deste arquivo. Há alguns softwares na gratuitos na internet que dizem fazer tudo isso, mas não posso recomendar nenhum pois não os testei. Você terá de testá-los e ver se realmente suprem a sua necessidade. Os próprios restauradores dos filmes já fizeram este processo. Os arquivos que baixei deles vinham em formato de imagem criado pela Sony para ser gravado e lido direto em bluray, mas eu tive de extraí-los para trabalhar neles e inserir as dublagens e legendas. Esses arquivos de imagem poderiam ser gravados em um DVD9 de camada dupla, o que nos leva ao segundo aspecto;
      2 – Hardware: Depois de criada a imagem, com todos os parâmetros necessários para se ter todas as opções disponíveis, você precisará de um gravador de blurays ou de um gravador de DVDs que seja capaz de gravar um dvd em dupla camada. Não são todos os gravadores de mídia que conseguem fazer isso. Lembre-se que um DVD normal possui capacidade de, apenas, 4GB. Isso é pouco mais da metade do tamanho do filme, e dividir o filme não é uma opção adequada.
      3 – Compatibilidade: Você criou a imagem do filme, gravou o seu bluray, mas na hora de assistir, o player reporta que o codec do vídeo não pode ser lido. Lembre-se de que o arquivo, mesmo depois de toda essa operação, ainda é um arquivo .MKV, e de nada adianta ter equipamentos de ponta se eles não são compatíveis com o container ou os codecs do filme.
      O processo é realmente complicado. Eu até pensei em fazer as postagens com uma imagem ISO pronta para gravar discos, em vez dos arquivos simples, porém pesou o fato deles só poderem ser gravados e assistidos em discos bluray ou de camada dupla devido ao seu tamanho. Isso iria mais complicar do que ajudar os amigos do site. Minha pouca experiência neste tipo de conversão também depuseram contra esta opção.
      Verifique os manuais dos seus equipamentos. Se eles conseguirem fazer esse tipo de gravação e se forem compatíveis com Matroska, é botar a mão na massa e tentar os vários programas que dizem gravar blurays. O Nero é um deles, mas nunca o testei.
      Espero ter te dado alguma luz nesta questão.
      Enquanto não grava os discos, baixe os arquivos, grave num HD externo ou pen drive, e assista à esses tesouros no computador ou numa tv compatível. E deixe espaço para o último filme da trilogia, que deve ser postado ainda nesta semana. Já está em processo de upload, mas minha internet é muito lenta e deve levar mais uns três dias para terminar de subir. Depois são mais três dias para postagem.
      Bom divertimento e um grande abraço.

  • Luciano  Disse:

    Que aula hein Don… E se eu gravar o arquivo mkv em um DVD9 como disco de dados e reproduzir no tocador de bluray?

    • MARCOS F.  Disse:

      LUCIANO – PERDOE MINHA INTROMISSÃO…RSRSRSRS….MAS É PERTINENTE!

      FAÇO ISSO E ASSISTO EM MEU APARELHO DE BLU-RAY TRANQUILO AMIGO

      ABRAÇÃO!

    • Don Costa  Disse:

      Obrigado, amigo Marcos. Nada como a experiência de quem já testou e deu certo.
      É isso aí, Luciano. Se seu gravador conseguir gravar em DVD9 (alguns mais antigos não gravam em camada dupla) e se seu bluray player conseguir ler disco de dados além de ser compatível com .MKV, pode fazer que dá certo, como disse o amigo Marcos. Neste caso, a capacidade da sua tv é irrelevante, pois o bluray player faz tudo.
      Nunca tentei fazer isso porque meu player é mais antigo e não lê discos de dados. Pelo menos não os que eu tentei reproduzir.
      Faça isso e depois informe o resultado pra gente.
      Ficarei grato se me informarem, também, os modelos dos bluray players de vocês.
      Vou fazer um upgrade no meu equipamento para que leia discos de dados. Ter os arquivos no computador é bom, mas às vezes sinto falta de ter os discos nas mãos. Coisa de quem já passou dos 40 há algum tempo.
      Abraços aos dois.

      • MARCOS F.  Disse:

        DON, ENTÃO SOMOS 2 !!… QUE PASSAMOS DOS 40…RSRSRSRS….VEJO 2 GRANDES VANTAGENS AO GRAVAR EM MÍDIAS DE DVD :

        PODER ASSISTIR NO CONFORTO DA CAMA OU DO SOFÁ E..

        ..NO CASO DE SER EM DVD DE DADOS FRAGMENTAMOS NOSSO BACKUP E ASSIM NÃO ARRISCANDO TODOS OS OVOS NA MESMA CESTA

        HEHEHE….SEGURO MORREU DE VELHO!

        QUANTO AO APARELHO QUE TENHO AQUI É UM SONY MODELO BDP-S370
        OBS > ESTA COM CONFIGURAÇÕES DE FÁBRICA – NUNCA ATUALIZEI ELE EMBORA TENHA ENTRADA USB E PORTA PRA INTERNET > ELE RODA PERFEITAMENTE DADOS EM AVI, MP4 E MKV > DETALHE: NÃO RECONHECE PROFILE “5.1” E TMB NÃO ACEITA “FRAME RATE” VARIÁVEL
        > LEMBREI DE OUTRA COISA – O TETO DE “BIT RATE” NÃO DEVE PASSAR DE 40 MBS POIS ELE PODE APRESENTAR TRAVAMENTOS – PROVAVELMENTE DEVIDO AS CARACTERÍSTICAS DOS BLU-RAYS ORIGINAIS QUE APRESENTAM TAXAS QUE FICAM ENTRE 25 E 38 MBS ( ISSO É LEGAL TMB NELE PQ DA PRA ACOMPANHAR A TAXA DE “MBS” ENQUANTO RODA O FILME ( COISA DE REMASTER-NERD!…RSRSRS )

        ESPERO TER AJUDADO AMIGOS E NOVAMENTE AGRADEÇO POR DIVIDIR SEU TESOURO CONOSCO MARUJO IRMÃO DON COSTA!

        ABRAÇÃO!

