KUNG FU FUTEBOL CLUBE – VERSÃO ESTENDIDA (1080p/Dual Áudio) – 2001

“Siu lam juk kau” (China/Hong Kong) – 2001
AÇÃO – COMÉDIA – ESPORTE
DIREÇÃO: Stephen Chow
IMDb: 7,3 – FICHA DO FILME

Image

BRRip – 1080p – Full HD – RMZ – Dual Áudio + Versão Reduzida

Links Atualizados

Postado por Don Costa

Image

VERSÃO MAIOR:

Formato: MKV

Qualidade:

Vídeo: BRrip – 1080p (1920*1080) Full HD, 16:9, AVC, 23976 fps, 6000 Kbps.

Áudio:
Português – 48,0 KHz, AC3, 16 Bits, 2 canais, 192 kbps.
Chinês – 48,0 KHz, AC-3, 16 Bits, 6 canais, 448 kbps.

Tamanho: 5,14 GB

Duração: 112 min.

Legendas: Português – selecionável.

Áudio: Português / Chinês.

Servidor: Mega (dividido em 27 partes)

VERSÃO REDUZIDA:

Formato: MKV

Qualidade:

Vídeo: BRrip – 1080p (1920*1080) Full HD,16:9, AVC, 23976 fps, 1350 Kbps.

Áudio:
Português – 48,0 KHz, AC3, 16 Bits, 2 canais, 192 kbps.
Chinês – 48,0 KHz, AC-3, 16 Bits, 6 canais, 448 kbps.

Tamanho: 1,55 GB

Duração: 112 min.

Legendas: Português – selecionável.

Áudio: Português / Chinês.

Servidor: Userscloud / Uppit (dividido em 9 partes)

Créditos do áudio dublado: Wagner S.

Remasterização e postagem: Don Costa

INFORMAÇÕES SOBRE O ARQUIVO:

Foram gerados dois arquivos para esta postagem. Um maior com 5,14 Gb e outro menor com 1,55 Gb. Ambos têm dois áudios e a única diferença entre eles é a bitragem de vídeo. As qualidades das imagens são muito parecidas, porém as diferenças ficam evidentes quando assistidas lado a lado em uma tv de alta definição. Para quem tem equipamentos de ponta, recomendo que baixe o arquivo maior.

Image

Links do arquivo maior: Pasta com os arquivos (Mega): Download

Link do arquivo menor: Pasta com os arquivos (Userscloud): Download

Links do arquivo menor (Uppit):

Parte 1: Download

Parte 2: Download

Parte 3: Download

Parte 4: Download

Parte 5: Download

Parte 6: Download

Parte 7: Download

Parte 8: Download

Parte 9: Download

Image

Image

Sing (Stephen Chow) é um devoto do kung fu Shaolin que possui um poderoso chute. Após ser descoberto por um técnico de futebol, Sing entra em um time formado por mestres do kung fu. O objetivo é ganhar um atraente prêmio em dinheiro oferecido por um campeonato local de futebol. A mistura entre futebol e artes marciais faz sucesso e eles conseguem chegar até a final da competição, na qual precisarão enfrentar o temido Team Evil.

IMAGENS DO FILME:

Image

Image

Image

Image

Image

Image

Image

Image

Image

Image

Image

Image

Image

Stephen Chow … Mighty Steel Leg Sing
Man Tat Ng … Golden Leg Fung
Wei Zhao … Mui
Yin Tse … Team Evil Coach Hung
Hui Li … Banana Peel Girl
Cecilia Cheung … Team Moustache Player 1
Karen Mok … Team Moustache Player 2
Vincent Kok … Team Puma Leader
Kai Man Tin … Iron Shirt Tin (Third Brother)
Chi Chung Lam … Light Weight (Small Brother)
Kwok-Kwan Chan … Lightning Hands (Fourth Brother)
Chi Ling Chiu … Hooking Leg – Second Brother

Image

INFORMAÇÕES SOBRE O FILME:

Na América do Norte, o filme recebeu um grande número de seguidores através de cópias piratas e downloads da Internet. Isso porque nunca teve um lançamento oficial. A data de lançamento do filme nos Estados Unidos foi programada e remarcada várias vezes ao longo de um ano e meio. Quando finalmente foi lançado no país, isso ocorreu de forma quase amadora em poucas salas e sem material promocional.

