AMOR, SUBLIME AMOR (720p / Dual Áudio) – 1961

WEST SIDE STORY (EUA) – 1961
CRIME – DRAMA – MUSICAL
DIREÇÃO: Jerome Robbins, Robert Wise
IMDb: 7.6 
http://www.imdb.com/title/tt0055614/

720p – RMZ – Dual Áudio

Postado por Lilbarby

Formato: MKV
Qualidade: 720p
Tamanho: 2.65 GB
Duração: 153 min.

Áudio 1: Ingles
Áudio 2: Português
Legenda 1: Ingles
Legenda 2: Português

Servidor: Uploaded / Uptobox
Fonte de audio TV-Rip: Helinho Junior
Remasterizador e Uploader: Lilbarby

ATENÇÃO: Trata-se de um arquivo dual áudio, sendo necessário selecionar a faixa de áudio se deseja visualizar com aúdio dublado em português. Use player de vídeo que possibilitem tanto a seleção de áudio quanto de legenda. APRENDA A SELECIONAR O ÁUDIO

WST.SDE.STRY.20 ou WST.SDE.STRY.20

No lado oeste de Nova York, à sombra dos arranha-céus, ficam os guetos de imigrantes e classes menos favorecidas. Duas gangues, os Sharks, de porto-riquenhos, e os Jets, de brancos de origem anglo-saxônica, disputam a área, seguindo um código próprio de guerra e honra. Tony (Richard Beymer), antigo líder dos Jets, se apaixona por Maria (Natalie Wood), irmã do líder dos Sharks, e tem seu amor correspondido. A paixão dos dois fere princípios em ambos os lados, acirrando ainda mais a disputa.

Natalie Wood … Maria
Richard Beymer … Tony
Russ Tamblyn … Riff
Rita Moreno … Anita
George Chakiris … Bernardo
Simon Oakland … Schrank
Ned Glass … Doc
William Bramley … Krupke
Tucker Smith … Ice

Pela primeira vez na história do Oscar a premiação de melhor direção foi dividida entre dois diretores por um mesmo filme. Esta façanha permaneceu única até 2007, quando os irmãos Coen faturaram o prêmio por Onde os Fracos Não Têm Vez.

O acerto original dos produtores com os diretores Jerome Robbins e Robert Wise era que Robbins fosse o responsável por rodar as cenas com canções e dança e Wise rodasse todas as demais cenas do filme.

Jerome Robbins tinha a tendência de rodar as cenas diversas vezes, em busca da tomada perfeita. O preciosismo do diretor fez com que o orçamento do filme e a agenda de filmagens fossem ultrapassados. Quando o filme já estava com 60% de suas cenas já rodadas os produtores decidiram por demitir Robbins e passar para Robert Wise a responsabilidade de concluir o restante do filme.

Os direitos de adaptação da peça teatral para o cinema custaram US$ 375 mil aos produtores.

A maior parte do elenco da peça teatral da Broadway foi recusado pelos produtores por serem considerados velhos demais para um filme cujos protagonistas eram adolescentes. Como era costume em Hollywood a dublagem de atores quando estes cantavam em cena, vários atores que não sabiam cantar foram testados para os principais personagens do filme.

Suzanne Pleshette, Jill St. John, Audrey Hepburn, Anna Maria Alberghetti, Elizabeth Ashley, Anthony Perkins, Warren Beatty, Bobby Darin, Burt Reynolds, Richard Chamberlain, Troy Donahue e Gary Lockwood chegaram a fazer testes para integrar o elenco de Amor, Sublime Amor.

Seis atores da peça teatral na Broadway estão também presentes na adaptação cinematográfica: Carole d’Andrea, Tony Mordente, William Bramely, Jay Norman, David Winters e Tommy Abbott.

George Chakiris havia interpretado o personagem Riff na montagem da peça teatral em Londres. Já Tony Mordente já havia interpretado o personagem A-Rab, na Broadway.

A personagem Maria chegou a ser oferecida a Audrey Hepburn, mas ela teve que desistir da personagem por estar grávida na época das filmagens.

Robert Wise inicialmente queria que Elvis Presley interpretasse o personagem Tony.

A atriz Natalie Wood foi dublada nas cenas em que canta por Marni Nixon. Já Richard Beymer foi dublado nas cenas em que canta por Jimmy Bryant enquanto o ator Russ Tamblyn foi dublado por Tucker Smith na cena em que canta “The Jet Song”.

A atriz Rita Moreno foi dublada apenas na canção “A Boy Like That”, por Betty Wand. Em “America” e “Quintet” é a própria atriz quem canta.