        • Don Costa  Disse:

          Obrigado pelas informações, Marcos.
          Geralmente os vendedores não sabem informar estes dados, e eles são vitais para aqueles que, como nós, não utilizam somente “discos padrão”.
          Interessante a conexão para cabo de rede e acesso à internet. Embora as atualizações de firmware devam ser feitas somente em último caso, e sempre depois de recomendadas pelo fabricante, elas são uma opção que deve ser considerada antes de se trocar o aparelho por um mais moderno. E as atualização estão cada vez mais frequentes.
          “O Hobbit” inaugurou a produção de filmes em 48 FPS. Os cinemas capacitados para exibi-lo já foram adaptados com projetores que trabalham a até 500 mbps. Em pouco tempo os bluray players deverão aumentar sua capacidade para rodar essa nova tecnologia. Talvez a atualização pela internet seja suficiente para que o aparelho consiga, pelo menos, se aproximar da qualidade máxima oferecida por estes discos, quando surgirem.
          De qualquer forma, não adianta eu ficar esperando muito por lançamentos mais modernos para trocar o meu aparelho. A tecnologia não para de evoluir. Surge algo novo quase que semestralmente.
          Vou pegar um aparelho que lê discos de dados, como esse que recomendou, e começar a aumentar a minha videoteca física, porque a virtual já está uma beleza.
          Graças, em grande parte, ao Tela de Cinema.
          Obrigado, amigo Marcos.
          Grande abraço.

  • Luciano  Disse:

    É pessoal. Gastei meu dinheirinho com um DVD9 e deu erro após gravas 3 gb.
    Vou comprar um pendrive de boa qualidade, de 32 gb, e gravar toda a trilogia, ou meu pequeno tesouro.
    Obrigado ao Marcos, mas não vou arriscar de novo.

    Grande Don, já estou ansioso pelo Retorno de Jedi.

    Abraços a todos.

    • Don Costa  Disse:

      Que pena que não deu certo, Luciano.
      Mas você tem certeza de que seu gravador de DVD grava em camada dupla (DL)? Verifique o manual do aparelho.
      Quanto à comprar um pendrive, eu recomendo que pense bem antes de investir nesse item. Memórias flash, como pendrives, são, de longe, a pior alternativa para se guardar arquivos. Elas apresentam falhas constantes e são muito sensíveis. Às vezes os arquivos se corrompem apenas por ficarem muito tempo sem serem acessados.
      Eu utilizo pendrives somente como “transporte” de arquivos, entre o computador ou HD externo e a tv ou bluray player. O HD externo também faz isso, mas é mais fácil espetar o pendrive na tv do que arrumar um espaço ao lado dela que seja plano, firme e livre de vibrações, onde eu possa ajeitar o HD externo deixando-o seguro. Além disso, esse espaço tem que ser próximo da conexão, pois a maioria dos cabos dos HDs são curtos. Lembre-se que HDs podem sofrer graves avarias se forem movimentados bruscamente enquanto estão trabalhando.
      Outra coisa que você deve levar em consideração. Pendrives trabalham com sistema de arquivos FAT32. Esse sistema não reconhece arquivos maiores do que 4GB, como é o caso destes filmes. Para gravar arquivos maiores você terá de formatar esse pendrive para o sistema NTFS, que suporta arquivos maiores que 4GB. O problema é que são poucas as tvs e players que aceitam esse sistema, ou seja, cai no mesmo caso dos HDs externos. Então o pendrive perde essa vantagem (FAT32).
      Por último tem a questão do custo/benefício. Um bom pendrive de 32GB custa em torno de R$80,00. HDs externos de 500GB podem ser encontrados por menos de R$200,00. Já um gravador Dual Layer (DL) para DVD9 pode ser encontrado por R$90,00.
      Verifique as propriedades do seu equipamento (gravador de DVD, bluray player, tv, etc.). Busque informações sobre estes aparelhos nos sites dos fabricantes ou nos fóruns de tecnologia. Faça o mesmo com os equipamentos que você pretende comprar. Algumas tvs não aceitam, por exemplo, legendas selecionáveis como as que existem nestes filmes, lendo somente legendas embutidas.
      Estou um pouco por fora das tecnologias mais avançadas na área de áudio e vídeo. Talvez você encontre alguns destes equipamentos compatíveis com tudo.
      Só depois de uma extensa pesquisa decida o que comprar.
      Boa sorte e um grande abraço.

      • Luciano  Disse:

        Oi Don,

        Estou na casa de parentes e gravei o filme em um pendrive de 16gb. Já sabia das diferenças de formatação entre o fat32 e o ntfs. Eles possuem uma tv led samsung novinha. Pluguei o pendrive na TV e leu numa boa, sem atrasos e com ótima qualidade de imagem.

        Eu possuo uma Sony Bravia que, infelizmente, não possui muitas opções de leitura de mídia, além de um PS3, com as mesmas limitações.

        Tenho utilizado a saída hdmi do notebook para assistir filmes em melhor qualidade na TV. E vou comprar um aparelho de bluray, para suprir as minhas necessidades de assistir formatos que a Sony não reproduz. Tenho visto que os novos aparelhos são compatíveis com o padrão matroska (mkv).

        O meu notebook grava sim em dual layer, mas como deu erro na primeira tentativa e os DVDs não são baratos, acho melhor não correr riscos. Além disso, o episódio IV nem cabe nessa mídia.

        Meus dois HD externos estão lotados de arquivos e formatados em fat32, o que torna inviável uma nova formatação.

        Por enquanto os arquivos estão guardados no HD do notebook, mas acabarei comprando um novo HD externo apenas para guardar filmes grandes 720p e 1080p.

        Só fiquei triste porque queria muito ter um disco de cada filme e uma capinha de cada um deles, para deixar na estante.

        Por enquanto o importante é assistir essas preciosidades.

        Grande abraço.

    • facebook_marcello.quintela  Disse:

      Luciano, no VSO ou mais conhecido como ”ConverterXtoDVD”, clique na aba CODIFICANDO e troque de
      DVD5 para DVD9, fica então com 8,5 de gravação, porém!!!!! você tem que comprar uma mídia de DVD
      de 8,5 senão não grava, o próprio programa não aceita pois é um projeto muito longo de
      gravação o mesmo pede esse procedimento. Olhe como se faz tudo bem explicadinho.
      Aqui: http://imgbox.com/g/gqe1DuuM3O — ou — Aqui: http://www.imagemhost.net/53817acadeba9/XVg/

      Abraços! 🙂

  • Skywalker  Disse:

    Desculpem,sem querer me intrometer,mas já me intrometendo,eu tbm tentei gravar os filmes em dvd-9 pelo nero,mas tbm deu erro,então fiz o seguinte,guardei os filmes no meu hd mesmo,mas eu tbm queria os filmes gravados em mídias físicas então resolvi converte-los para dvd com a programa “convertx” e ficou ótimo,é claro que a qualidade irá decair,levando em consideração que a resolução do filme irá ficar em 720*480 NTSC,mas por outro lado vc terá um dvd de qualidade, dublado, em widescreen,imagens restauradas (por que vamos combinar o lançamento da versão de cinema de star wars em dvd de 2006 foi péssimo com as imagens do LD de 93),menus de cenas e legendas.
    Os dvd’s irão ficar guardados na sua coleção pra vc revê-los quando vc quiser,seja no dvd-player,pc ou bluray-player.

