ARMADURA DE DEUS (Tri áudio) – 1986

LONG XIONG HU DI – 1986
AÇÃO – AVENTURA – COMÉDIA
DIREÇÃO: Jackie Chan, Eric Tsang
ROTEIRO: Barry Wong, Edward Tang
IMDb: 7,0
http://www.imdb.com/title/tt0091431/

DUBLADO – TRI AÚDIO – VERSÃO EXTENDIDA

Postado por Don Costa


Formato: MKV
Qualidade: BRrip 720p,(1280*688) 1,85:1, AVC, 29,970 fps, 4000 kbps
Tamanho: 4.04 GB
Duração: 97 min.
Legendas: Português (nas cenas preenchidas com áudio original Chinês) / Português (completo) / Inglês [selecionáveis]
Áudio 1: Português (dublagem Wood Vídeo) Português – 32,0 KHz, A_AC3, 16 Bits, 2 canais, 192 kbps
Áudio 2: Mandarim (Chinês) – 48,0 KHz, DTS, 16 Bits, 6 canais, 1509 kbps
Áudio 3: Inglês – 32,0 KHz, A_AC3, 16 Bits, 2 canais, 192 kbps
Servidor: 4Shared (amostra 55 seg. de vídeo) Mega (filme, dividido em 17 partes)
Créditos pelo áudio: C.Taxi Driver
Uploader e remasterizador: Don Costa

NOTA DO REMASTERIZADOR: Esta é a versão original Chinesa com 97 minutos. O áudio dublado em português possui 38 cortes, totalizando 16 minutos, já que era de um TV-rip baseado na versão da Miramax que já contava com, somente, 88 minutos. Os cortes variavam de poucos décimos de segundo a quatro minutos ininterruptos. Esses cortes incluem diálogos, que foram preenchidos com o áudio original chinês e legendados. Infelizmente, como as trilhas sonoras das versões são completamente diferentes, incluindo-se aí as “músicas de fundo”, ficou impossível fazer uma mixagem de alta qualidade com os programas amadores que possuo. O resultado ficou somente razoável, porém os áudios em inglês e chinês não possuem cortes e estão com excelente qualidade.

ATENÇÃO: Para baixar pelo 4Shared é necessário se cadastrar.
Clique aqui e aprenda a se cadastrar no 4Shared.


AMOSTRA DE VÍDEO: ARMADURA DE DEUS

Parte 01: ARMADURA DE DEUS
Parte 02: ARMADURA DE DEUS
Parte 03: ARMADURA DE DEUS
Parte 04: ARMADURA DE DEUS
Parte 05: ARMADURA DE DEUS
Parte 06: ARMADURA DE DEUS
Parte 07: ARMADURA DE DEUS
Parte 08: ARMADURA DE DEUS
Parte 09: ARMADURA DE DEUS
Parte 10: ARMADURA DE DEUS
Parte 11: ARMADURA DE DEUS
Parte 12: ARMADURA DE DEUS
Parte 13: ARMADURA DE DEUS
Parte 14: ARMADURA DE DEUS
Parte 15: ARMADURA DE DEUS
Parte 16: ARMADURA DE DEUS
Parte 17: ARMADURA DE DEUS


Vilões sequestram a ex-namorada de Jackie e atual namorada do seu amigo cantor, que não hesita em pedir sua ajuda para resgatá-la. Porém, eles devem primeiro encontrar a lendária Armadura de Deus, que foi exigida como pagamento pelo resgate.

– Jackie Chan e o roteirista Edward Tang sempre foram fãs de Steven Spielberg. Por isso fizeram essa “homenagem” a Indiana Jones, na qual o astro faz Asian Hawk, um caçador de tesouros e aventuras.

– Durante uma cena do filme, Jackie Chan caiu de uma árvore e abriu o crânio. O acidente provocou hemorragia no cérebro. Os fragmentos de seu crânio tiveram de ser retirados do cérebro e desde este dia ele usa uma placa metálica na cabeça. Este foi sem dúvidas o acidente mais sério que Jackie já teve. A altura da árvore era de mais ou menos nove metros, e Jackie caiu de cabeça numa pedra. Se o resgate não fosse imediato, Jackie provavelmente teria morrido. O pior de tudo é que Jackie já tinha conseguido fazer esta cena, mas como ele não gostou da primeira tomada, resolveu repetir a cena para ficar perfeita. Jackie Chan também ficou com surdez parcial no ouvido direito, ao cair da árvore. As cenas do acidente aparecem nos créditos finais.