A sequência de dança da abertura de Amor, Sublime Amor foi realizada no local onde atualmente se encontra o Lincoln Center. Na época a área estava condenada e os prédios seriam demolidos mas, como a demolição sofreu atrasos, a cena de abertura pôde ser realizada no local.

A sequência de dança da abertura de Amor, Sublime Amor foi realizada no local onde atualmente se encontra o Lincoln Center. Na época a área estava condenada e os prédios seriam demolidos mas, como a demolição sofreu atrasos, a cena de abertura pôde ser realizada no local.

Os produtores tentaram manter os atores que interpretariam gangues rivais afastados uns dos outros, na intenção de criar antipatia e tensão entre eles

19 comentários para AMOR, SUBLIME AMOR (720p / Dual Áudio) – 1961

  • Alainstair  Disse:

    Aeeeeeee….. Finalmente vou assistir dublado! Não tem nem no dvd e nem no bluray… só aqui no Tela! Obrigado ao Helinho Junior e ao Lilbarby!

  • juarez alves  Disse:

    Muito obrigado mesmo por essa versão em dual áudio! Estava aguardando ansioso pois só tinha a versão legendada.
    Vida longa ao tela de cinema, o melhor blog de filmes da internet!

  • helinho_2007  Disse:

    Grande mestre dos mares, Almirante Lilbarby… Somente um mestre para fazer um trabalho como este…Demorei um tempo, mas agora com o trabalho realizado vejo como você é caprichoso nas suas remasterizações… uma palavra resume tudo EXCELENTE!!! um grande abraço amigo…

  • helinho_2007  Disse:

    Só para saber, deu muito trabalho para deixar o audio do seu jeito? Tinha alguns comerciais para tirar e outras coisinhas, né?…Um abraço

    • lilbarby  Disse:

      tirar os comerciais nao foi dificil. O maior trabalho deu fazer as passagens entre os partes inglesas e pt… a troca entre os partes nao deve ser apercebida, isso e dispendioso mesmo se deve ser perfeito. E foram muuitos partes, porque o Band VHS ja foi bem acabado, tava perdendo bastante vezes o volume nas alguns pontos da musica por examplo…
      Fora disso estavam faltando na gravacao a partir do ponto 01:03:07:02 quase 34 segundos do filme, por isto tive que deixar esse parte em ingles. Mas quem precisa pode ligar as legendas entao se quiser.
      Valeu e obrigado mais uma vez por disponibilizar a sua dublagem ! A Tela esta agradecida.
      Vida longa a Tela !! rsrs… 😀

  • C,TaxiDriver  Disse:

    Legal ver esse filme com essa qualidade, Obrigado Lilbarby pelo excelente remaster e também ao camarada Helinho Junior pelo áudio. 🙂

  • lilbarby  Disse:

    Abraco a todos amantes do cinema grande !! 🙂

  • neneia64  Disse:

    esse arquivo só pode ser visto com aquele programa, esqueci o nome? Pode ser convertido em dvd com o convertxtodvd?

  • jefspfc  Disse:

    mais uma obra prima, muito obrigado lilbarby 🙂

  • farra4ever  Disse:

    Obrigado.

  • Piero  Disse:

    Mto obrigado, Lilbarby por esse mega clássico dublado e com essa qualidade!
    Mais um pro meu hall do Oscar!
    Aguardo mais clássicos com essa qualidade!
    Eternamente grato!

  • lilbarby  Disse:

    reupado, podem puxar pra frente amigos, obrigado.

  • Nanico  Disse:

    Obrigado ! Agora só falta “Se O Apartamento Falasse(The Apartment)”.

  • cidadaok  Disse:

    Muito obrigado, Lilbarby.
    Você faz a alegria dos amantes dos clássicos.
    Abração.

  • WernerWerkentinn  Disse:

    Muito obrigado Lilbarby

    Esse filme é sensacional, junto com Cantando na Chuva, são os melhores musicais que já assistir. Valeu !!!

  • Nando  Disse:

    Concordo plenamente com o WernerWerkentinn: este e “Cantando na Chuva” são os dois melhores musicais do cinema. Obrigado ao Helinho Junior e Lilbarby.

  • renato  Disse:

    Gostaria de saber porque que neste filme aparece quatro faixas horizontais dispostas na imagem da tela , já usei o VLC ,,o The KM Player entre outros e todos apresentam o mesmo problema . Teste na Tv através de hd externo e ela não conseguiu fazer a leitura ( detalhe é uma Tv top que lé praticamente tudo ). Com vocês também acontece isso ou comigo é apenas um caso ensolado ?
    Que jóia de filme …Obrigado Helinho Junior e Lilbarby.

Deixe uma resposta