  • facebook_marcello.quintela  Disse:

    Esse primeira trilogia em HD (me desculpem o verbo que vou escrever), está do CARALHOOOOOOOOOOOOOOOOOO!!!!!!!!!!!!! MUITO FOOOOOOOOOOOOODA!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!. Obrigado por Compartilhar!!! 🙂

  • Uilian  Disse:

    Excelente filme, o melhor da trilogia classica, muito obrigado Don Costa

  • Leonardo Miotti  Disse:

    Olá.

    Não consigo baixar a parte 8 dos arquivos. Fica dando o erro: Temporary error, retrying.

    Abraços

  • fkaleo  Disse:

    Excelente trabalho, baixei o Ep IV e a qualidade estava espetacular! Um trabalho de primeira para nós fãs
    Infelizmente não estou conseguindo baixar o Império contra-ataca, pois o link da parte 18 está inoperante.

    • Edfilmes  Disse:

      fkaleo sei que o Mega realmente costuma apresentar esse erro temporário, porém testei aqui agora e está baixando, veja aí se você consegue agora, abração!

      • Leonardo Miotti  Disse:

        Já consegui também.

        Eu tinha os 3 filmes com a dublagem clássica, mas em imagem de VHS. Agora não, está perfeito.

        Abraço e valeu!!!

  • Alecs  Disse:

    Amigos, alguém pode dar uma olhada na Parte 23? Está extremamente lenta, acho que tem alguma coisa errada com ela, não consigo baixar, todas as outras fluíram tranquilamente.

  • farra4ever  Disse:

    Obrigado.

  • Claudiomar J.S.  Disse:

    Eu sou fan ao extremo da saga Star Wars, e essa postagem ficou impecável….obrigado ae Don Costa….^^

    • Don Costa  Disse:

      Obrigado por prestigiar a postagem, Claudiomar.
      Ainda falta enviar a versão reencodada de “O Retorno de Jedi”, na qual já estou trabalhando.
      Em Novembro a postagem será atualizada e teremos toda a primeira trilogia com as duas versões.
      Grande abraço.

  • deusemar  Disse:

    a parte 08 da versão maior, com 7,19 gb, está off line, não baixa de jeito nenhum, consta que está on line, mas não baixa.

    • Don Costa  Disse:

      Oi Deusemar.
      O Mega está passando por grande instabilidade nos últimos meses, com arquivos sendo deletados aleatoriamente, queda repentina de conexão com o site e variações constantes de velocidades. Além disso, é frequente a indisponibilidade temporária de um ou outro link, prejudicando o arquivo inteiro. Esse é o caso deste link específico. Ele não foi deletado. Ele continua lá, mas está temporariamente indisponível. Geralmente isso se resolve em menos de 24 horas. Mas há certos casos em que o link fica indisponível por dias. Sugiro que você copie esse link da parte 8 para um gerenciador de downloads como o JDownloader 2. Ele ficará tentando baixar esse link a cada 5 minutos até conseguir baixá-lo. Quando o link for liberado o gerenciador fará o download imediatamente.
      Vou ficar monitorando por aqui também. caso esse link volte ao normal até depois de amanhã, tudo bem.
      Caso contrário vou ter que reupar todo o filme novamente, já que eu não tenho mais os arquivos compactados originais.
      Esse procedimento levará mais de uma semana, pois minha internet é lenta.
      Infelizmente, caso a solução seja esta, você também terá de baixar todo o filme novamente depois da troca dos links, já que as novas partes upadas não serão compatíveis com as partes antigas.
      Estou verificando isso.
      Abraços.

      • deusemar  Disse:

        muito obrigado pelo esclarecimento, já ouvi que o mega está mesmo deletando arquivos, coloquei a parte 8 no mipony, que é ótimo para baixar de servidores, vou ficar tentando, mas se tiver que baixar todas as parte de novo, eu baixo, como fã que sou eternamente, quero ter a edição original da trilogia, novamente, obrigado pela atenção e excelente trabalho que é feito nesse maravilhoso site para os fãs de cinema.

      • deusemar  Disse:

        foi mesmo como você falou, o mega voltou ao normal, pelo menos para esse arquivo, tratei de baixar logo e agora estou com as edições originais da trilogia, tudo de muito bom!
        de novo, obrigado pela atenção, os esclarecimentos e o excelente trabalho!

        • Don Costa  Disse:

          Que bom que deu tudo certo, Deusemar.
          Agora você pode aproveitar essa obra com excelente qualidade.
          Tenha uma boa sessão.
          Abraços.

          • Piero  Disse:

            Mto obrigado pela postagem magnífica, Don Costa!
            Mas estou tentando baixar a parte 6 da versão reduzida pelo 4shared e está dando erro…após a contagem regressiva para o início de download a página é redirecionada pra esse link: http://search.4shared.com/q/1 que não tem nada a ver com o filme!
            Seria possível consertar esse link?
            Pois queria mto baixar esse filme!

          • Don Costa  Disse:

            Piero.
            O 4shared está passando por grande instabilidade neste ano. Há limitação de velocidade e quedas constantes da conexão. Agora também começam a acontecer indisponibilidade de links. Esse link, em particular, ainda se encontra no servidor, mas está indisponível há dias e não sei por qual motivo. Possivelmente ele não voltará a ficar disponível novamente. Infelizmente eu não tenho mais os links originais para substituir essa parte, e nem a versão reduzida do filme. Vou ter de criar esse arquivo e upá-lo novamente, num processo que levará várias semanas. Para que você não fique esperando todo esse tempo, sugiro que opte por baixar o arquivo maior, que está funcionando. Vai demorar um pouco mais para baixar, mas a qualidade do arquivo compensa o tempo gasto.
            Abraços.

          • Piero  Disse:

            Entendi…mto obrigado assim mesmo!
            Se vc postá-lo novamente daqui há um tempo eu o baixarei então!
            Parabéns pelo excelente trabalho!