“Shaolin Soccer” foi um dos três filmes chineses adquiridos pela Miramax em 2002, para distribuição nos Estados Unidos após o sucesso de “O Tigre E o Dragão” (2000). Os outros dois filmes foram “Herói” (2002) e “Protetores do Universo” (2001). Em abril de 2004, o filme teve um lançamento limitado nos cinemas dos EUA. Com “Herói” foi feito um grande lançamento, com extenso material promocional, em setembro de 2004. Já “Protetores do Universo” foi lançado diretamente em DVD, em agosto de 2005.

Image 

O sucesso de “O Tigre e o Dragão”, motivou as três aquisições da Miramax. O projeto era promissor, mas não foi bem executado.

Todos os efeitos especiais no filme do tipo “Bullet Time” – aquele em que a câmera gira em torno de uma imagem parada, como em “Matrix” (1999) – foram feitos utilizando apenas duas câmeras, e todos os quadros existentes entre as duas imagens (inicial e final) foram gerados em um computador. Para efeito de comparação, em “Matrix” foram usadas várias câmeras ao redor dos atores para realizar as cenas, tornando-as mais realistas.

ImageÀ esquerda (Shaolin Soccer), duas imagens capturadas servem de base para o software completar a cena. À direita (Matrix) várias imagens da cena são capturadas ao mesmo tempo.

O software utilizado nos efeitos “Bullet Time” foi o mesmo utilizado em outras cenas importantes do filme e, embora de baixo custo, proporcionou resultados muito bons.

Image

Image

Mesmo softwares de baixo custo, quando nas mãos de artistas talentosos, proporcionam excelentes resultados.

Em algumas cenas nos estádios, todo o público presente foi criado em computador. Mas em outras cenas, utilizou-se um recurso que existe desde os primórdios do cinema: os extras de papelão. São peças de papelão pintadas e colocadas nas cadeiras do estádio para simularem pessoas. Esse recurso é usado, tanto em miniaturas quanto em tamanho real. Apesar de ser um recurso bem barato, ele é muito eficiente, principalmente em cenas com movimento.

ImageO “antes” e “depois” da cena. Inserção digital do público.

ImageEm alguns momentos no filme, todo o público presente é feito de papelão.

ImageEm outros, os bonecos (em destaque) são mesclados com pessoas reais.

ImageEsse recurso é especialmente eficiente em cenas de grande movimento.

ImageE é utilizado há décadas com muito sucesso. Acima, uma cena de Ben-Hurcom a maior parte do público composta de bonecos de papelão em miniatura, introduzidos na montagem final por mesclagem de cenas.

Stephen Chow disse que foi inspirado pela série de animação “Captain Tsubasa” (1983 – 1986). No Brasil, essa série teve o nome de “Super Campeões”, ou ainda “Capitão Falcão” em sua primeira exibição.

ImageO animé “Captain Tsubasa” inspirou a criação do filme.

O filme foi banido da China continental, porque os produtores não esperaram a certificação antes de lançá-lo em Hong Kong.

Stephen Chow dublou sua própria voz para o lançamento da versão americana.

Na versão italiana, todos os personagens principais são dublados por jogadores profissionais de futebol (Damiano Tommasi, Vincent Candela, Marco Delvecchio, Sinisa Mihajlovic, Giuseppe Pancaro, e Angelo Peruzzi.). Todos atuavam pela Roma ou pela Lazio na época das dublagens.

Image

Stephen Chow – Damiano Tommasi,

ImageYat-Fei Wong – Marco Delvecchio,

ImageKai Man Tin- Giuseppe Pancaro,

ImageMei Lin Mo- Sinisa Mihajlovic,

ImageChan Kwok-kwan- Angelo Peruzzi,

Image

e Lam Chi-Chung – Vincent Candela. Os jogadores / dubladores da versão italiana.

No início do filme, quando o jovem Fung (Perna de Ouro) perde o gol, o marcador informa os nomes das equipes: Universe e The Star, que são os respectivos nomes da distribuidora e da produtora do filme.

