DIÁRIO DE UMA GAROTA PERDIDA (LEGENDADO) – 1929

DIÁRIO DE UMA PERDIDA – 1929
TAGEBUCH EINER VERLORENEN – 1929
DRAMA
ALEMANHA
DIREÇÃO: Georg Wilhelm Pabst
ROTEIRO: Margarete Böhme, Rudolf Leonhardt
IMDb: 8,0
http://www.imdb.com/title/tt0020475/

LEGENDADO

Postado por Praxinoscópio

 


Formato: MP4
Qualidade: BRRip (960×720 – 24 fps)
Tamanho: 1.41 GB
Duração: 112 min
Legendas: Português (fixas)
Áudio: Somente trilha sonora (piano)
Servidor: Mediafire, Userscloud e 4shared (dividido em 3 partes)(links intercambiáveis)
Uploader: Praxinoscópio

Nota do Uploader: Postarei apenas filmes em domínio público, ou seja, conforme a atual legislação brasileira, filmes com mais de 70 anos de seu lançamento se enquadram na categoria “Domínio Público” conforme Artigo 96 da Lei 9610/98.


MEDIAFIRE
Parte 01: DIÁRIO DE UMA GAROTA PERDIDA / DIÁRIO DE UMA PERDIDA
Parte 02: DIÁRIO DE UMA GAROTA PERDIDA / DIÁRIO DE UMA PERDIDA
Parte 03: DIÁRIO DE UMA GAROTA PERDIDA / DIÁRIO DE UMA PERDIDA

USERSCLOUD
Parte 01: DIÁRIO DE UMA GAROTA PERDIDA / DIÁRIO DE UMA PERDIDA
Parte 02: DIÁRIO DE UMA GAROTA PERDIDA / DIÁRIO DE UMA PERDIDA
Parte 03: DIÁRIO DE UMA GAROTA PERDIDA / DIÁRIO DE UMA PERDIDA

4SHARED
Parte 01: DIÁRIO DE UMA GAROTA PERDIDA / DIÁRIO DE UMA PERDIDA
Parte 02: DIÁRIO DE UMA GAROTA PERDIDA / DIÁRIO DE UMA PERDIDA
Parte 03: DIÁRIO DE UMA GAROTA PERDIDA / DIÁRIO DE UMA PERDIDA


Thymian (Louise Brooks) é uma jovem e bela garota, que literalmente não vive um “conto de fadas”. Sua governanta, Elizabeth, é despedida grávida, e logo depois encontrada morta. Seu pai contrata uma nova governanta. Meinert, um farmacêutico oportunista engravida Thymian. Quando ela recusa o casamento, o bebê é afastado, e Thymian é colocada em um rígido reformatório para meninas. A partir destes fatos, sua vida se transforma num pesadelo sem fim, com muitas reviravoltas, entre garota de bordel a uma respeitada Condessa.


– O filme é uma crítica à sociedade burguesa alemã e suas contradições e hipocrisias.
– O livro da qual a história do filme se baseou foi um dos maiores best-sellers alemães do início do século XX. Escrito por Margareth Böhme, que acabou sendo julgada como prostituta, o livro foi censurado e gerou polêmica por toda a Europa.
– Esta é a segunda adaptação do livro, sendo a primeira de 1918, que hoje é considerada perdida. E as duas versões do filme foram censuradas, especialmente nas cenas chaves, como o estupro, por exemplo.
– O filme estreou em Viena no dia 27 de setembro de 1929, e em Berlim no dia 15 de outubro do mesmo ano.
– O filme causou escândalo entre os conservadores da Igreja Evangélica Alemã, tendo sido banido de diversas cidades ao redor da Boêmia.
– Considerada pornográfica, a obra sofreu censura e cortes significativos tiveram de ser feitos para que retornasse às salas de cinema.
– Os inúmeros cortes tornaram o erotismo da obra mais sugestivo do que explícito.
– Após os devidos cortes, o filme foi relançado em 6 de janeiro de 1930. Os críticos, porém, não reagiram bem à nova versão censurada, que, para eles, fazia pouco sentido.
– A versão aqui apresentada é a mais fiel possível àquela da estreia de 1929. Tudo devido ao trabalho de recuperação da obra que é descrito nos créditos iniciais.


Louise Brooks…………..Thymian
André Roanne…………..Conde Nicolas Osdorff
Josef Rovenský…………..Robert Henning
Fritz Rasp…………..Meinert
Vera Pawlowa…………..Tia Frieda
Franziska Kinz…………..Meta
Arnold Korff…………..Tio do Conde Osdorf

5 comentários para DIÁRIO DE UMA GAROTA PERDIDA (LEGENDADO) – 1929

  • sloan  DISSE:

    obg vc tem mais filme Louise Brooks

    • Praxinoscópio  DISSE:

      Tão logo eu tenha uma cópia melhor de “Caixa de Pandora” de 1928, eu coloco aqui no site.

  • Julian  DISSE:

    Clássico maravilhoso do cinema mudo com a bela e hipnótica Louise Brooks. Assisti há muitos anos na Cultura, um filme com uma história bem interessante, bastante polêmico para a época abordando o tema da prostituição em plenos anos 20. O final é memorável! Ótimo resgate!

  • farra4ever  DISSE:

    Obrigado.

  • Praxinoscopio  DISSE:

    Filmes com mais de 70 anos de seu lançamento se enquadram na categoria “Domínio Público” conforme Artigos 44 e 96 da LEI Nº 9.610, DE 19 DE FEVEREIRO DE 1998.

PARTICIPE DA DISCUSSÃO, MAS ANTES DE COMENTAR CLIQUE AQUI E LEIA NOSSAS REGRAS DE COMENTÁRIOS. Saiba que todos os comentários são moderados, nós nos reservamos o direto de publicá-los ou não. É proibido divulgar endereço de sites, blogs, fóruns que não sejam de parceiros ou de colaboradores do Tela de Cinema. Nós não permitimos a publicação de links de arquivos nos comentários, para colaborar acesse o menu do blog e procure pela opção COLABORE CONOSCO, ou clique aqui. Nós não recomendamos a divulgação de emails nos comentários, faça isso por sua conta e próprio risco.