  • Sandro  Disse:

    Também tentei baixar a parte 6 da versão reduzida pelo 4shared e deu erro, alguem que conseguiu poderia disponibilizar aqui? falta apenas essa parte, por favor, uma sugestão também seria de vcs disponibilizarem todo esse conteúdo via Torrent. Obrigado e parabéns

    • Don Costa  Disse:

      Olá Sandro.
      Acho difícil que alguém ainda tenha a parte 6 disponível para reenviá-la, já que é praxe eliminarmos as partes compactadas após descompactar o arquivo. Nem mesmo eu tenho mais estas partes, pois fico com elas por, no máximo, 90 dias. Preciso ficar constantemente liberando mais espaço em HD para trabalhar em novos projetos.
      Eu estou trabalhando na versão 2.0 deste filme para atualizar esta postagem, mas não ficará pronta antes de junho. Ela não é prioridade porque a versão maior (7,19GB) ainda está funcionando.
      Quanto à questão do torrent, esta é uma forma de compartilhamento que ainda não foi plenamente adotado pelos brasileiros. Ela depende da colaboração de cada um que utilizá-lo, e isso quase nunca acontece. Todas as experiências que eu tive compartilhando por torrent, e foram muitas, não deram certo. Cheguei a deixar o computador ligado durante semanas ininterruptamente para semear os arquivos, mas as pessoas que os baixavam não colaboravam semeando os mesmos e o torrent morria.
      Eu acho o torrent uma excelente forma de compartilhamento. Eu pego muita coisa por torrent, mas sempre utilizando torrents internacionais. Os torrents nacionais quase nunca tem seeds. Brasileiros gostam de baixar, mas ainda não estão dispostos à colaborar com os compartilhadores semeando estes torrents.
      Mas obrigado pela sugestão.
      Abraços.

  • marcelo lima  Disse:

    Desculpem ai, amigos, mas me ajudem! Eu baixei a versão anterior desse filme q tinha sido postada aqui no site, que também era da inalterada. Qual a diferença para essa nova postagem? Essa tem imagem ou áudio melhor? Ou só um acréscimo de uma versão com tamanho menor? Me ajudem por favor, p/ eu ver se baixo de novo ou não. Abraços e parabéns pela dedicação e carinho com o site. Como já foi dito aqui, além dos arquivos postados, a diagramação dos posts está muito boa! Parabéns de verdade a todos os envolvidos!

    • Don Costa  Disse:

      Oi Marcelo.
      O projeto de restauração do filme continuou depois que eu o postei aqui há um ano. As diferenças são poucas e contemplam uma parcela de fãs bem exigentes quanto à qualidade final. Basicamente a versão 2.0 apresenta uma paleta de cores mais próxima àquela apresentada no cinema e que estava presente no DVD. Eles fizeram isso sem perda na qualidade de bluray que o arquivo apresenta. Além disso, houve uma leve melhora na definição da imagem, mas isso só é percebido quando as imagens são pausadas lado à lado em tvs de alta definição. Para ver quadro á quadro estas diferenças, acesse aqui:

      https://plus.google.com/u/0/photos/109609428403596349302/albums/6044645069501365185

      Lá você encontra várias imagens com as diferenças entre a versão 2.0, a versão 1.0, o bluray e o DVD.
      Depois você julga se vale à pena atualizar ou não, lembrando que a versão 1.0 já tinha a qualidade equivalente à de um bluray.
      Uma outra mudança que talvez interesse é que esta versão 2.0 possui o áudio da dublagem clássica Herbert Richers remasterizado pelos próprios restauradores do projeto Harmy, que geraram um arquivo de áudio Dolby Digital de 1.0 canal. Como eles possuem programas e equipamentos profissionais, o áudio ficou com uma qualidade melhor, no tocante à fidelidade e pureza, quando comparado com a minha remasterização inserida na versão 1.0 (na época eles ainda não tinham disponibilizado este áudio).
      As diferenças gerais são muito sutis e, á menos que você seja um super fã bastante exigente, a versão 1.0 já é um excelente arquivo para guardar com você, tornando esta atualização desnecessária.
      Espero ter ajudado a sanar as suas dúvidas.
      Abraços.

      • marcelo lima  Disse:

        Obigadão pelo esclarecimento, Don! Vou baixar essa versão sim! Sem dúvida! Essa do áudio eu fiquei surpreso! Como será que esse pessoal conseguiu essa versão da dublagem clássica p/ remasterizar? Será que tiveram acesso ao material original? A que tínhamos por aqui, com certeza foi gravação que algúem fez da tv (já que nunca foi lançada essa dublagem em mídia alguma).. Será que pegaram esse arquivo de áudio na net mesmo e deram essa up? Fiquei curioso p/ saber como foi o processo com essa dublagem clássica. Isso também aconteceu com o áudio do Guerra nas Estrelas? Nessa versão 2.5 que vcs mencionaram tb tem dublagem clássica remasterizada por eles? Muita curiosidade, né? rs. Obrigado novamente por ter respondido minha mensagem! Abrs!

        • Don Costa  Disse:

          Boa noite Marcelo.
          O Projeto Harmy teve, sim, acesso aos fotogramas originais dos três filmes, e as restaurações foram feitas neste material original, tomando por base os releases informados no início de cada postagem (eu postei os três filmes restaurados aqui no Tela). Foram utilizados equipamentos e softwares profissionais. Também tiveram acesso à várias dublagens (só neste filme foram treze) e vários áudios de comentários. As matrizes dos áudios eram originais (1980), por isso esse áudio tem somente um canal (mono), mas com um sistema Dolby Digital, garantindo uma excelente qualidade. “Guerra nas Estrelas” (v2.5) também tem esse áudio original restaurado da dublagem clássica. Já “O Retorno de Jedi” talvez venha a recebê-lo em uma futura atualização.
          Abraços.

          • marcelo lima  Disse:

            Eu baixei o filme e, realmente, a diferença da imagem é muito sutil… Difícil de perceber sem colocar as duas imagens lado a lado! E o áudio clássico da versão anterior também estava muito bom… essa está com mais cara de produto original, rs. Mas valeu a pena! Muito obrigado novamente pela postagem! Parabéns por tudo e pela atenção nos comentários!
            Super abraço!