ImageUniverse e The Star. Distribuidora e produtora representadas no filme.

A frase “A gente não tem, medo. É uma ilusão de ótica!” dita pelo Líder do time Puma (Vincent Kok) é em referência ao filme anterior de Stephen Chow, “The God of Cookery“ (1996), no qual Kok também diz esta mesma frase à Chow. Já as meninas que fingem ser jogadores de futebol do sexo masculino com bigodes desenhados em seus rostos é uma referência à outro filme de Stephen Chow, “Forbidden City Cop”(1996), onde a personagem de Carmen Lee interpreta uma gueixa que aparece em uma cena disfarçada com um bigode desenhado.

Image“The GodofCookery“ e “Forbidden City Cop” (ambos de 1996). Referências à trabalhos anteriores são comuns na carreira de Chow.

O filme contém uma grande quantidade de propaganda dos produtos Puma – quase todas as chuteiras no filme são Puma; quase todas as camisas das equipes (exceto Equipe Kung Fu) são Puma. Há, também, inúmeros anúncios Puma e até mesmo uma bola de futebol transforma-se em um Puma flamejante quando chutada em alta velocidade.

ImageUniformes, bolas, placas e até uma sombra flamejante. A Puma aparece em peso no filme.

A maquiagem pesada e roupas extravagantes que Mui usa em algumas cenas do filme são uma paródia, e também uma homenagem, à atriz e cantora Anita Mui, que utilizava, justamente, maquiagem pesada e roupas extravagantes durante as suas performances nos anos 80. Assim como Madonna, Cher e outras estrelas da época, Anita se transformava totalmente quando subia no palco, mudando completamente o seu comportamento discreto. Em sua carreira, Anita fez parcerias na música e no cinema com Jackie Chan, Michelle Yeoh, Alan Tam, entre outros. A atriz morreu em 2003, aos 40 anos, vítima de câncer.

ImageA discreta Anita Mui, sua transformação ao subir no palco e a paródia / homenagem prestada por Stephen Chow através da personagem “Mui”.

A fim de aparecer como se sua cabeça estivesse raspada, a atriz Vicki Zhao (também Zhao Wei) tinha de se sentar na cadeira de maquiagem de 8 a 10 horas por dia. Mas as outras maquiagens utilizadas para torná-la feia também demandavam bastante tempo. Ironicamente, apesar de ser muito bonita, além de talentosa, a atriz não teve uma única chance de mostrar sua beleza no filme. Exceto por uma única foto de perfil num outdoor quase no fim da fita, a moça serviu como base para piadas durante o filme inteiro. Típico do humor nonsense de Chow.

Image

Nem a beleza física da atriz Vicki Zhao escapou do humor peculiar de Stephen Chow. Mas o talento artístico da moça seguiu incólume.

Originalmente, a Miramax pensou em lançar o filme com o nome de “Kung Fu Soccer”, mas o nome foi vetado por Stephen Chow.

O goleiro do time “Kung Fu”, interpretado por Chan Kwok-kwan, é uma homenagem bem humorada à lenda das artes marciais Bruce Lee. Com o corte de cabelo correto e as expressões e imitações perfeitas, Chan tornou-se praticamente um sósia do astro Chinês. Até quando ele sai de maca as homenagens continuam. Ali ele usa óculos de sol de lentes grandes, parecidos com o modelo que Lee ficou famoso por usar. Para completar, seu uniforme é um macacão amarelo idêntico ao utilizado por Bruce Lee em “Jogo da Morte” (1978).

Image

Chan Kwok-kwan (esquerda) e Bruce Lee. Homenagem ao eterno ídolo das artes marciais.

Fontes: imdb.com, fanpop.com, cinemarx.ro e cgsociety.org.

Image

20 comentários para KUNG FU FUTEBOL CLUBE – VERSÃO ESTENDIDA (1080p/Dual Áudio) – 2001

  • Scarface  Disse:

    O timing cômico do Chow é genial e incomparável, mas não é pra todos os gostos. Lembro quando vi esse filme com uns amigos e meio que deu empate, alguns riram muito e outros nada. Mas eu curto muito a maioria dos filmes dele e esse não é exceção. Simplesmente hilário!

