ALADIN E A PRINCESA DE BAGDÁ (Trial Áudio) – 1945

15 thoughts on “ALADIN E A PRINCESA DE BAGDÁ (Trial Áudio) – 1945

  1. Esqueci de avisar.
    A dublagem da (AIC SP ???) infelizmente teve cerca de 10 minutos cortados só de falas, eu sei que foi a emissora que cortou por causa do corte que começa sempre no fim de uma cena e sempre termina no inicio de outra, a redublagem “CineVideo” foi utilizada para tampar os enormes buracos deixados pela dublagem da AIC SP.
    A parte em que o locutor fala o titulo do filme e distribuidora/dublagem não estava presente no áudio que peguei, porém a parte que ele fala o nome dos atores está presente.

    1. uma grande pena a dublagem antiga está com um corte tão grande!

      ficou o que eu chamo de, dublagem ‘semi-perdida’, pois está muito incompleta.

      aki, nós, nostálgicos, temos três lamentações: a completa ausência da locução original da dublagem antiga; o grande corte de muitos minutos nela; e, o áudio da dublagem antiga está baixíssimo. uma pena. 🙁

      mas, ainda assim, um post ótimo! parabéns ao FernandoH, ao Izaias Correia e ao Julimar! obrigado a você três! valeu!

  2. Excelente postagem !!!

    Gosto de filmes com essa temática, Obrigado ao trio, Fernando pelo remaster/postagem, Izaias Correia pela dublagem e ao Julimar pela outra dublagem 😉 !!!

  3. Põ gente

    Procurei muito por este filme com boa qualidade de imagem para tentar uma rmz mas não encontrei. Minha cópia tem dublagem pela CineVideo possui 93′ de audio. Vou baixar para conferir. Aos três muito obrigado pelo resgate!!!

  4. Esse Abdula é uma figura!É impressionante como certos filmes com dublagem clássica “perdida”aparecem aqui no Tela!Assisti várias vezes esse filme na Sessão da Tarde,era figurinha fácil,sempre repetia,depois sumiu no limbo…Agora volta com a mesma dublagem daquela época e com qualidade,graças a gentileza de Izaias Correia,Julimar e o FernandoH,muito obrigado marujos.

  5. Correção: a dublagem mais antiga não é, REPITO, não é da AIC-SP. A locução é de Milton Rangel,e Cornel Wilde é dublado por Domício Costa. Domício morreu há dois ou três meses e foi a voz de Dick Vigarista no desenho “Corrida maluca”. Tanto ele quanto o Milton JAMAIS dublaram em São Paulo. É provável que a versão seja da CineCastro ou da Herbert Richers (que era pequena nos anos 60). Vi esse filme criança na tevê carioca lá por 1968. Um grande achado !!!

Deixe uma resposta