DAQUI A CEM ANOS (720P / DUAL ÁUDIO) – 1936

THINGS TO COME (1936)
DRAMA – SCI-FI – GUERRA
REINO UNIDO
DIREÇÃO: William Cameron Menzies
ROTEIRO: H.G. Wells (roteiro e novela)
IMDb: 6,7 
http://www.imdb.com/title/tt0028358/

ADICIONADA VERSÃO COLORIZADA

BR-RIP 720P – RMZ – DUAL ÁUDIO

Postado por Johnahex

        

 

VERSÃO EM PRETO E BRANCO

Formato: MKV.
Qualidade: BRRip 720p.
Tamanho: 1,96 GB.
Duração: 117min.
Legendas: Português – automático (nas partes sem dublagem)
Português
Inglês – selecionáveis
Áudio: Português e Inglês – selecionáveis
Servidores: Uploaded (dividido em 11 partes), Sendit.Cloud, Userscloud e Openload (dividido em 10 partes).
Encoder e Remasterizador: Lilbarby
Fonte de  Áudio: Johnahex (DVDrip)

 

VERSÃO COLORIZADA

Formato: MKV.
Qualidade: DVDRip.
Tamanho: 1,87 GB.
Duração: 91min.
Legendas: Sem Legendas
Áudio: Inglês e Português  – selecionáveis
Servidores: Uploaded e Openload (dividido em 10 partes).
Encoder e Remasterizador: Lilbarby
Fonte de  Áudio: Johnahex (DVDrip)

 

 

VERSÃO EM PRETO E BRANCO

ATENÇÃO: APENAS OS LINKS DOS SERVIDORES USERSCLOUD, SENDIT.CLOUD E OPENLOAD SÃO INTERCAMBIÁVEIS.

UPLOADED
Pasta com os arquivos: DAQUI A CEM ANOS

USERSCLOUD
Pasta com os arquivos: DAQUI A CEM ANOS

SENDIT.CLOUD
Pasta com os arquivos: DAQUI A CEM ANOS

OPENLOAD
Parte 01: DAQUI A CEM ANOS
Parte 02: DAQUI A CEM ANOS
Parte 03: DAQUI A CEM ANOS
Parte 04: DAQUI A CEM ANOS
Parte 05: DAQUI A CEM ANOS
Parte 06: DAQUI A CEM ANOS
Parte 07: DAQUI A CEM ANOS
Parte 08: DAQUI A CEM ANOS
Parte 09: DAQUI A CEM ANOS
Parte 10: DAQUI A CEM ANOS

 

VERSÃO COLORIZADA

LINKS INTERCAMBIÁVEIS.

UPLOADED
Pasta com os arquivos: DAQUI A CEM ANOS

OPENLOAD
Parte 01: DAQUI A CEM ANOS
Parte 02: DAQUI A CEM ANOS
Parte 03: DAQUI A CEM ANOS
Parte 04: DAQUI A CEM ANOS
Parte 05: DAQUI A CEM ANOS
Parte 06: DAQUI A CEM ANOS
Parte 07: DAQUI A CEM ANOS
Parte 08: DAQUI A CEM ANOS
Parte 09: DAQUI A CEM ANOS
Parte 10: DAQUI A CEM ANOS

 

 

Things to Come relata uma história futura da humanidade, e se ambienta na cidade inglesa fictícia de Everytown (baseada em Londres). Inicia-se na véspera de Natal de 1940, com o estouro da Segunda Guerra Mundial, que dura duas décadas e deixa a terra desolada. Em 1966, a terra está reduzida a um período obscuro semelhante à Idade Média, perdendo toda a tecnologia e sendo dominada por um chefe cruel, Rudolph, que o povo denomina apenas de “O Chefe”.
Em 1970, repentinamente, um avião aterrissa na cidade de Everytown, e dele sai, ante o espanto da população, o piloto John Cabal, ex-engenheiro da aviação, líder dos Wings over the World (traduzido como “Asas pelo Mundo” ou “Homens do Ar”), um grupo de cientistas que se dedicou a preservar o conhecimento da humanidade através dos tempos obscuros, com base em Basra, no Iraque. Cabal é preso e seu avião é confiscado pelo Chefe, que pretende utilizá-lo com propósitos bélicos. A cidade, porém, acaba invadida pelos “Wings over the World”, que dominam a população com a utilização de gás anestésico e conquistam a cidade.
Os cientistas reconstróem a cidade e, em 2036, Everytown se torna uma cidade subterrânea, sob a direção do neto de Cabal, Oswald. A primeira viagem espacial está sendo planejada, com a montagem de um “canhão espacial”, capaz de lançar uma nave à lua. Surge então a figura de Theotocopulos, simpatizante do antigo regime, que pretende destruir a nave. Um casal (a bisneta de Cabal e o namorado) consegue chegar à nave antes de sua destruição, e a nave é disparada rumo ao espaço. O filme termina embalado pela esperança de que o os dois possam construir uma nova sociedade, mais equilibrada, entre as estrelas.