    Obrigado por compartilhar, Don!

    • Don Costa  Disse:

      Olá amigo Scarface.
      Acredito que a profissão de comediante seja uma das mais ingratas e difíceis do mundo. Fazer rir é para poucos, e mesmo assim depende de muitos fatores que vão além do talento do humorista. Fatores como a época (o que era engraçado ontem, pode não ser hoje, e voltar a ser amanhã), a índole do público (o que é engraçado para mim, pode não ser engraçado para você e pode ser muito engraçado para outro), a região (uma piada engraçadíssima na Indonésia pode não ter graça nenhum na Islândia) e até do humor inicial da platéia (não importa o quanto a piada seja engraçada, dificilmente alguém que acabou de perder o emprego irá rir dela – ou de qualquer outra coisa neste dia).
      No caso de Stephen Chow, é um humor totalmente diferente do que estamos acostumados aqui no ocidente. Tem um pouco de nonsense, uma pitada de pastelão, um toque de ingenuidade, uma mescla de caricatura e cartoon. Tudo misturado e jogado na tela num ritmo de animé. Porque foi essa a sensação que eu tive ao assistir à esse filme pela primeira vez. Um animé em versão live-action muito bem executado. O exagero das ações, a variação da velocidade da narrativa e as longas pausas reflexivas onde tudo pára em torno do ator são coisas que remetem aos animés clássicos.
      O filme também apresenta uma bela história por baixo de toda aquela comédia de situações absurdas. Os efeitos são bons, mas, melhor ainda, eles não abriram mão de alguns truques típicos do cinema chinês, como o voo utilizando cordas. Kung Fu chinês não é Kung Fu chinês sem esses voos.
      Mas essa mescla de linguagens não agradaria à todos de jeito nenhum. Ainda mais em se tratando de uma comédia. As pessoas reagem à esses filmes das mais diferentes formas e não há uma fórmula universal a ser seguida.
      Eu mesmo passei por essa prova. Estava assistindo, com meus sobrinhos, à versão de Eddie Murph de “O Professor Aloprado”. Adorava a versão de Jerry Lewis, mas não consegui dar nem um leve sorriso neste remake. Pior. Fiquei bem irritado e detestei o filme. Por exemplo, a cena onde a família do protagonista está jantando e começa uma sinfonia de flatulência. Não entendo onde está a graça em ver pessoas soltando puns a cada cinco segundos durante um jantar. Em compensação, meus sobrinhos, que têm um terço da minha idade, rolavam de rir.
      O que nos leva à outra constatação. O humor varia absurdamente de geração para geração.
      Coitados dos humoristas.
      Grato pela mensagem.
      Um grande abraço.

  • Zachary Foxx  Disse:

    Mestre Don, muito obrigado, isso que é começar o ano com um chutaço de direita :D!

    Mas juro que não sabia que este filme possui uma versão com cortes… vou procurar para saber sobre isso!!!

    • Don Costa  Disse:

      Boa noite amigo Zachary.
      Grato pelo elogio, mas estou bem longe de receber tal distinção. Sou apenas um remasterizador amador que brinca com programas amadores no tempo livre. Os resultados até que são bons, mas não chegam nem perto de alguns trabalhos encontrados aqui no Tela. Tem remasterizadores que fazem verdadeiros milagres com áudios semidestruídos, mas que ficam parecendo novos após dias ou semanas de trabalho. Essa turma tem um talento incrível para trabalhar com programas dos quais eu desisti de tentar aprender a mexer há muito tempo, tal a sua complexidade operacional. Vou utilizando o velho e bom “Audacity” mesmo. Ele quebra um bom galho.
      Esse filme merecia uma rmz em 1080p. Uma comédia única, com dois temas pra lá de populares: Kung Fu e Futebol.
      O filme foi lançado por aqui, inicialmente, em uma versão com muitos cortes, a fim de torná-lo mais palatável comercialmente ao público ocidental. Essa versão possui 25 minutos a menos do que a versão integral postada aqui. Ela existe aqui mesmo no Tela de Cinema, e o link para baixá-la é o seguinte:

      http://teladecinema.net/kung-fu-futebol-club-dublado-2001/

      Grato pela mensagem.
      Grande abraço.

