MUSEU DE CERA (Dublado) – 1953

HOUSE OF WAX – 1953
TERROR – MISTÉRIO – CRIME
DIREÇÃO: André De Toth
ROTEIRO: Crane Wilbur, Charles Belden
IMDb: 7,0
http://www.imdb.com/title/tt0045888/


DUBLAGEM CLÁSSICA

 

Postado por FARRA4EVER



Formato: RMVB
Qualidade: DVDRip
Tamanho: 506 MB
Duração: 88 min.
Legendas: S/L
Áudio: Português
Servidor: Google Drive
Postagem original de: Rafael Zeferino
Uploader: FARRA4EVER


  MUSEU DE CERA



Henry Jarrod (Vincent Price) é um escultor que faz imagens magníficas para o seu museu de cera. Jarrod luta com seu sócio, Matthew Burke (Roy Roberts), quando este começa a incendiar o museu para receber US$ 25 mil do seguro. Jarrod tenta detê-lo em vão, sendo que logo o local todo se incendeia e é seguido por uma explosão, com Jarrod sendo considerado morto. Algum tempo depois, Matthew recebe o dinheiro do seguro e planeja viajar com Cathy Gray (Carolyn Jones), mas é morto por uma pessoa disforme, que na realidade é o próprio Jarrod, que simula o assassinato como se fosse suicídio. Pouco tempo depois, Jarrod mata Cathy Gray e rouba seu corpo do necrotério. Depois de algum tempo ele reaparece, dizendo que escapou por milagre. Quando Sue Allen (Phyllis Kirk), a colega de quarto de Cathy, vê a imagem de Joana D’Arc no museu, começa a suspeitar que é o corpo de Cathy coberto com cera.

– Museu de Cera foi o 1º filme em 3D produzido pela Warner Bros.
– Por ser cego de um olho, o diretor André De Toth nunca pôde perceber os efeitos em 3D do filme que dirigiu.
– O ator Nedrick Young não aparece listado nos créditos de Museu de Cera, por estar presente na lista negra da época do macarthismo nos Estados Unidos.
– A guilhotina usada em Museu de Cera era verdadeira, sendo que o ator Paul Picerni apenas concordou em realizar a cena com ela se esta fosse rodada em uma única tomada.
– Esta mesma cena da guilhotina chegou a ser retirada do roteiro pelo diretor André De Toth, que a considerou perigosa demais para ser rodada. Entretanto, devido a uma ordem de Jack Warner, chefe da Warner Bros., ela foi reinserida no filme.
– O orçamento de Museu de Cera foi de US$ 1 milhão.
– Refilmagem de Os Crimes do Museu (1933).
– Refilmado como A Casa de Cera (2005).





# país: EUA
# estúdio: Bryan Foy Productions, Warner Bros. Pictures
# produção: Joe Dreier, Bryan Foy

8 comentários para MUSEU DE CERA (Dublado) – 1953

  • Jú Ferrari  DISSE:

    Link ta com problema…

  • Ragetti  DISSE:

    “Por ser cego de um olho, o diretor André De Toth nunca pôde perceber os efeitos em 3D do filme que dirigiu”.
    Eu entendo

  • Mauricio Mixx  DISSE:

    GRATO PELA POSTEGEM, JA ESTOU BAIXANDO. MAURICIO

  • Parallax  DISSE:

    Há muito tempo atrás, era exibido na TV Guaíba um filme parecido, nunca lembro o nome dele, mas me parecia ser uma versão do Museu de Cera. Um grupo de jovens está em uma cidadezinha, ou em alguma hospedaria, onde parece não ter ninguém mais além do anfitrião. Mortes começam a acontecer, e ele revela aos jovens que o assassino deve ser o irmão dele, que era louco. Na verdade era ele mesmo o assassino. Ele se vestia de maneira parecida com a do Vincent Price, todo de preto, mas usava uma peruca loira. Lembro dele sufocando uma garota presa numa mesa, passando a cera no rosto dela, e de uma cena em que ele simplesmente arranca um braço de um dos jovens. (aparentemente o jovem tinha virado uma espécie de boneco controlado pelo vilão).

    Alguém já assistiu algo parecido? Procurei várias versões relacionadas ao Museu de Cera, mas nenhuma me pareceu ser essa que descrevi.
    Por se passar na TV Guaíba, provavelmente era uma produção dos anos 80, no máximo no início dos 90.

  • paulo cezar  DISSE:

    Muito Bom …Charles Bronson aparece no filme no inicio de carreira…exelente…

PARTICIPE DA DISCUSSÃO, MAS ANTES DE COMENTAR CLIQUE AQUI E LEIA NOSSAS REGRAS DE COMENTÁRIOS. Saiba que todos os comentários são moderados, nós nos reservamos o direto de publicá-los ou não. É proibido divulgar endereço de sites, blogs, fóruns que não sejam de parceiros ou de colaboradores do Tela de Cinema. Nós não permitimos a publicação de links de arquivos nos comentários, para colaborar acesse o menu do blog e procure pela opção COLABORE CONOSCO, ou clique aqui. Nós não recomendamos a divulgação de emails nos comentários, faça isso por sua conta e próprio risco.

ANTES DE COMENTAR CLIQUE AQUI E LEIA NOSSAS REGRAS DE COMENTÁRIOS. Para comentar você pode usar esses códigos HTML, tags e atributos: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>