  • MarcelloQuintela  Disse:

    Mais um belo trabalho!!! Obrigado por Compartilhar!!! Uma dúvida que eu tenho: ”Guerras nas Estrelas” na versão 2.5 e ”O Retorno de Jedi” na versão 1.0, vão ter outras versões? Ou só ”O Retorno de Jedi”, bem mais pra frente, vai ter uma versão 2.0 ou acima disso? Obrigadão!!!!!!!!!!! 🙂

    • Don Costa  Disse:

      Boa noite Marcello.
      Por enquanto “Guerra nas Estrelas” já tem a versão 2.5 como definitiva. Uma nova restauração, agora, somente se for para criar um release em 1080p, o que, por enquanto, não está nos planos. Já “O Retorno de Jedi” poderá, sim, receber um upgrade num futuro próximo. Mas é difícil cravar com certeza estas informações, já que a tecnologia não pára de evoluir e o fórum dos restauradores funciona mais ou menos como aqui no Tela. Os responsáveis são, na prática, independentes e, quando encontram softwares e fontes melhores, tendem a melhorar o arquivo.
      Por enquanto, só “O Retorno de Jedi” poderá ter um upgrade, mas sem data prevista para acontecer. Quando essa atualização for lançada, pode ter certeza de que irei reencodá-la, remasterizá-la e repostá-la aqui
      Abraços.

      • MarcelloQuintela  Disse:

        Valeu meu cumpadi!!! Continue assim!!!!!!! Esperando o ”O Retorno de Jedi” upgradedado, kkkkk, quando der é lógico. Abraços!!!!!!!!! 🙂

  • farra4ever  Disse:

    Obrigado novamente.

  • Juninho Torres  Disse:

    Don Costa meu amigo, desta vez não irei perder a chance de baixar

    “Não deixa para Amanhã o que você pode Baixar Hoje”
    rsrsrs

    Vamos rever esta magnífica obra, porque em dezembro….
    A Força vai Despertar 😀

    • Don Costa  Disse:

      Boa noite amigo Juninho.
      É compreensível protelarmos algumas coisas de vez em quando!!
      Neste caso aqui, o grande tamanho dos arquivos nos incentiva á deixar o download para depois. Aí, quando vamos baixar, falta espaço no HD e postergamos ainda mais.
      Mas acho que escolhi bons servidores. Eventualmente eles podem ficar off line por algumas horas ou limitar a velocidade de tempos em tempos mas, excetuando-se uma única vez em que o 4shared excluiu um arquivo meu (exatamente deste filme), todos os arquivos postados por mim aqui no Tela continuam com links válidos, alguns há mais de dois anos, Então, não tenha pressa em baixar esse arquivo. Ele ficará à disposição por um longo tempo. Assim espero.
      Também estou louco para ver a nova trilogia a se iniciar no fim do ano. Porém, desta vez, eu quero assistir sem muitas expectativas e, talvez, ter uma bela surpresa com uma boa história e um bom roteiro. A última trilogia lançada em 1999 eu assisti com uma tremenda expectativa e tive uma enorme decepção. Como eu não sou fã do trabalho de J. J. Abrams, não estou esperando grande coisa desse filme, mesmo depois de ter visto os primeiros trailers.
      Desejo muito estar errado e me surpreender.
      Grato pelo comentário.
      Grande abraço.

  • ronaldoant  Disse:

    valeu por compartilhar otimo trabalho

    • Don Costa  Disse:

      Compartilhar é muito bom, Ronaldo.
      Ainda mais aqui no Tela, Para cada filme que eu posto recebo uns trinta de presente. Um melhor que o outro.
      É uma grande família de cinéfilos.
      Obrigado pela mensagem.
      Abraços.

  • NildoAlves  Disse:

    Não perderia a oportunidade de agradecer ao Don, kelton pelo excelente trabalho ao onde você não encontrará em lugar algum, somente aqui no Tela de Cinema, quanta dedicação até mesmo as informações do filme as curiosidade muito interessante e quando o Don vai responder a algum comentário o cara parece que tem o prazer de responder. São coisas desse tipo que nos engrandece esses Remasters esses compartilhadores de filmes fico muito orgulhoso de fazer parte dessa família até onde Deus quiser…Valeu!!!!!!!!!!!!!!!

    • Don Costa  Disse:

      Boa tarde Nildo.
      Remasterizar, para mim, é um divertido passatempo que eu já fazia antes de postar no Tela. Depois da queda do Megaupload, muitos arquivos dublados ficaram raros na rede, então eu tive de criar os meus próprios. Com a possibilidade de postar o resultado destas remasterizações, compartilhando-as com os demais fãs, a diversão só aumentou.
      Então, remasterizar, compartilhar o resultado e responder aos comentários é uma atividade muito agradável para mim. É uma boa forma de relaxar, ao mesmo tempo em que faço algo de útil para a grande nação de amantes da sétima arte. Imagino que todos os que baixam as minhas postagens atinjam uma alegria e satisfação tão grandes quanto eu quando encontro um arquivo que procurava há tempos. No fim das contas, estou apenas retribuindo os presentes que encontro, diariamente, aqui e em outros sites.
      Muito obrigado pela mensagem.
      Forte abraço.

  • Darth Douglas  Disse:

    grande Don, magnífica postagem! só não vou baixar, prq já estou com essa versão inalterada aqui, e eu acredito que é essa “2.0” (é repost, ou a que já tinha ai no site era a “1.0”?) enfim, mesmo que tenha alguma diferença, eu vou esperar (um futuro lançamento em 1080 talvez), prq já baixei duas vezes essa bela restauração de fãs na primeira vez sem as dublagens inclusive, olha que coincidência, eu estava justamente com intenção de fazer isso que vc fez, inserir as dublagens clássica e a redublagem, na época eu nem sabia que a dublagem de 1980 já vinha no projeto original (eu achei uma versão compacta só em inglês) e acabei desanimando só de perceber o quanto daria trabalho sincronizar a redublagem… mas enfim, enquanto fiquei só na vontade, vc foi um mestre Jedi e fez o serviço completo! por isso vou ser eternamente grato… só uma informação: minhas aventuras de remasterizador não foram totalmente infrutíferas, ok que a dublagem clássica já praticamente encaixa na versão inalterada, sem necessitar sincronia, mas eu trabalhei em em um áudio completamente custom, e cheguei à finalizar uns 70,80% dele, basicamente é a dublagem clássica do filme de 77 só que com umas “correções” (me senti meio herege como o próprio GL modificando a saga, mas acho que foi por um bom motivo) no caso, eu inseri a respiração do Vader em toda cena que achei possível (quem conhece a dublagem clássica, sabe que esta foi uma mancada dela: praticamente anular o som da respiração) baixei toda a OST do filme e sincronizei as musicas (em alta qualidade) com os momentos em que cada uma toca no filme, resultado: ouvimos aquele velho e nostálgico som da dublagem quando os personagens falam, mas ouvimos a trilha do John Williams com todo o seu explendor.. enfim, só não terminei por preguiça mesmo, mas vcs aqui do site se interessariam? poderiam colocar como uma faixa a mais além das várias que já tem… um dia eu faço o mesmo com a dublagem do Império Contra Ataca (que não vejo muitos problemas na dublagem original, só a ausência da respiração mesmo)