 

SCREENS

 

Things to Come (br: Daqui a Cem Anos) é um filme inglês de ficção científica, produzido em 1936 por Alexander Korda, sob a direção de William Cameron Menzies. O roteiro foi escrito por H. G. Wells e Lajos Biro, em uma adaptação de duas obras de Wells: The Shape of Things to Come, de 1933, e um trabalho não-ficcional que escreveu em 1931, The Work, Wealth and Happiness of Mankind. O filme tem sido considerado, pela crítica, como a primeira superprodução no gênero ficção científica, com cenários grandiosos, efeitos especiais e figurino detalhado.

Wells escreveu o roteiro aos 69 anos e supervisionou pessoalmente muitos aspectos do filme. Originalmente com 130 minutos, a versão submetida ao British Board of Film Censors possuía 117m 13s. Na Inglaterra ele estreou com 108m 40s (após cortes ficou com 98m 06s), e nos Estados Unidos com 96m 24s.

O responsável pela parte musical era Arthur Bliss. Wells originalmente procurou construir o filme sobre uma música, mas isto foi considerado muito radical, e o filme seguiu um formato mais tradicional.

Os efeitos especiais ficaram ao encargo de Ned Mann, Edward Cohen e Harry Zech e a fotografia, de George Perinal. O artista plástico abstrato húngaro László Moholy-Nagy foi contratado para produzir alguns dos efeitos especiais para a construção da cidade fictícia de Everytown. Sua intenção era tratar as cenas como um show de luzes abstratas, mas apenas 90 segundos de seu trabalho foram aproveitados. Em 1975, um pesquisador encontrou quatro sequências descartadas na ocasião.

Antes do início das filmagens, o autor HG Wells contou a todos os participantes do filme o quanto ele odiava o filme de Fritz Lang, “Metrópolis” (1927), e como ele queria que eles fizessem o oposto do que Lang (a quem ele chamava de “Lange”) e sua equipe tinham feito.

A data no jornal na cena em 1966, quando a guerra termina, é 21 de setembro de 1966 – o que teria sido o 100º aniversário de H.G. Wells.


Data em jornal homenageia centenário do escritor.

O filme ocorre em 1940, 1966, 1970 e 2036.

Foi relatado que H.G. Wells, o autor do livro em que o filme se baseia, realmente começou a dirigir a produção, mas sua inexperiência resultou na sua substituição pelo diretor William Cameron Menzies, que assumiu o controle do projeto.


A experiência do diretor William Cameron Menzies foi fundamental para a sua contratação.

A parte de Theotocopulos foi originalmente filmada com Ernest Thesiger no papel. As cenas foram refilmadas  com Sir Cedric Hardwicke porque os produtores queriam um ator mais conhecido com mais “valor de marca”.

Logo após a estréia do filme, uma exibição especial foi realizada em Washington D.C. para funcionários do governo dos EUA. H.G. Wells dirigiu-se ao público da Grã-Bretanha por telefone, através de uma ligação transatlântica.

De acordo com um artigo publicado na Variety, este foi o primeiro filme com um custo superior a um milhão de dólares produzido na Inglaterra. Inicialmente, o orçamento para o filme era perto de 300 mil libras esterlinas, mas com uma taxa de câmbio aproximada de cinco dólares para cada libra esterlina na época, o orçamento ficou bem acima  da marca do milhão de dólares.

Os trajes futuristas usados pelos cidadãos de Everytown em 2036, e particularmente as extensões de ombro rígidas, foram modelados a parir do kataginu (tecido de ombro), típico dos samurais japoneses.


Traje típico japonês serviu de inspiração para figurino do filme.

Vários críticos de cinema nos Estados Unidos criticaram a adaptação de H.G. Wells do seu livro por sua incapacidade de lidar adequadamente com a luta de classes. A denúncia tocou com um tom de ironia para Wells, cujo livro tinha sido criticado pelos críticos literários pelo fato de incluírem enfaticamente a análise do autor na luta de classes e suas convicções políticas socialistas.

Em geral, o filme foi extremamente bem recebido pelos críticos britânicos. Na bilheteria, no entanto, o filme foi um desastre, não conseguindo conquistar uma grande audiência após a sua lucrativa primeira semana nos cinemas, situação que só foi contornada com suas exibições no resto do mundo.

