AURORA (Legendado) – 1927

SUNRISE: A SONG OF TWO HUMANS – 1927

DRAMA – ROMANCE

DIREÇÃO: F.W. Murnau

ROTEIRO: Carl Mayer e Hermann Sudermann

IMDb: 8,3 http://www.imdb.com/title/tt0018455/

LEGENDADO

Postado por Carl Squall

Formato: MP4

Qualidade: BRRip 720p

Tamanho: 706 Mb

Duração: 95 min.

Legendas: Português SRT/IDX/SUB

Áudio: Mudo

Servidor: Mega (Parte única)

Uploader: Carl Squall

Parte Única: AURORA

Durante as férias de verão, uma excursão vinda da cidade chega a um bucólico vilarejo situado às margens de um lago. Fazia parte dessa excursão uma mulher que, semanas após todos regressarem à cidade, permaneceu no vilarejo porque havia se tornado amante de um fazendeiro.

Numa noite, a mulher da cidade se encontra com o fazendeiro. Em meio a beijos, ela pede a seu amante que venda a fazenda e que venha a viver com ela na cidade. Eles, então, tramam matar a esposa dele afogada, simulando um acidente.

Na manhã seguinte, o fazendeiro convida sua esposa para um passeio de barco. Durante o passeio, ele parte, ameaçadoramente, em direção a ela. A esposa, percebendo a real intenção de seu marido, se coloca em posição de clemência. Ele, então, desiste de matá-la e rema até a margem.

Em terra, a esposa foge e entra num bonde, seguida pelo marido. Chegam à cidade e logo entram em uma igreja onde está sendo celebrada uma cerimônia de casamento. As palavras do padre parecem dirigidas a eles, o que os leva à reconciliação.

Saem para passear. Primeiro chegam a um salão de beleza, depois tiram uma fotografia e, por fim, entram em um parque de diversões.

Enquanto isso, a mulher da cidade, que ficou no vilarejo, marca, na seção de classificados de um jornal, uma nota de alguém que anuncia interesse em comprar fazendas à vista.

O casal, ainda no parque de diversões, após capturar um porquinho fugitivo, baila Dança Camponesa, um dos nove movimentos compostos por Felix Mendelssohn como música incidental para a peça teatral Sonhos de uma noite de verão, do dramaturgo William Shakespeare.

O casal toma um bonde até o lago e inicia o regresso a casa em um barco.

Uma forte tempestade cai e agita as águas do lago. Quando o barco começa a balançar violentamente, o marido amarra no corpo de sua esposa dois feixes de seixos, para que, no caso de ela ser lançada na água, possa usá-los como boia.

A tempestade aumenta e o barco vira. Ao cessar a chuva, o marido consegue atingir a terra firme, ileso, mas não encontra sua esposa. Todos do vilarejo saem em seus barcos para auxiliar o fazendeiro desesperado na busca pela esposa, porém tudo com o que se deparam são os seixos espalhados, boiando sozinhos na superfície do lago.

Toda essa tentativa de resgate é assistida de longe pela mulher da cidade, que pensa tratar-se da concretização do plano que ela tramou em conjunto com o fazendeiro.

O fazendeiro chega amargurado em casa, onde é chamado pela mulher da cidade. Ele a persegue e, alcançando-a, começa a agredi-la. É interrompido pelos gritos de uma empregada que lhe avisa que sua esposa fora encontrada viva, boiando agarrada a um dos feixes de seixos.

Na aurora do dia seguinte, a mulher da cidade vai embora do vilarejo, enquanto o casal, ao lado de seu filho lactente, se beija apaixonadamente.

CURIOSIDADES

– Um dos mais importantes filmes da cinematografia mundial, e o até então mais caro lançado pela Fox Film Corporation, Aurora foi laureado com três Oscar em 1929.

– Recebeu, em 1989, a classificação de significância histórica, estética e cultural pela Biblioteca do Congresso dos Estados Unidos e foi selecionado para preservação pelo British Film Institute.

– Numa pesquisa feita entre críticos para este mesmo instituto, Aurora foi considerado o sétimo maior filme da história do cinema, ao lado de O encouraçado Potemkin, do cineasta soviético Sergei Eisenstein.

– Em 1967, a revista Cahiers du Cinéma escolheu Aurora como “a maior obra-prima da história do cinema”

George O’Brien – fazendeiro

Janet Gaynor – esposa

Margaret Livingston – mulher da cidade

Bodil Rosing – empregada do fazendeiro

Gibson Gowland – motorista raivoso que retira o casal da rua

Gino Corrado – gerente do salão de beleza

Ralph Sipperly – barbeiro

Jane Winton – manicure

Arthur Housman – homem importuno no salão de beleza

J. Farrell MacDonald – fotógrafo

Barry Norton – dançarino

Sidney Bracey – diretor do salão de baile

Sally Eilers – mulher no salão de baile

Phillips Smalley – garçom

Fletcher Henderson – músico

Eddie Boland

Clarence Wilson

Bob Kortman

Harry Semels

# Direção: F. W. Murnau

# Produção: William Fox, da Fox Film Corporation

# Roteiro: Carl Mayer e Hermann Sudermann

# Cinematografia: Charles Rosher e Karl Struss

# Música: Hugo Riesenfeld

# Edição – Harold D. Schuster

# Direção de arte: Rochus Gliese

# Assistente de direção: Hermann Bing

# Assistente de direção de arte: Alfred Metscher e Edgar G. Ulmer

# Efeitos especiais: Frank Williams

# Assistente de câmera: Hal Carney, Stuart Thompson e Frank Powolny

# Gênero: drama romântico

# Duração: 95 minutos

# País de origem: Estados Unidos

# Formato: preto e branco, mudo com sons ambientes

 

Um comentário para AURORA (Legendado) – 1927

  • facebook_ailton.salessantos.9  Disse:

    Mais um do F.W. Murnau para minha coleção. Valeu, Carl.

Deixe uma resposta