MORRE GENE WILDER

Morre Gene Wilder

 Gene Wilder, ator que intepretou o Willy Wonka em “A fantástica fábrica de chocolate” (1971), morreu aos 83 anos, no domingo (28).

Carreira
Jerome Silberman, nome real do ator, nasceu na cidade de Milwaukee, nos Estados Unidos. Ele foi duas vezes indicado ao Oscar. Concorreu à estatueta de ator coadjuvante em “Primavera Para Hitler” (1967) e de roteiro adaptado em “O Jovem Frankenstein” (1974).

Ele também recebeu duas indicações ao Globo de Ouro, pelos papéis em “O Expresso de Chicago” (1976) e “A fantástica fábrica de chocolate” (1971), filme que rendeu a ele seu personagem mais marcante, o Willy Wonka.

Em 2005, em nova adaptação de “A fantástica fábrica de chocolate” para o cinema, o papel de Willy Wonka foi interpretado por Johnny Depp.

Gene Wilder ganhou um Emmy em 1998, de melhor ator convidado em série de comédia, graças a uma participação especial em “Will & Grace”.

Um dos grandes parceiros de Wilder foi o diretor americano Mel Brooks. Juntos, eles trabalharam em filmes como “Banzé no Oeste” e “O Jovem Frankenstein”, no qual o ator também assinou como roteirista. Wilder também dirigiu cinco longas, incluindo “A dama de vermelho” (1984) e “O maior amante do mundo (1977).

Outro parceiro foi o ator Richard Pryor (1940-2005). Wilder e ele atuaram juntos em “Cegos, Surdos e Loucos” (1989),  “Loucos de Dar Nó” (1980) e “O Expresso de Chicago” (1976).

Artistas lamentam
“Um dos verdadeiros grandes talentos dos nossos tempos. Ele abençoou cada filme que fizemos com sua mágica e me abençoou com sua amizade”, escreveu Mel Brooks em seu Twitter.

A atriz Julie Dawn Cole, que intepretou a Veruca Salt no filme de 1971, escreveu no Twitter: “Notícia tão triste. As palavras não são suficiente. Memórias valiosas.”

O ator Jim Carrey escreveu: “Gene Wilder era uma das mais engraçadas e doces energias a tomar forma humana. Se há um paraíso, ele tem um tíquete dourado”.

 

Fonte: http://g1.globo.com/pop-arte/cinema/noticia/2016/08/gene-wider-o-willy-wonka-morre-aos-83-anos.html

16 comentários para MORRE GENE WILDER

  • Senhor T.  Disse:

    Com a morte de Gene Wilder, o cinema perde um de seus comediantes mais geniais. Um dos grandes ícones da comédia no cinema, Gene Wilder fará falta, muita falta!

  • Orion.Carnage  Disse:

    Haunted Honeymoon (Lua de Mel Assombrada 1986)
    Assistam esse ótimo e divertido filme que ele fez.
    descanse em paz Gene”Wonka”.

  • Luciano Barbosa  Disse:

    Infelizmente um dia todos vamos partir , mas essas perdas sao mt sentidas , por conta de toda a carencia q vivemos atualmente seja , no cinema , musica e em qualquer area …. nao sei se e egoismo , talvez seja , mas pessoas como esse cara deveriam ser eternas , pra poderem fazer as geracoes futuras rir e, serem mt mais felizes …… q descanse em paz o nosso mestre Gene Wilder , ou poderiamos chamar de , GENIO WILDER !!! 🙁

    • Mila  Disse:

      Luciano,

      Compartilho do mesmo sentimento que você, mesmo sabendo que é egoísmo, eu queria que atores respeitáveis como o Gene Wilder, fossem eternos. Há, entretanto, a esperança que as gerações futuras nos brindem com novos atores, igualmente talentosos. A despedida é sempre muito triste, mas é uma dor universal, inata da nossa condição humana.

  • C,TaxiDriver  Disse:

    Mais um grande nome da história do cinema se foi, mas seu nome já está marcado, pois alegrou a vida de milhares e milhares de pessoas. Descanse em paz Jerome !!!

  • rdalsolio  Disse:

    Cegos, Surdos E Loucos….. Top 1000. Descansem em paz Gene Wilder com Richard Pryor. Dupla genial.