    • marcelo lima  Disse:

      Poxa, Douglas! Fique muito interessado em conferir essa versão do áudio que vc fez! Legal mesmo! Se você disponibilizar eu insiro no meu arquivo felizão, rs! Adorei a ideia! Abraço e boa sorte na conclusão desse trabalho!

    • Don Costa  Disse:

      Como vai, Darth Douglas.
      Essa versão 2.0 é uma atualização, pois a postagem anterior tinha a versão 1.0. A postagem anterior não tinha a dublagem clássica remasterizada pelo próprio projeto Harmy, que foi introduzida nesta versão 2.0. A dublagem clássica da versão 1.0 foi remasterizada e introduzida por mim, juntamente com a redublagem. Além destas diferenças, esta atualização possui pequenas melhorias com relação à imagem e colorização, mais próxima com aquela vista nos cinemas. Porém as diferenças são muito sutis e, a menos que você seja muito exigente, a versão 1.0 já cumpre bem o seu papel, tornando essa atualização desnecessária.
      As diferenças entre as várias versões podem ser vistas aqui:

      https://plus.google.com/u/0/photos/109609428403596349302/albums/6044645069501365185

      Estou interessado, sim, na sua remasterização. Quando terminá-la, envie-a para mim que eu a anexarei como mais um áudio no arquivo da postagem, além de disponibilizá-la como um áudio extra para quem já baixou o arquivo.
      Muito obrigado pela mensagem e sucesso em suas remasterizações.
      Um grande abraço pra você.

  • guigoramone  Disse:

    Boa Noite!
    eu baixei a versão reduzida mas a senha que está no post não descompacta o arquivo… poderia verificar, desde já agradeço e “que a força esteja com você”

    • Don Costa  Disse:

      Boa noite guigoramone!
      A senha está correta. Eu uso sempre a mesma senha e ela é gerada automaticamente no momento da compactação com o winrar, impedindo erros de digitação na hora de gerar a senha.
      Para evitar problemas na hora de descompactar, não copie e cole a senha. Digite-a.
      Verifique, também, se o aviso dado pelo winrar não não fala de “arquivo corrompido / senha incorreta”. Às vezes os avisos destes programas são bem genéricos e confundem a gente.
      Mesmo assim, eu o descompactei utilizando essa senha (eu ainda tenho os arquivos aqui, por garantia) e ele descompactou normalmente.
      Outra possibilidade é que tenha ocorrido algum erro durante o seu download, mas eu posso te garantir que a senha está correta.
      Siga estas instruções e, depois, conte pra gente se você conseguiu.
      Abraços.

    • Don Costa  Disse:

      Boa noite, guigoramone.
      Foi encontrado um erro no link da parte 01 da versão reduzida. Verifique se o problema encontrado por você não é devido à esse problema.
      A parte em questão já foi reupada, mas você não precisa baixá-la novamente.
      Eu envio meus arquivos com dados para recuperação embutidos, em caso de erros durante o download. Esse sistema de recuperação repara pequenos erros em arquivos corrompidos, deixando-os em condições de serem descompactados.
      Para executar essa recuperação faça o seguinte:
      Abra somente a parte com problemas (no caso, a parte 01) no winrar.
      Clique na aba “Ferramentas” e depois em “Recuperar arquivos”.
      Selecione o local para salvar o arquivo e clique em “Ok”.
      Aguarde o final do processo. O programa criará um arquivo recuperado com um nome semelhante à esse: “fixed.OICA1980DEV20HD720TÁRMZDCVR.part01.rar”.
      Exclua a parte 01 original com problemas, renomeie esse arquivo recuperado para “OICA1980DEV20HD720TÁRMZDCVR.part01.rar” e coloque-o na mesma pasta com as demais partes.
      Descompacte normalmente. Geralmente essa ação resolve o problema..
      Quando tiver algum problema com arquivos compactados no futuro, tente recuperá-los dessa forma. Lembrando que esse método de correção só funciona se o arquivo for criado com esses dados de recuperação embutidos e se os problemas com os arquivos forem pequenos.
      Por favor, avise-nos se conseguir descompactar o filme após realizar a recuperação.
      Muito obrigado pelo aviso.
      Abraços.

  • jaimejpfilho  Disse:

    Olá, ótimo post. Melhor que isso só dois.
    Mas deixa eu falar a primeira parte do reduzido minhateca esta corrompido
    Tem como atualizar, aparece a seguinte mensagem “! C:UsersJaimeDownloadsOICA1980DEV20HD720TÁRMZDCVR.part01.rar: Packed data checksum error in O Império Contra-Ataca – 1980 – Despecialized Edition – Versão 2.0 – HD – 720p – Tetra Áudio – RMZ – Don Costa – Versão Reduzida.mkv. The volume is corrupt”

    • Don Costa  Disse:

      Olá Jaime.
      Baixei aqui a parte 1 da versão reduzida e ela, realmente, apresentou problemas. Por isso, já upei novamente esta parte e peço aos administradores do site para que o link da parte 1 da versão reduzida seja substituído pelo link abaixo:

      http://minhateca.com.br/DonCosta/OICA1980DEV20HD720T*c3*81RMZDCVR/OICA1980DEV20HD720T*c3*81RMZDCVR.part01,550256822.rar
      .
      Mas não será necessário que você a baixe novamente.
      Eu envio meus arquivos com dados para recuperação embutidos, em caso de erros durante o download. Esse sistema de recuperação repara pequenos erros em arquivos corrompidos, deixando-os em condições de serem descompactados.
      Para executar essa recuperação faça o seguinte:
      Abra somente a parte com problemas (no caso, a parte 01) no winrar.
      Clique na aba “Ferramentas” e depois em “Recuperar arquivos”.
      Selecione o local para salvar o arquivo e clique em “Ok”.
      Aguarde o final do processo. O programa criará um arquivo recuperado com um nome semelhante à esse: “fixed.OICA1980DEV20HD720TÁRMZDCVR.part01.rar”.
      Exclua a parte 01 original com problemas, renomeie esse arquivo recuperado para “OICA1980DEV20HD720TÁRMZDCVR.part01.rar” e coloque-o na mesma pasta com as demais partes.
      Descompacte normalmente. Geralmente essa ação resolve o problema..
      Quando tiver algum problema com arquivos compactados no futuro, tente recuperá-los dessa forma. Lembrando que esse método de correção só funciona se o arquivo for criado com esses dados de recuperação embutidos e se os problemas com os arquivos forem pequenos.
      Por favor, avise-nos se conseguir recuperar essa parte 01 e descompactar o filme.
      Obrigado pelo aviso.
      Abraços.