– O filme é o primeiro de uma trilogia que continuou com “Armour of God II – Condor Operation” (1991), e “Armour of God III – Chinese Zodiac” (2012). Este último seria, também, o último filme de ação protagonizado pelo ator, nas palavras do próprio Jackie Chan, que estaria se aposentando deles para atuar somente em papéis dramáticos. Em 2013, o ator mudou de ideia e deixou o futuro em aberto.

– Além do próprio Asian Hawk (Jackie Chan), o único outro personagem que aparece também na sequência deste filme (Armour of God II – Operação Condor – Um Kickboxer Muito Louco – 1991) é o Barão Bannon (Bozidar Smiljanic).

– Armadura de Deus foi filmado em partes da então Iugoslávia : Zagreb , Trnje , Croácia e Eslovênia. Também ocorreram filmagens na Áustria , França, Espanha e Marrocos.

– Nos Estados Unidos , Armadura de Deus não foi lançado nos cinemas. Já, Armadura de Deus II: . Operação Condor (1991) , foi lançado com o título simplificado de “Operação Condor” . Devido ao grande sucesso dessa sequência, “Armadura de Deus” foi posteriormente lançado direto em DVD, pela Miramax Films , mas o título foi alterado para “Operação Condor 2: A Armadura dos Deuses”, apesar de ser o primeiro filme da trilogia. Isso causa uma enorme confusão até hoje sobre as nomenclaturas dos dois filmes em todo o continente americano. Uma nova trilha sonora foi criada para esta versão , bem como uma nova dublagem (com a participação de Chan).

– Nove minutos de cortes foram feitos para a versão Miramax.

– Além de ator, diretor, produtor e roteirista, Jackie Chan, é cantor, possuindo uma extensa carreira de quase 30 anos, com mais de 20 álbuns lançados. Tanto ele, quanto o ator Alan Tam, que também é cantor, cantam todas as músicas da trilha sonora do filme. Todas as músicas originais podem ser apreciadas no áudio chinês, já que o áudio da dublagem em português possui uma trilha sonora diferente.

– Este é o terceiro filme em que a atriz Lola Forner atua ao lado de Jackie Chan. Os outros foram “Projeto A” (1983) e “Detonando em Barcelona” (1984). A atriz foi coroada Miss Espanha em 1979.

– Em 1986 Jackie Chan ainda não era muito conhecido no ocidente, mas já era um astro consagrado no oriente, contando com uma forte ação de marketing em todos os seus filmes a partir da década de 80. Os exemplos neste filme são a marca de cerveja japonesa Kirin, cuja lata o personagem bebe logo no início do filme numa situação inusitada, e a montadora japonesa Mitsubishi, que mantém uma parceria de três décadas com o ator, fornecendo automóveis para os filmes de maneira quase exclusiva.

– Devido à dificuldade apresentada em interpretar textos em outra língua no início da carreira, e aproveitando os recursos de dublagem, Jackie Chan utilizava uma metodologia pouco usual no cinema ocidental, quando o filme continha atores de várias nacionalidades em seu elenco. Cada um interpretava as suas falas em sua língua nativa, ou em inglês, caso se sentisse à vontade com essa língua. Depois, os atores eram dublados de acordo com o mercado em que fossem lançados. Dessa forma, não existe uma versão deste filme em que todos os atores são mostrados com as próprias vozes ao mesmo tempo. Mesmo assim, Jackie Chan tenta, sempre que possível, dublar a ele mesmo quando o áudio é em Cantonês, Mandarim, Japonês ou Inglês.


Jackie Chan … Asian Hawk
Alan Tam … Alan
Rosamund Kwan … Lorelei
Lola Forner … May
Bozidar Smiljanic … Bannon


# país: Hong Kong | Yugoslavia
# duração original: 88 min
# estúdio: golden Harvest Company, Golden Way Films Ltd., Jadran Film, Paragon Films Ltd.
# distribuidora: Golden Harvest

32 comentários para ARMADURA DE DEUS (Tri áudio) – 1986

  • Juninho Torres  Disse:

    Caríssimo Don Costa, como assim razoável? cara está é MUITO BOM, bom mesmo de verdade, eu sei o trampo que da “tapar os buracos” dos cortes na dublagem, temos é que te agradecer pelo seu tempo dedicado e por este presentão em qualidade excelente, E agradecer também ao C.Taxi Driver pelo Rip da Rede Globo. Post Exclusivo, Obrigado Amigos Don Costa, C.Taxi Driver

