AS AVENTURAS DE BATMAN E ROBIN: O GAROTO PRODÍGIO (TETRA ÁUDIO / 480P) – 1968-1969

THE ADVENTURES OF BATMAN – 1968-1969
EUA
ANIMAÇÃO – AÇÃO – AVENTURA
DIREÇÃO: Anatole Kirsanoff, Hal Sutherland
ROTEIRO: Dennis Marks, George Kashdan, William J. Keenan (+8)
IMDb: 7,5 https://www.imdb.com/title/tt0062544/

DVD-R 480P – TETRA ÁUDIO – DUBLAGEM HERBERT RICHERS – SÉRIE COMPLETA

Postado por Douglas Rutkoski


Formato: ISO
Qualidade:
DVD-R 480p
Tamanho:
7, 55 GB
Duração:
22 min. – Média por ep.
Legendas:
Português, Inglês, Francês – Selecionáveis
Áudios:
Português (Dublagem Herbert Richers), Inglês, Espanhol, Português – Selecionáveis
Servidor:
Uptobox (16 partes RAR – Disco 1) / Uptobox (14 partes RAR – Disco 2)
Uploader: Douglas Rutkoski

PASTA COM OS ARQUIVOS (DISCO 1): AS AVENTURAS DE BATMAN E ROBIN: O GAROTO PRODÍGIO
PASTA COM OS ARQUIVOS (DISCO 2): AS AVENTURAS DE BATMAN E ROBIN: O GAROTO PRODÍGIO

Em 1968, dividindo a tela com o Superman e Superboy em “The Batman / Superman Hour”, o morcego fazia sua estréia nos desenhos animados. No ano seguinte, a Filmation estreou uma versão de 30 minutos de tal atração, conhecida como “As Aventuras de Batman e Robin, o Garoto Prodígio” (“Batman with Robin The Boy Wonder”). Também conhecida nos EUA como “The Adventures of Batman” (“As Aventuras de Batman”), o programa consistia em aventuras anteriormente exibidas com os super-heróis da DC Comics: Batman, Robin, Batgirl e alguns de seus inimigos clássicos em 34 episódios, com 12 minutos de duração cada.




Casey Kasem – Dick Grayson
Ted Knight – Commissioner Gordon
Olan Soule – Batman
Jane Webb – Barbara Gordon

11 comentários para AS AVENTURAS DE BATMAN E ROBIN: O GAROTO PRODÍGIO (TETRA ÁUDIO / 480P) – 1968-1969

  • luiz_henrique_br  DISSE:

    Muito legal.

  • telaman  DISSE:

    A constar, esta animação teve duas dublagens: a primeira, da AIC-SP, com as vozes dos dubladores da série dos anos 1960. E a segunda, da Herbert Richers, com as vozes do dubladores do desenho dos anos 1990.

    • Don Costa  DISSE:

      Obrigado pela informação, marujo Telaman.

      Postagem já atualizada.

      Abraços.

  • Lego  DISSE:

    Super clássico, obrigado, Douglas Rutkoski.

  • Augusto Bisson  DISSE:

    O telaman está certo, Don Costa e Any Sousa. A dublagem clássica foi da AIC-SP, com os mesmos dubladores da série filmada. Há um pequeno trecho dela “vocês sabem onde”. Se esta versão é da Herbert, é redublagem.

    • Douglas Rutkoski  DISSE:

      Augusto Bisson É uma redublagem, mas não deixa de ser clássica.

      • Augusto Bisson  DISSE:

        Bem, vc pode chamar de “redublagem clássica”, então..

        • Douglas Rutkoski  DISSE:

          Augusto Bisson Eu pensei em colocar assim, mas não sabia se o Don Costa iria permitir.

          • Don Costa  DISSE:

            Bom dia, Douglas.

            A definição de uma dublagem clássica é uma discussão sem fim e, em muitos casos, jamais se chega à um consenso. Então, resolvemos considerar como “clássica” a primeira dublagem feita para cada filme, uma vez que a data é o único elemento realmente mensurável que poderíamos usar como uma referência confiável.

            Para efeito de cadastro no Tela, a primeira dublagem sempre será a clássica. Mas na sensibilidade do espectador, cada um tem a sua.

            Abraços.

    • Don Costa  DISSE:

      Obrigado pela informação, Augusto.

      A postagem já foi atualizada.

      Abraços.

PARTICIPE DA DISCUSSÃO, MAS ANTES DE COMENTAR CLIQUE AQUI E LEIA NOSSAS REGRAS DE COMENTÁRIOS. Saiba que todos os comentários são moderados, nós nos reservamos o direto de publicá-los ou não. É proibido divulgar endereço de sites, blogs, fóruns que não sejam de parceiros ou de colaboradores do Tela de Cinema. Nós não permitimos a publicação de links de arquivos nos comentários, para colaborar acesse o menu do blog e procure pela opção COLABORE CONOSCO, ou clique aqui. Nós não recomendamos a divulgação de emails nos comentários, faça isso por sua conta e próprio risco.