DRÁCULA: MORTO MAS FELIZ (DUBLADO/DVD-RIP) – 1995

DRACULA: DEAD AND LOVING IT – 1995
EUA
COMÉDIA – HORROR – THRILLER
DIREÇÃO: Mel Brooks
ROTEIRO: Mel Brooks, Rudy De Luca
IMDb: 5,4
http://www.imdb.com/title/tt0112896/

POSTAGEM PUBLICADA ORIGINALMENTE EM 14/07/2013.

LINKS ATUALIZADOS.

DUBLADO – DUBLAGEM CLÁSSICA MASTERSOUND

Postado por Camilapic


Formato: AVI
Qualidade: DVDRip
Tamanho: 799 MB
Duração: 89 min.
Legendas: S/L
Áudio: Português (Dublagem Clássica Mastersound)
Servidores: Google drive e Uloz.to (Parte única – RAR)
Uploader: Camilapic
Atualização: Don Costa


GOOGLE DRIVE
FILME: DRÁCULA: MORTO MAS FELIZ

ULOZ,TO:
FILME: DRÁCULA: MORTO MAS FELIZ

EM CASO DE ARQUIVO CORROMPIDO:

Os arquivos foram criados com dados para recuperação embutidos nos mesmos, para poderem ser recuperados em caso de erros durante o download. Esse sistema de recuperação repara pequenos erros em arquivos corrompidos, deixando-os em condições de serem descompactados.
Para executar essa recuperação faça o seguinte:
Abra o arquivo corrompido no winrar..
Clique na aba “Ferramentas” e depois em “Recuperar arquivos”.
Selecione o local para salvar o arquivo e clique em “Ok”.
Aguarde o final do processo. O programa criará um arquivo recuperado com um nome semelhante à esse: “fixed.DráculaMortoMasFeliz1995.rar”.
Exclua o arquivo original com problemas, renomeie esse arquivo recuperado para “DráculaMortoMasFeliz1995.rar” e descompacte normalmente. Geralmente essa ação resolve o problema.
Quando tiver algum problema com arquivos compactados no futuro, tente recuperá-los dessa forma. Lembrando que esse método de correção só funciona se o arquivo for criado com esses dados de recuperação embutidos e se os problemas com os arquivos forem pequenos.
Caso o problema persista, faça novamente o download, evitando utilizar a internet para qualquer outra coisa durante o download. Se mesmo assim o erro persistir, avise-nos que eu upo o arquivo novamente.

1983. O procurador R.M. Renfield (Peter MacNicol) chega a Transilvania para um encontro com Conde Drácula (Leslie Nielsen), onde é hipnotizado e passa a obedecer suas ordens. O plano do vampiro é ir a Londres e fazer de uma mulher sua eterna esposa e parceira, mas o Dr. Van Helsing (Mel Brooks) fará de tudo para detê-lo.

– Quando Drácula – Morto, mas Feliz começou a ser idealizado, uma discussão existente entre os roteiristas era se o filme deveria ser em preto e branco, seguindo o que o próprio Mel Brooks fizera em O Jovem Frankenstein (1974). A idéia foi abortada devido ao fato de que vários filmes a cores de sucesso baseados em Drácula já haviam sido feitos.
– Mel Brooks não avisou Steven Weber que, ao realizar a cena em que enfiava uma estaca no coração de Lucy, seria coberto por 200 galões de sangue falso. A intenção era obter dele uma reação natural ao ocorrido.
– Boa parte dos diálogos originais de Drácula (1931) é reprisada, com Leslie Nielsen fazendo impostação de voz de forma que soe similar a Bela Lugosi.
– A personagem Madame Ouspenskaya é uma alusão a Maria Ouspenskaya, que atuou em O Lobisomem (1941) e Frankenstein Meets the Wolf Man (1943).
– As transformações em morcego de Drácula foram inspiradas em Bud Abbott Lou Costello Meet Frankenstein (1948).





Leslie Nielsen … Count Dracula
Peter MacNicol … Thomas Renfield
Steven Weber … Jonathan Harker
Amy Yasbeck … Mina Murray
Lysette Anthony … Lucy Westenra
Mel Brooks … Dr. Abraham Van Helsing
Harvey Korman … Dr. Jack Seward
Mark Blankfield … Martin


# país: EUA, França
# duração original: 88 min
# estúdio: Gaumont, Castle Rock Entertainment, Brooksfilms
# distribuidora: Castle Rock Entertainment

PARTICIPE DA DISCUSSÃO, MAS ANTES DE COMENTAR CLIQUE AQUI E LEIA NOSSAS REGRAS DE COMENTÁRIOS. Saiba que todos os comentários são moderados, nós nos reservamos o direto de publicá-los ou não. É proibido divulgar endereço de sites, blogs, fóruns que não sejam de parceiros ou de colaboradores do Tela de Cinema. Nós não permitimos a publicação de links de arquivos nos comentários, para colaborar acesse o menu do blog e procure pela opção COLABORE CONOSCO, ou clique aqui. Nós não recomendamos a divulgação de emails nos comentários, faça isso por sua conta e próprio risco.