    • Don Costa  Disse:

      Amigo Juninho.
      Obrigado pelo apoio. A classificação da remasterização como “razoável” se dá devido ao meu próprio grau de exigência na qualidade dos arquivos. Se tem uma coisa que me deixa fulo é encontrar um arquivo na internet cuja qualidade é classificada como “vídeo:10”, “áudio:9” e, quando você baixa, é um “TS” gravado diretamente da sala do cinema, com um celular, onde a imagem fica tremendo o tempo todo, com gente passando na frente e gritaria na platéia. Não sei como alguém consegue assistir à um filme assim.
      Sou exigente com a classificação dos filmes e ela evolui junto com a tecnologia. Muito antigamente, pra mim, um “vídeo:10” era oriundo de uma antena bem localizada. Depois eram os das parabólicas analógicas. Em seguida, foi o VHS. Na década de 90 veio o DVD. Hoje, um “vídeo:10”, pra mim, só acima de 720p. “Áudio:10”, só a partir de 6 canais. Seguindo esta classificação, agrado àqueles que, como você, entendem as dificuldades de se atingir uma grande qualidade com ferramentas amadoras, e não decepciono àqueles que procuram qualidade total nos arquivos, mesmo sem entenderem a dificuldade de se atingir essa qualidade.
      Mas entendo perfeitamente o que você quer dizer. Alguns áudios são tão difíceis de se achar que a simples postagem deles, ou de suas remasterizações, já são dignas de comemoração. Neste caso não foi o áudio em si, mas a versão completa do filme dublado, que na verdade não existe.
      Muito obrigado pelas palavras, e um abração ao C. Taxi Driver, cuja postagem do áudio desse filme eu peguei aqui mesmo no Tela.
      Abraços.

  • james  Disse:

    qual a senha para descompactar?

    • Don Costa  Disse:

      Oi james.
      Desculpe-me pela falha. A senha para descompactar é a senha padrão do site:

      teladecinema.net (tudo minúsculo e não se esqueça do ponto).

      Outras pequenas correções nos dados são:
      O arquivo não é AVI e sim MKV;
      O tamanho não é 4.04MB e sim 4,04GB;
      O nome da atriz (Miss Espanha 1979) que atua em três filmes de Jackie Chan é Lola Forner e não Lola Former;
      E os dados técnicos dos áudios são os seguintes:
      Português – 32,0 KHz, A_AC3, 16 Bits, 2 canais, 192 kbps;
      Mandarim (Chinês) – 48,0 KHz, DTS, 16 Bits, 6 canais, 1509 kbps;
      Inglês – 32,0 KHz, A_AC3, 16 Bits, 2 canais, 192 kbps.
      Dessa vez bati o recorde de erros. Terminei a postagem de madrugada, então já viu né?
      Mais uma dessas e vão me banir do Tela.
      Grande abraço

      • Wagner S.  Disse:

        Obrigado Don, informações atualizadas.

        • Don Costa  Disse:

          Não dou folga pro Wagner nem no carnaval.
          O Marcos F. foi mais esperto e já pulou fora por uns 15 dias.
          Grato pela atenção, Wagner.
          E bom carnaval.

  • HimuRyu  Disse:

    Excelente Postagem amigo. Parabéns. Tb fiquei confuso na hora da senha, mas foi só se ligar em postou, e fui nos outros posts do Sparrow, vi lá “teladecinema.net”, arrisquei, e… já está em mídia, kkk. Qualidade 1000.

  • Alan kardec  Disse:

    Show otimo mesmo qual a senha amigo

  • Takeshi  Disse:

    Muito obrigado pelo esforço, de qualquer forma este é o melhor lançamento que Armour of God teve no Brasil, pode apostar que sim! Pois o DVD à venda é uma porcaria.