  • maiconmaxf  Disse:

    Amigo, obrigado pelo material, porem baixei 3 vezes a parte 19 do arquivo grande, e sempre diz que a mesma esta corrompida, pode verificar por favor? Obrigado.

    • Don Costa  Disse:

      Oi maiconmaxf.
      Atualmente eu envio meus arquivos com dados para recuperação embutidos, em caso de erros durante o download. Esse sistema de recuperação repara pequenos erros em arquivos corrompidos, deixando-os em condições de serem descompactados.
      Para executar essa recuperação faça o seguinte:
      Abra somente a parte corrompida (no caso, a parte 19) no winrar.
      Clique na aba “Ferramentas” e depois em “Recuperar arquivos”.
      Selecione o local para salvar o arquivo e clique em “Ok”.
      Aguarde o final do processo. O programa criará um arquivo recuperado com um nome semelhante à esse, no nosso caso: “fixed.KFFCVE2001BR1080DÁRMZ.part19.rar”.
      Exclua a parte 19 original, renomeie esse arquivo recuperado para “KFFCVE2001BR1080DÁRMZ.part19.rar” e coloque-o na mesma pasta com as demais partes.
      Descompacte normalmente. Geralmente essa ação resolve o problema..
      Quando tiver algum problema com arquivos compactados no futuro, tente recuperá-los dessa forma. Lembrando que esse método de correção só funciona se o arquivo for criado com esses dados de recuperação embutidos e se os problemas com os arquivos forem pequenos.
      Pela manhã vou verificar esse arquivo. Se ele estiver corrompido no site do Mega, eu o upo novamente.
      Por favor, avise-nos se conseguir recuperar essa parte 19 e descompactar o filme.
      Obrigado pelo aviso.
      Abraços.

  • takeshi  Disse:

    Esse foi um verdadeiro “ano novo especial 2015” do tela de cinema. Valeu mesmo!

    • Don Costa  Disse:

      E o ano está só começando.
      O Tela de Cinema, que já era bom, está cada vez melhor.
      Todos os dias surgem lançamentos excepcionais e o número de colaboradores não para de aumentar.
      E o apoio dado por todos os visitantes e colaboradores como você, que comentam e trazem informações importantes sobre cinema, corroboram o fato de que o site se tornou uma grande família de cinéfilos apaixonados pela sétima arte.
      Obrigado pelo comentário.
      Abraços.

  • FX  Disse:

    Esse filme é o maior barato, muito obrigado Don Costa…espero que você brinca muito mais com os programas nas hora vagas excelente trabalho!!!

    • Don Costa  Disse:

      Esse filme é excelente, FX.
      E esse passatempo de fazer remasterizações é muito agradável.para mim. Vou continuar, sim, por um bom tempo.
      O mais legal é que, diferentemente da maioria dos outros hobbies, você também agrada à muitas outras pessoas quando compartilha o resultado final. Então, para mim, ele é duplamente interessante.
      Grato pela mensagem.
      Abraços.

  • takeshi  Disse:

    A Miramax sob a marca “Dimension Films” também levou aos EUA e distribuiu por aqui os filmes do Jet Li da década de 90 como “Fist of Legend”, “Fong Sai Yuk”, “Tai Chi Master” e “My father is a hero” e da mesma forma estas sofreram adulterações no roteiro aonde foi possível com a dublagem em inglês, trilha sonora, nomes dos personagens, além de cortes. No Brasil a versão original de Hong Kong, possivelmente distribuída pela francesa Metropolitan Filmexport também foi exibida na tv aberta pela Band, com dublagens muito boas. Posteriormente as versões americanas foram compradas e exibidas com nova dublagem pelo SBT. As versões da Band com as dublagens clássicas estão “perdidas”, não sei quem gravou da época. Só um se salvou pelo que me lembre: “O guarda costas em ação” (The Bodyguard from Beijing) que é o “Defensor” do SBT disponível no Youtube.