  • lama  Disse:

    Eita Navio P O R R E T A !!!!!! OBRIGADO POR TER RESTAURADO ESSE FILME E CONSEQUENTEMENTE TER COMPARTILHADO CONOSCO. BAIXEI O ARQUIVO COM PRAZER E SATISFACAO!!!!. PARABENS PELO TRABALHO E PELA POSTAGEM…..UM ABRACO DO TRIPULANTE,,,LAMA!!!!

    • Don Costa  Disse:

      Como vai, Lama!
      Na verdade eu só remasterizei e sincronizei os áudios dublados e incluí algumas legendas.
      Todo o trabalho de restauração foi executado pelo pessoal do fórum originaltrilogy, que nos presenteou com essa imagem impecável da verdadeira versão do filme (vamos esquecer aquela coisa que George Lucas lançou em Bluray em plena “crise-de–meia-idade”).
      Esse trabalho feito pelos fãs ficou perfeito. De fãs para fãs.
      Grato pela mensagem.
      Abraços.

  • Cassio  Disse:

    Olá, Don Costa e amigos do Tela

    Por gentileza, dois dos 37 arquivos para completar o filme, na versão maior (Mega), não estão baixando de jeito nenhum aqui. Já mudei de browser, já apaguei os temporários e o erro é o mesmo. A parte número 34 começa a baixar normalmente e para lá pelos 80%, sempre no mesmo ponto. Já a parte número 36 nem começa e exibe a mensagem “Temporary error”. Esse erro poderia ser corrigido? Como eu devo proceder. Muito obrigado.

    • Don Costa  Disse:

      Boa tarde Cassio.
      O Mega está passando por grande instabilidade nos últimos meses, com arquivos sendo deletados aleatoriamente, queda repentina de conexão com o site e variações constantes de velocidades. Além disso, é frequente a indisponibilidade temporária de um ou outro link, prejudicando o arquivo inteiro. Esse é o caso destes links que mencionou. Eles continuam lá, mas estão temporariamente indisponíveis. Geralmente isso se resolve em menos de 24 horas. Mas há certos casos em que o link fica indisponível por dias. Sugiro que você copie esses links das partes 34 e 36 para um gerenciador de downloads como o JDownloader 2. Ele ficará tentando baixar esses links a cada 5 minutos até conseguir baixá-los. Quando os links forem liberados o gerenciador fará o download imediatamente.
      Vou ficar monitorando por aqui também. caso esses links voltem ao normal até depois de amanhã, tudo bem.
      Caso contrário vou ter que reupar esses links novamente;.
      Estou verificando isso.
      Abraços.

  • Luciano  Disse:

    Olá Don Costa.. Don, o link 20 esta com dificuldade para baixar.. Só falta o link 20 para poder extrair o arquivo satisfatoriamente.. Vê se você consegue reupar em outro servidor.. Aguardando resposta.. Obrigado por postar esta raridade com a dublagem classica.. Trabalho Impecável!!!

    • Don Costa  Disse:

      Olá Luciano.
      O problema não está somente no Mega. O problema maior é que todos os dias surgem novos servidores que, no começo, trabalham muito bem e são excelentes, tanto para quem upa, quanto para quem baixa. Depois de um determinado tempo começam a impor limitações e apresentarem problemas, como aconteceu recentemente com o minhateca e o abelhas e, antes deles, com o 4shared. Agora o Mega, que também já estava passando por grande instabilidade, começou a limitar os downloads e restringir os acessos. Mas o motivo para isso é que o servidor mudou de dono, passando a ser operado pelo governo da Nova Zelândia, segundo o criador do serviço, o empresário Kim Dotcom. Veja notícia aqui:
      http://www.tecmundo.com.br/mega/84118-novo-site-kim-dotcom-lancar-mega-versao-codigo-aberto.htm
      A questão maior com relação à estes servidores é que nenhum deles é realmente confiável, e nós que postamos arquivos gastamos um tempo considerável reupando o que o servidor deletou. Por isso temos que escolhe-los com muito cuidado. Eu já não uso mais o 4shared para arquivos grandes e deixei de usar o minhateca para qualquer tipo de arquivo. Ainda estou reupando no pcloud os arquivos menores que tinha postado no minhateca, inclusive os desta postagem, que serão atualizados em breve. Mas eu ainda não tenho um plano alternativo ao Mega para upar arquivos grandes, pois nenhum servidor hoje possui as características que tornam o Mega muito prático, como uma boa capacidade de armazenamento gratuito (50GB), ausência da necessidade de digitar captcha para liberar o download e grande compatibilidade com gerenciadores de download. Então, enquanto eu não encontrar um servidor equivalente ao Mega, eu não o trocarei, pois não posso correr o risco de ter de reupar de tempos em tempos 7GB por cada filme que ficar indisponível, Eu levo quase uma semana para upar um arquivo deste tamanho e são por volta de 300GB em filmes upados por mim aqui no Tela. Fica inviável eu upar o filme em um novo servidor hoje e ter que reupá-lo novamente depois de três meses. Mesmo servidores que estão há anos no mercado como o Depositfiles ou Uploaded são conhecidos por deletarem os arquivos de tempos em tempos, sem motivo aparente. Por enquanto vou esperar o surgimento de um novo servidor que seja pelo menos parecido com o Mega. Talvez esse novo projeto do Dotcom seja a melhor opção.
      Há um outro problema em reupar este filme em outro servidor agora. Como eu não tenho mais estes arquivos aqui (eu só guardo o filme original com 19,7GB), eu teria de reencodar e decodificar este filme novamente dividindo-o em partes. Infelizmente essas novas partes não seriam compatíveis com as partes que você já baixou, e você teria de baixá-los todos novamente.
      Nos próximos dias estarei atualizando o arquivo menor para substituir os links do minhateca.
      Por enquanto, sugiro que você copie este link da parte 20 em um gerenciador de downloads como o JDownloader2. Ele ficará tentando baixar esta parte a cada 5 minutos até que ela seja liberada. Depois que baixar é só colocar esta parte na mesma pasta com as outras e descompactar normalmente. Também estou tentando baixar ela aqui, mas recebo o aviso de que ela está temporariamente indisponível. Se essa parte não voltar ao normal nos próximos dois dias eu terei de upar todo o filme novamente no próprio Mega, mas isso levará semanas, pois há outras postagens na fila.
      Por favor, avise-no se conseguir baixar este arquivo pelo gerenciador como indiquei.
      Obrigado por nos avisar sobre o problema nesta parte. Espero que seja um problema temporário.
      Grande abraço.

