COLETÂNEA TURMA DA MÔNICA – CLÁSSICOS DOS ANOS 80 E 90

ANIMAÇÃO – FAMÍLIA
CRIADOR: Maurício de Sousa
WIKIPÉDIA:
https://pt.wikipedia.org/wiki/Lista_de_epis%C3%B3dios_da_Turma_da_M%C3%B4nica

NACIONAL – COLETÂNEA (41 EPISÓDIOS)

Postado por Bei Shaolin

Formato: MP4
Qualidade: WEBRip (480×360)
Tamanho: 08 a 40 MB em média (972 MB no total)
Duração: 02 a 16 min. em média (41 episódios)
Legenda: S/L
Áudio: Português
Servidor: Google Drive (pasta com os episódios)
Uploader: Bei Shaolin

30 EPISÓDIOS DA TURMA DA MÔNICA
11 EPISÓDIOS DO CHICO BENTO

No Brasil, a série de animação da Turma da Mônica é transmitida regularmente em televisão pelo canal Cartoon Network desde 27 de junho de 2004. Em TV aberta, a Rede Globo transmitiu a animação em suas manhãs de sábado, entre 18 de Julho de 2009 e 9 de Fevereiro de 2013.

Atualmente, além dos episódios novos produzidos na década de 2000 (feitos em animação vetorizada e limitada, o que gera críticas do público ocasional), a Mauricio de Sousa Produções distribui apenas parte dos episódios clássicos lançados em coletâneas para cinema e vídeo entre 1985 e 1999, todos com uma nova dublagem, produzida para o relançamento nos DVDs da Paramount em 2003.


7 comentários para COLETÂNEA TURMA DA MÔNICA – CLÁSSICOS DOS ANOS 80 E 90

  • Johnahex  Disse:

    Quem diria o Brasil produzir desenhos animados! Aliás, potencial é o que não falta,o que falta é o apoio a esses grandes profissionais que trabalham na clandestinidade,como o “Grilo Feliz” feito pelo próprio bolso do realizador,dizem que durou 10 anos para terminá-lo! 41 episódios é um grande feito! Maurício de Souza & Equipe merecem toda a honra pelo trabalho,paciência e principalmente persistência na realização desse projeto de animação que é A Turma da Mônica! Bela postagem Bei Shaolin!

    • Bei Shaolin  Disse:

      Muito bom seu comentário amigo Johnahex, realmente esses profissionais deviam ter um apoio maior!
      Na verdade a produtora do Maurício de Souza nos anos 80 e 90 produziu bem mais que esses 41 episódios que eu postei, e também produziram alguns longas como A Princesa e o Robô (1983) que só não postei junto por não ter em qualidade tão boa.
      Infelizmente nos anos 2000 as animações deles começaram a ser vetorizadas como diz na postagem e perderam seu brilho.

      • MARCOS F.  Disse:

        CONCORDO 100% COM OS AMIGOS. E DESTACO QUE, NA MINHA OPINIÃO, NUNCA A VETORIZAÇÃO DE DESENHOS CHEGARÁ PERTO DO TRAÇO LIVRE DE UM ARTISTA, COMO O BEI SHAOLIN DISSE: “perderam seu brilho”

        MAS, MESMO ASSIM, CONTINUAM DANDO VIDA A ESTE UNIVERSO MARAVILHOSO CRIADO PELO GRANDE MAURÍCIO DE SOUZA.

        MINHA ESPERANÇA É QUE VOLTEM A FAZER ANIMAÇÕES PRESERVANDO OS TRAÇOS DOS ARTISTAS E USANDO AS TECNOLOGIAS DE MANEIRA MAIS ADEQUADA.

        AGRADEÇO MAIS ESTE PRESENTÃO E FORTE ABRAÇO AOS AMIGOS!

    • Don Costa  Disse:

      Amigos Joel, Shaolin e Marcos.
      O apoio à produção de animação no Brasil é nula. Apenas produtores com mais cacife como Maurício de Sousa conseguem lançar alguma coisa. Ainda assim, somente depois de anos de sucesso com seus personagens nos quadrinhos no Brasil e no exterior. Os demais ficam jogados à própria sorte e tem de enfrentar sozinhos a concorrência dos gigantes internacionais do setor. Um caso se tornou notório. Lembram-se da animação brasileira “Cassiopéia” (1996)? Ainda hoje ela disputa com “Toy Story” (1995) a primazia de ser a primeira animação de longa metragem feita inteiramente em computador. Se por um lado a criação americana foi lançado mais de três meses antes e contou com uma melhor qualidade geral, a produção brasileira não necessitou de nenhum scaneamento de modelos criados em argila para compor seus personagens, basicamente esféricos, quadrados e cônicos, sendo tudo criado, em todas as etapas, por simples computadores 386 e 486 disponibilizados para o projeto. A briga foi ingrata. Uma maciça campanha da gigante americana divulgando o “primeiro desenho animado inteiramente computadorizado”, lançado pouco antes do natal em vários países, com nomes de peso no elenco, contra um produtor independente que conseguiu, aos trancos e barrancos, exibir seu filme em algumas poucas salas de cinema, meses depois, quase sem nenhuma divulgação. Obviamente, “Toy Story” tornou-se um enorme sucesso, com várias sequências e produtos licenciados, enquanto “Cassiopéia” é absolutamente desconhecida por pessoas de fora do meio cinéfilo, ficando totalmente esquecida e com o projeto de sua sequência interrompido no início da década passada. Perguntado em uma rara entrevista sobre o porque do cancelamento da sequência, o produtor bastante desiludido foi direto: “_Não vale a pena!”.
      “Cassiopéia” pode ser encontrada em canais no youtube e em sites de torrents, sempre com qualidade.de imagem média ou baixa.
      Ninguém aposta em uma restauração em alta definição desse verdadeiro tesouro da história da animação brasileira.
      É triste, mas é a realidade da animação no país, e da (pouca) memória das antigas produções da sétima arte no Brasil.
      Muito obrigado pelo resgate desta excelente animação, Shaolin.
      Um grande abraço à todos.

      • Bei Shaolin  Disse:

        Olá amigo Don.
        Nos anos 90 cheguei a alugar Cassiopéia em VHS, acho até mesmo que era uma capa do estilo 3D, bem legal. Tempo atrás recordei desse caso “Cassiopéia Vs Toy Story” quando conversara com meu primo também cinéfilo.
        Abraço amigo.

        • Don Costa  Disse:

          Pois é, amigo Shaolin.
          Pesquisando em todos os lugares em que o filme “Cassiopéia” está disponível, e foram poucos, a qualidade encontrada não ultrapassava os 360p, equivalente à de um VHS. O filme, que se não é uma referência mundial por seu pioneirismo, tem, no mínimo, relevante importância para a história do cinema brasileiro, jamais foi restaurado para lançamento em DVD, mídia em que qualquer pornô vagabundo pode ser encontrado hoje em dia.
          E viva o Brasil.
          Grande abraço.

  • Danilo Moura  Disse:

    Boa tarde Bei Shaolin,

    Qual a qualidade do seu arquivo de A Princesa e o Robô?
    Tenho aqui em casa uma versão que baixei em 2010 que, acredito, já ter recebido um leve ajuste na imagem (VHS Rip)

    Veja como que esta:
    https://1drv.ms/i/s!AkMamv2oAxSeiRy14nwpI1UmFAxs

Deixe uma resposta