    • Don Costa  Disse:

      Amigo Takeshi.
      É lamentável a baixa qualidade no tratamento dos DVDs e Blurays lançados no Brasil. Não só na apresentação, embalagem e extras, como também no próprio filme em si. E uma das piores empresas neste sentido é a Miramax.
      Sempre ouvi falar muito mal desta empresa e de seus lançamentos, no que diz respeito ao péssimo tratamento dado aos DVDs, mas não imaginava que era tanto. Como o único arquivo em 720p que eu tinha encontrado na versão completa era em Mandarim, baixei um arquivo em inglês da Miramax para facilitar a visualização gráfica do áudio na remasterização, já que é bem mais difícil sincronizar os gráficos estando um deles em Mandarim (alguns fonemas são bastante esticados em determinadas palavras, o que torna o gráfico delas totalmente deslocado). Utilizei somente nos pontos compatíveis. Mesmo assim não sincronizava de jeito nenhum. Depois de horas de tentativas, fui verificar o que parecia ser impossível. Que o áudio do próprio dvd da Miramax estivesse dessincronizado. Pior que estava. Em alguns casos chegava a absurdos 0,3 segundos.
      Não sei se o erro ocorreu durante a ripagem do dvd, ou se ele foi produzido e lançado assim mesmo. Como a assincronia era variável, estou propenso a acreditar na segunda opção.
      E a reputação da MIramax me dá motivos para isso.
      Não sei se a empresa é a responsável direta pela distribuição deste DVD aqui no Brasil, mas a sua descrição dele me leva a crer que sim.
      Isso só aumenta a nossa satisfação em suprir uma demanda que é ignorada por essas empresas. A de distribuir filmes com qualidade, respeitando os fãs e amantes de cinema.
      Um grande abraço.

  • Shurat0  Disse:

    tenho dois audios que acredito estar mais completos

    quem quizer refazer

    http://zjlnmnk6mq.1fichier.com ja esta em rmz com cortes

    http://3zb0j5c6ae.1fichier.com dublagem do sbt pra preencher as partes do audio da globo

    sem mais obrigado

    • facebook_don.costa.5243  Disse:

      Muito obrigado pelos áudios, Shurat0.
      Vou verificá-los e, caso estejam pelo menos um pouco melhores do que esse que eu utilizei, eu refarei a RMZ e postarei o arquivo novamente com a adição destes novos áudios.
      Mas não recomendo a mesclagem das dublagens (Globo e SBT). É comum um mesmo filme ser redublado quando muda de emissora e, caso isso tenha acontecido com esse filme também, ficaria muito estranho ter os atores com uma voz em um trecho do filme e com outra voz em outro trecho.
      Mas vou verificar.
      Um grande abraço.

  • Tony Montana  Disse:

    Muito Obrigado Don Costa!

    Forte abraço!

    • facebook_don.costa.5243  Disse:

      Grato Tony.
      Todos os filmes de Jackie Chan merecem ser assistidos em alta definição.
      E o fã clube do ator só cresce a cada dia.
      Exemplo de profissional e de ser humano.
      Bom divertimento
      Abraços.

  • Hinotojr  Disse:

    Bom mesmo vai ser o dia que alguém tiver o áudio desse filme quando foi exibido na globo em 1996-1998, na qual o Carlos Takeshi dublou o Jackie Chan.
    😐

    • facebook_don.costa.5243  Disse:

      Olá Hinotojr.
      Sempre há esperança de que alguém tenha gravado.
      Já apareceram áudios ainda mais raros e antigos por aqui.
      Além disso, todos os dias surgem novos dados de áudio e vídeo na rede, principalmente por torrent.
      Uma hora aparece. E aí a gente faz um multiáudio desse arquivo.
      Grande abraço.

      • HInotojr  Disse:

        Multi áudio:
        MarshMallow – Rede Globo – Carlos Takeshi
        Wood Video – Rede Globo (últimas exibições) – Silvio Giraldi
        Engedix – DVD – Tatá Guarnieri
        Herbert Richers – SBT – Marcio Simões…
        Aí vai ser de chorar! iudsahsiaudhdahdusai.

  • farra4ever  Disse:

    Obrigado.

  • renan  Disse:

    Adoro esse filme com essa qualidade e trial audio, é fantástico o trabalho! E muito obrigado por disponibilizar e compartilhar este maravilhoso trabalho conosco!! abçs

    • Don Costa  Disse:

      Obrigado pelo comentário, Renan.
      Uma pena que não exista uma única dublagem inteira desta versão completa do filme. Todas as que eu encontrei continham vários cortes.
      Mas continuarei procurando. Uma hora ela aparece.
      Abraços.

  • Zachary Foxx  Disse:

    Dom, blz?

    Seguinte, esse filme está no Netflix agora e pelo que vi é a versão completa, comparando com o que diz este site:

    http://www.movie-censorship.com/report.php?ID=1303

    O grande problema é a qualidade da imagem…. acho que digna de DVD ou menos…. será que rola incluir no seu release já que o source é um BD?!?!?!