    • Don Costa  Disse:

      Eu nunca vou entender algumas dilapidações em obras cinematográficas.
      Eu entendo quando produtores cortam cenas mais violentas ou com conteúdo sexual com a finalidade de diminuir a faixa etária de exibição e, assim, atingir um público maior. É uma questão econômica, embora eu não concorde com ela. Há filmes para crianças, outros para jovens e outros para adultos. Simples assim. Se quiser fazer um filme que atinja todas as faixas etárias, que o faça desde o início do projeto. Não creio que o lançamento de uma edição especial posterior sem cortes em home vídeo compense os gastos extras das gravações de tais cenas, dadas às vendas mundiais cada vez menores de DVDs e Blurays. Mas as produtoras e distribuidoras devem saber o que fazem. O dinheiro é delas.
      Mas cortes em filmes como “Kung-Fu Futebol Clube”, não fazem o menor sentido. O filme não possui cenas de sexo (mesmo as cenas de nudez são mínimas e elas foram mantidas na versão com cortes) e a violência é caricata. O filme sequer é longo.
      Devido à estes cortes, esses filmes acabam tendo duas, três ou até mais versões. Uma delas é vendida para a TV de determinado país e recebe uma dublagem. Como possui cortes, essa dublagem não serve para as demais versões, que acabam nunca sendo exibidas. É daquelas coisas que não tem explicação.
      Felizmente, sites como o Tela de Cinema cumprem esse papel que seria das distribuidoras.
      Abraços.

  • Wagner S.  Disse:

    Muitíssimo obrigado por essa remaster Don! Não sabia que esse filme tinha versão estendida, até tomar conhecimento aqui mesmo no tela de cinema. Prá mim ficou a sensação de estar assistindo um novo filme, devido a quantidade de coisas a mais que foram incluídas nessa versão.
    E claro, é sempre muito bom conferir mais um trabalho seu, feito com excelente qualidade.
    Grande abraço marujo irmão!

    • Don Costa  Disse:

      Wagner, o filme, que já era excelente, conseguiu ficar ainda melhor.
      Não consegui identificar nenhuma justificativa para os 25 minutos retirados na versão normal. Mas também não encontrei justificativas para as edições cortadas dos filmes de Jackie Chan ou de Jet Li, como informado pelo amigo Takeshi, logo acima.
      Ainda bem que a distribuidora disponibilizou a dublagem para a versão completa, pelo menos neste caso.
      Grato pela mensagem.
      Abraços..

  • farra4ever  Disse:

    Obrigado.

  • RodrigoSantos  Disse:

    Ola, poderia por favor reupar a parte 03 da versão reduzida? Desde já obrigado.

    • Don Costa  Disse:

      Boa tarde, Rodrigo.
      A parte 3 foi deletada do 4shared pelo próprio servidor, no que já se tornou uma ação recorrente desta empresa há alguns meses. Até por esse motivo eu estou abandonando o 4shared, que não é mais confiável e está dando muitos prejuízos para quem hospeda lá..
      Eu não tenho mais os arquivos originais desta versão menor. Então eu terei que reencodar, editar e compactar o arquivo maior, criando um arquivo menor, para depois upar as partes novamente em outro servidor. Esse processo levará várias semanas.
      Infelizmente as novas partes não serão compatíveis com as partes que você já possui, e você terá que baixar todas elas novamente.
      Caso não queira esperar, ainda tem a opção do arquivo maior hospedado no Mega que está funcionando perfeitamente.
      Muito obrigado pelo aviso.
      Abraços.

      • RodrigoSantos  Disse:

        Vou baixar o arquivo maior então, valeu!!

        • Don Costa  Disse:

          Rodrigo, o arquivo menor já está em fase final de edição.
          Depois ele será upado em outro servidor.
          Minha internet é lenta e o processo levará mais alguns dias para ser concluído.
          Acredito que até quarta-feira, talvez antes, eu consiga atualizar a postagem com o novo arquivo menor em links ativos..
          Caso queira aguardar mais alguns dias, terá a opção de baixar o arquivo menor.
          Abraços.

          • RodrigoSantos  Disse:

            Opa, eu aguardo com certeza! Obrigado por se dar ao trabalho de editar e upar de novo.

Deixe uma resposta