  • Don Costa  Disse:

    Tempos atrás assistia à um episódio do seriado Sobrenatural. Para minha surpresa, lá estava a atriz Dee Wallace fazendo uma participação especialíssima, desfilando todo o seu talento na telinha. Ela não tem mais a mesma imagem jovial que mostrou em trabalhos que lhe renderam fama no cinema, como em “E. T. – O Extra Terrestre” ou em “Grito de Horror”, mas ainda era possível identificar o sorriso marcante e o belo olhar, mesmo levemente modificado pelas várias cirurgias plásticas que os astros hollywoodianos teimam em continuar fazendo.
    É um alento para nós, fãs, rever estes astros de tempos em tempos, mesmo que em papéis menores, para constatarmos que estão bem e saudáveis, além de podermos degustar mais um pouco de suas performances em papéis inéditos.
    Sempre tive esta esperança de poder rever Gene Wilder no cinema ou na TV, em qualquer papel, interpretando qualquer personagem inédito, mesmo após sua aposentadoria. O ator foi um dos que mais marcaram a minha infância com o sublime “A Fantástica Fábrica de Chocolate” e continuou marcando minha adolescência com vários filmes, um melhor que o outro. Gene não era apenas um ator genial, mas ele criava personagens absolutamente marcantes. Com seu jeito bonachão e atuação cativante era impossível não simpatizarmos com ele em cena, seja qual fosse o personagem, sejam quais fossem as situações.
    Envelhecer traz coisas boas como experiência e uma visão mais ampla do mundo, mas também nos infringe, de tempos em tempos, a inevitável perda de familiares, de amigos, de ídolos…
    A notícia da morte de Wilder me atingiu como um bloco de granito de cem toneladas. Pesado, duro, frio e mortal. Morre mais um pouco da minha infância que já se encontrava distante em mais de 40 anos, afastando-se na velocidade constante de 60 minutos por hora, mas que eu sempre revivia a cada aparição pública do ator. Agora não mais. Agora nunca mais.
    O nosso consolo é que, se 90% da população mundial estiver certa, Wilder não desapareceu, mas apenas mudou de plano. Melhor ainda. Neste exato momento ele está reeditando sua parceria mágica com Richard Pryor, revivendo aqueles personagens inesquecíveis e criando outros, sem serem limitados pela inevitável passagem do tempo, ou pelas doenças trazidas por essa passagem. Agora são, literalmente, eternos. Então em algum ponto no futuro, também estarei lá para assisti-los, aplaudi-los e, quem sabe, visitar a Fantástica Fábrica de Chocolate, participar das aventuras de um cego e de um surdo (ambos loucos), ou cavalgar com ele num Banzé no Oeste em direção à um por do sol eterno onde a escuridão da noite jamais chegaria para atrapalhar as brincadeiras e piadas deste extraordinário ator que se funde magistralmente com seus maravilhosos personagens.

    Muito obrigado por tudo, Gene.

    Mas muito obrigado mesmo.

    • Highlander  Disse:

      “Somos responsáveis pelo o que fazemos e recebemos. Mas não somos responsáveis pelo que sentimos”.
      Wilhelm Reich

      Nesse momento assumi a comprovação dessa célebre frase; ler e sentir exatamente a tradução literal do que me foi narrado por você Don Costa, não tenho com agradecer melhor do que pelas lágrimas que outrora não poderia doar.
      Gratidão à todos que ainda contribuem e aos que deixaram sua Assinatura na nossa Nobre Sétima Arte.

      • Don Costa  Disse:

        O melhor modo de agradecer à eles, Highlander, é prestigiar cada obra e cada cena em que estes astros nos brindam com sua magnífica arte. E garantir que estas obras e estas cenas cheguem intactas às novas gerações, para que também elas tenham a oportunidade de vislumbrar o excepcional trabalho destes grandes astros do passado.

        Grande abraço.

  • HUMBERTO PEIXOTO  Disse:

    A fantástica fábrica de chocolate é um filme que ficou marcado na minha infância; então o falecimento desse ator se torna muito sentido para todos os fãs de cinema como nós.

  • thss83  Disse:

    Ele também fez A Dama De Vermelho?

  • Claudiomar JS  Disse:

    Eu assisti a praticamente todos os filmes dele, sem dúvidas uma grande perda, descanse em paz Mr. Wilder.. 🙁

  • dutrabr98  Disse:

    teladecinema, vcs poderiam fazer um post com vários links de download dos filmes desse grande ator 🙂 assisti aos filmes dele: a fantástica fabrica de chocolate e cegos, surdos e loucos eles são ótimos filmes, esse ultimo da de 10 a 0 em muitos filmes de comedia lançados recententemente

Deixe uma resposta