 

H. G. WELLS
O Homem Que Viu O Amanhã.

O escritor Herbert George Wells nasceu em 21 de setembro de 1866, em Bromley, Inglaterra. Ele foi um dos escritores mais influentes de seu tempo. Debateu com chefes de Estado, exerceu a futurologia, prescreveu soluções diversas para os problemas da Humanidade. Escritas há mais de 100 anos, A Máquina do Tempo, Daqui a Cem Anos, A Ilha do Dr. Moreau, O Homem Invisível e A Guerra dos Mundos são apenas algumas das obras do autor que resistem ao tempo e conquistam novas gerações.


Wells começou a trabalhar na juventude como aprendiz de negociante de panos, mas sem sucesso. Em 1883, tornou-se professor na Midhurst Grammar School, até ganhar uma bolsa na Escola Normal de Ciências em Londres, para estudar biologia. Foi contador, filósofo e jornalista até 1895. Depois do sucesso de seu primeiro livro, A Máquina do Tempo, Wells dedicou-se à escrita e foi bastante produtivo. Ele morreu no dia 13 de agosto de 1946, em Londres.

Raymond Massey – John Cabal/ Oswald Cabal
Edward Chapman – Pippa Passworthy/ Raymond Passworthy
Ralph Richardson – Rudolf (conhecido como “O Chefe” [The Chief])
Margaretta Scott – Roxana Black/Rowena Cabal
Cedric Hardwicke – Theotocopulos (substituído por Ernest Thesiger)
Maurice Braddell – Dr. Edward Harding
Sophie Stewart – Sra. Cabal

Fontes: imdb.com, oglobo.globo.com, biography.com, britannica.com, online-literature.com, infoescola.com, habithat.co.uk e altfg.com.

13 comentários para DAQUI A CEM ANOS (720P / DUAL ÁUDIO) – 1936

  • sloan  DISSE:

    muito obg otimo filme

  • zelao  DISSE:

    NÃO CONHEÇO ESTE, MAS: H.G. WELLS, SINOPSE, TODA INFO ADICIONAL, POST DO AMIGO JOHNAHEX, E
    POR EU ME AMARRAR EM SYFY, BAIXANDO, AMIGÃO VLW!!!

  • Mopho Digital  DISSE:

    Obrigado Lilbarby e Johnahex! HG Wells já recomenda uma olhada rs só conhecia de nome esse filme, nem sabia que havia dublagem. Obrigado!

  • Johnahex  DISSE:

    Acredito que é pouco comentado este clássico de H.G.Wells,no Tela tem outros de ficção científica desse autor.Não é difícil achá-lo mas quis disponibilizá-lo aqui, e ao mesmo tempo, homenagear este grande homem com uma incrível visão do futuro.Parece que existe no mundo, um grupo de pessoas “selecionadas” que são capazes de olhar além da montanha e faz atiçar a curiosidade humana.Valeu Don a pesquisa ficou jóia!Downloads pessoal!

  • Roberto Alvess  DISSE:

    Johnahex, Boa noite, esse filme tem um complemento que é outro filme intitulado – JORNADA AO CENTRO DA TERRA -eu consegui, é dublado, me parece ser do mesmo ano. Enfim, caso interesse, me responda aqui mesmo que em breve postarei o link para vc dar uma melhora e postar.

  • farra4ever  DISSE:

    Obrigado.

  • Marceloas  DISSE:

    ficheiros 1 e 10 da versão colorizada estão corrompidos. Por favor tente corrigir

    • Don Costa  DISSE:

      Boa tarde, Marceloas.

      Foi identificado um problema na parte 01 da versão colorizada no servidor Openload. O ficheiro já foi substituído. A parte 10 não contém erros. É que o Winrar sempre inclui a última parte dos arquivos em seus avisos padrão, estando esta parte com problemas ou não.

      Por favor, exclua esta parte 01, baixe-a novamente e tente descompactá-lo outra vez.

      Muito obrigado pelo aviso.

      Abraços.

  • farra4ever  DISSE:

    Obrigado pela versão colorizada.

  • Thiago  DISSE:

    Um dos grandes clássicos dos anos 30. Vale muito a pena conferir. Obrigado marujos Lilbarby e Johnahex!

    • Thiago  DISSE:

      Uma curiosidade me surgiu agora: será que existe dublagem antiga para esse filme? Esta redublagem aqui presente parece ser bem recente.

PARTICIPE DA DISCUSSÃO, MAS ANTES DE COMENTAR CLIQUE AQUI E LEIA NOSSAS REGRAS DE COMENTÁRIOS. Saiba que todos os comentários são moderados, nós nos reservamos o direto de publicá-los ou não. É proibido divulgar endereço de sites, blogs, fóruns que não sejam de parceiros ou de colaboradores do Tela de Cinema. Nós não permitimos a publicação de links de arquivos nos comentários, para colaborar acesse o menu do blog e procure pela opção COLABORE CONOSCO, ou clique aqui. Nós não recomendamos a divulgação de emails nos comentários, faça isso por sua conta e próprio risco.