    • Don Costa  Disse:

      Boa tarde, amigo Zachary.
      Se você der uma passada pelas minhas postagens, notará, pelas datas, que muitas delas estão sendo atualizadas. Sempre aparece um áudio á mais, uma legenda extra ou um vídeo melhor. Ou então eu lanço apenas uma redução nos arquivos muito grandes, facilitando a vida de quem tem uma internet muito lenta. E Armadura de Deus estava na lista de atualizações para as próximas semanas.
      Essa notícia da Netflix é muito boa, pois é uma dublagem difícil de se encontrar. Aliás, eu nem sabia que existia essa dublagem da versão completa. Os cortes indicados no link que você informou estão corretos. Inclusive, só existem três versões deste filme. A completa (97 min), a da Miramax (88 min) e as versões ainda mais cortadas das tvs abertas.(entre 78 e 81 min).
      Se essa versão da Netflix tiver por volta de 97 min, não tenha dúvidas de que é a completa.
      Eu não assino a Netflix, mas se você, ou qualquer outro marujo que for assinante, pegar esse filme e mandar ele pra mim, eu farei um tetra áudio na atualização desta postagem. Pode ser enviado somente o áudio dublado, se preferirem.
      Obrigado pela colaboração.
      Grande abraço.

      • takeshi  Disse:

        A Netflix também me pegou de surpresa, distribuição da Sato Company de Armour of God tá todo dublado. E um outro filme que está completo na Netflix é o Kung Fu Futebol Clube (Shaolin Soccer), a versão integral, sem cortes, original de Hong Kong, mas com opção da dublagem completa em português, que infelizmente não tem em DVD, não tem Blu-ray. Não sei se é possível fazer um RMZ.

        • Don Costa  Disse:

          Olá amigo Takeshi.
          Esse vídeo em alta definição na versão completa de “Armour of God” também não existia no ocidente, e eu só fui encontrá-lo em um torrent chinês. Pode ser que eu consiga a mesma coisa com “Shaolin Soccer”. Também sempre existe a possibilidade de surgir um HDTV ou WEB-DL com uma qualidade tão boa quanto um Blu-ray. Garanto pra você que é muito mais difícil de se conseguir uma dublagem do que um vídeo HD. Então, se você possuir essa dublagem da versão completa desse filme, mande-a pra mim (doncosta10@gmail.com) que eu vou correr atrás de um HD-rip da mesma versão. Se ela existir, eu faço a RMZ e posto aqui para os amigos do Tela.
          Até hoje eu só assisti à dois filmes de Stephen Chow. “Shaolin Soccer” (2001) e o ainda mais sensacional “Kung Fu Hustle” (2004). Esses filmes merecem ser prestigiados com a melhor imagem possível. Para mim, são verdadeiras obras de arte do cinema.
          Um grande abraço e Feliz 2015

        • Wagner S.  Disse:

          Eu não sabia que a versão do Shaolin Soccer postada no netflix era a integral, aproveitei e já mandei pro seu email Don. Agradeço pelo aviso Takeshi 🙂
          Feliz 2015 prá vocês!

      • Wagner S.  Disse:

        Oi Don, mandei o áudio pro seu email. Abraço!

        • Don Costa  Disse:

          OOOOOBBBBBAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAA!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!
          Por isso que o Tela de Cinema é o melhor lugar para compartilhamento na internet. Todo mundo colabora.
          Assim fica fácil.
          Obrigado pelo áudio, amigo Wagner.
          Nas próximas semanas teremos uma postagem atualizada.
          Grande abraço.
          E um Feliz 2015.

          • Zachary Foxx  Disse:

            Passando para registrar apoio moral para um novo arquivo com o áudio em Port completo :P!

            Don, gostaria de saber se pode me dar umas dicas sobre sincronização de áudio dublado com “fps” diferente.