  • reifenix  Disse:

    Olá a parte 36 da VERSÃO MAIOR (MEGA) esta dando erro.

  • Don Costa  Disse:

    Olá reifenix!
    Isso é um problema recorrente com o Mega, mas não quer dizer que o arquivo esteja corrompido ou deletado. Ele está, apenas, temporariamente indisponível. Geralmente isso se resolve, automaticamente, em poucos dias.
    Por enquanto, sugiro que você copie este link da parte 36 em um gerenciador de downloads como o JDownloader2. Ele ficará tentando baixar esta parte a cada 5 minutos até que ela seja liberada. Depois que baixar é só colocar esta parte na mesma pasta com as outras e descompactar normalmente. Também estou tentando baixar ela aqui, mas recebo o aviso de que ela está temporariamente indisponível. Se essa parte não voltar ao normal nos próximos dois dias eu terei de upar todo o filme novamente no próprio Mega, mas isso levará semanas, pois há outras postagens na fila.
    Ficarei monitorando.
    Por favor, avise-nos quando conseguir baixar este arquivo pelo gerenciador como indiquei.
    Abraços.

  • reifenix  Disse:

    Valeu Don Costa fiz o q vc disse e agora deu certo.

    • Don Costa  Disse:

      Muito obrigado por nos avisar, Reifenix!
      Essas informações são importantes para aprimorarmos os nossos métodos de compartilhamento, além de nos guiar nas escolhas dos servidores de hospedagem.
      Abraços.

  • aleandrobh  Disse:

    Ola Don Costa.

    Seria possível postar o áudio da redublagem em 5.1 editada com um bitrate maior tipo 384 ou 448Kbps, no home theater ouvindo em multicanal se percebe a deterioração do audio devido ao bitrate de 192Kbps.
    Parabens pela postagem. uma pena nao terem lancado com a dublagem classica em 5.1 real, ai sim seria fantastico.

    Abraços.

    • Don Costa  Disse:

      Oi Aleandrobh!
      As remasterizações desta trilogia original foram as primeiras em que eu utilizei o programa Audacity para editar arquivos com 5.1 canais. Naquela época eu ainda não dominava o programa tão bem quanto hoje e cometi um grande erro neste caso específico: eu não selecionei o bitrate correto de 448 kbps na hora de salvar o trabalho, e o programa utilizou o bitrate padrão de 192 kbps. Com isso, a qualidade do áudio foi reduzida e não pode ser recuperada. Mesmo o arquivo que eu tenho aqui também está com o bitrate em 192 kbps e não adianta eu, simplesmente, aumentar a bitragem deste áudio, pois isso apenas aumentará o seu tamanho sem melhorar a sua qualidade.
      A única solução é refazer esse áudio do zero e salvá-lo com a bitragem correta. Já estou fazendo isso e atualizando toda a trilogia com áudios melhorados, mas esse trabalho levará várias semanas.e ficará pronto somente no ano que vem.
      Uma vez que as atualizações estiverem prontas eu repostarei os filmes já com os áudios melhorados e também postarei os próprios áudios novos para serem anexados aos arquivos já baixados por vocês, evitando, assim, a necessidade de baixar todos os arquivos inteiros novamente.
      Muito obrigado pelo aviso e pela mensagem.
      Um grande abraço.

  • maiconmaxf  Disse:

    Muitoooooo Obrigadoooo!!! Vlw mesmo.

    • Don Costa  Disse:

      Boa noite, Maicon!
      Sou eu quem te agradeço por comentar. As manifestações dos fãs dos filmes e visitantes do site são importantíssimas para fazermos uma avaliação mais completa do nosso trabalho. Críticas também são bem vindas.
      Que bom que gostou da postagem.
      Grande abraço.

  • Silva Guilherme  Disse:

    Don, essa HQ é uma adaptação do Guerra nas Estrelas ou do O Império Contra-Ataca?

    • Don Costa  Disse:

      Oi Silva.
      Há um problema na geração das imagens em algumas páginas do site, mas estamos trabalhando para consertar isso.
      A HQ é a adaptação de “O Império Contra-Ataca”, lançada em três partes, dentro de três revistas do “Incrível Hulk”. As adaptações de “Guerra nas Estrelas” e “O Retorno de Jedi” serão postadas nas postagens de cada um dos respectivos filmes, assim que forem encontradas.
      Grande abraço.

  • Clone WR  Disse:

    Don costa, qual é a senha? Pra mim esta aparecendo somente um triangulo.

  • maiconmaxf  Disse:

    Ola amigo! A parte 28 da versao maior nao ta dando pra baixar. Aparece no mega “erro temporario”. (Estou tentando pelo chrome e pelo jdownloader2). O arquivo parece estar la, de qualquer modo vou seguir tentando.
    Obrigado.

    • maiconmaxf  Disse:

      Ja da amigo!! Deixei aqui a tentar pelo jdownloader2, até que por fim começou a baixar. Fica ai a dica pra quem tiver com a mesma dificuldade. Obrigado. Abraço desde Portugal!!

      • Don Costa  Disse:

        Boa tarde, maiconmaxf !
        Esse erro temporário é um bug recorrente do Mega e a melhor forma de contorná-lo é fazer exatamente o que você fez: copiar o link para um gerenciador de downloads como o JDownloader e deixá-lo tentando baixar o link até conseguir.
        Muito obrigado por informar que conseguiu resolver o problema.
        Grande abraço.

Deixe uma resposta