          • Don Costa  Disse:

            Amigo Zachary. O filme já foi remasterizado e está em processo de “upagem” (às vezes eu fico inventando sufixos para essas palavras ainda sem regras oficiais na língua portuguesa), ou se preferir, upação (vixe…), upamento (aff…), uparagem (arrgh…) ou, a insuperável, uparagementação (credoincruiz…)!!! Minha internet é lenta, mas esta semana já teremos uma nova postagem tetra-áudio para este filme.
            Com relação às dicas, não sou a pessoa mais indicada para dá-las, pois tenho um conhecimento muito limitado na área. Por exemplo, eu nunca mexo no vídeo de um arquivo. Nas vezes em que tentei acabei estragando o vídeo. A partir de então, eu procuro fontes de alta qualidade de vídeo e trabalho quase que exclusivamente no áudio para a remasterização. A única exceção é a diminuição da bitragem em vídeos de tamanho muito grandes utilizando o MediaCoder.
            Os grandes remasterizadores do site, incluindo-se aí Marcos F., Lilbarby, @c3rvo, NildoAlves, D3SIGN3R – só para citar alguns – utilizam programas complexos que trabalham tanto o áudio quanto o vídeo de forma que, tendo um grande conhecimento sobre o funcionamento pleno dos programas, consegue-se concluir a tarefa com uma mão de obra menor que a que utilizo nos meus programas que são mais simples. No meu caso, como a operação no programa utilizado é quase artesanal, a mão de obra é muito maior, assim como o tempo despendido na execução da tarefa.
            Um programa que tem uma reputação muito boa na tarefa de mudar FPS de arquivos é o UsEac3To. Há tutoriais sobre ele facilmente encontrados até no youtube. Ele faz a alteração automaticamente depois de preencher alguns poucos dados nos campos específicos. Porém, quando tentei utilizá-lo eu consegui alterar o fps de 23976 para 24000 ou 25000, mas não consegui fazer a operação contrária. Como quase sempre os vídeos de alta qualidade que uso como base nas remasterizações possuem 23976 fps e os áudios de tv-rips ou vhs-rips possuem 24000 ou 25000 fps, o programa não serviu para mim, uma vez que eu trabalho apenas nos áudios e não nos vídeos. Neste contexto eu teria de modificar o fps do vídeo HD prejudicando a sua qualidade.
            No meu caso, para alterar o fps do tv-rip ou vhs-rip, eu utilizo o Audacity, que é o meu programa principal para trabalhar áudios. Mas a mão de obra é grande.
            Em primeiro lugar, você deve ter a certeza de que ambos os arquivos são absolutamente iguais, com exceção do fps. Isso quer dizer que devem ter as mesmas cenas (versão do cinema, versão do diretor, versão estendida, etc.), a mesma abertura (vinhetas da produtora, distribuidora, etc) e mesmo encerramento (créditos finais, cenas escondidads, etc.).
            Depois, abra o programa e importe os dois áudios, um do arquivo de referência (geralmente em inglês) e o outro que terá o FPS alterado. Caso aja alguma diferença entre os arquivos, eles devem ser igualados manualmente no próprio programa, ajustando as cenas ou cortando/adicionando partes. Uma vez que os dois áudios estejam iguais no conteúdo, podemos alterar o FPS de um deles. Mas o Audacity não faz isso automaticamente, e sim de forma indireta. O truque aqui é utilizar uma ferramenta chamada “Alterar Tempo”, na aba “Efeitos”. Selecione o áudio do arquivo de referência. Clique na aba “Efeitos” e clique em “Alterar Tempo”. Vai abrir uma caixa onde é informado o tempo exato do áudio em segundos e décimos de segundo. Para um filme de 1h47min58s21ds aparecerá assim: 6478,21 (seis mil, quatrocentos e setenta e oito segundos e vinte e um décimos), tanto no campo “de” quanto no campo “para”. Copie esse número. Depois feche esta caixa e selecione o áudio que terá o FPS alterado. Novamente clique na aba “Efeitos” e em “Alterar Tempo”. Na caixa que abrir aparecerá o tempo total do áudio. Digamos que seja 1h44min31s18ds. Então apareceria assim: 6271,18, nos dois campos, “de” e “para”.
            Por último, preencha o campo “para” com o valor obtido no áudio de referência e clique em “OK”. O programa distribuirá essa diferença uniformemente ao longo de todo o áudio, “alterando“ o seu FPS, lembrando que FPS é uma força de expressão, já que é uma característica de vídeo e não de áudio.
            É assim que eu faço para igualar os FPS dos arquivos em minhas remasterizações. Está longe de ser o ideal, pois é bastante trabalhosa e consome muito tempo, mas o resultado final é muito bom.
            Um outro programa muito elogiado para se fazer essa tarefa é o Sony Vegas, mas não tive a paciência necessária para aprender a utilizá-lo (sabe aquela história de que “burro velho não aprende?” Então….).
            Espero que este pequeno texto tenha sido útil. Em breve poderemos ter postagens de um novo marujo na Nau Tela de Cinema.
            Abraços.

Deixe uma resposta