A NOITE DAS BRINCADEIRAS MORTAIS (720p/Dual Áudio) – 1986

“April Fool’s Day” (EUA) – 1986
COMÉDIA – HORROR – MISTÉRIO
DIREÇÃO: Fred Walton
IMDB 6,2 http://www.imdb.com/title/tt0090655/

Image

WEB-DL – 720p – RMZ – DUAL ÁUDIO – DUBLAGEM CLÁSSICA COMPLETA + VERSÃO REDUZIDA

Postado por Julian

DADOS DO ARQUIVO

Formato: MKV
Qualidade: WEB-DL (1280 x 540 pixels)
Tamanho: 2.78 GiB / 1.78 GiB
Duração: 89 min
Áudio 1: Dublagem Clássica Completa (VTI Rio) – AC-3, 2.0 Ch.
Áudio 2: Inglês – AC-3, 384 Kbps, 5.1 Ch. / AC-3, 224 Kbps, 5.1 Ch
Legendas: Português, Inglês e Espanhol (Selecionáveis)
Servidor: 4Shared – Arquivo RAR em 3 partes / 2 partes
Crédito do áudio dublado: Wagner S.
Remasterizador e Uploader: Julian

LINKS

VERSÃO MAIOR:

PARTE 1: A NOITE DAS BRINCADEIRAS MORTAIS

PARTE 2: A NOITE DAS BRINCADEIRAS MORTAIS

PARTE 3: A NOITE DAS BRINCADEIRAS MORTAIS

VERSÃO REDUZIDA:

PARTE 1: A NOITE DAS BRINCADEIRAS MORTAIS

PARTE 2: A NOITE DAS BRINCADEIRAS MORTAIS

SENHA: TelaDeCinemaRMZbyJulian

SINOPSE

Um grupo de estudantes vai passar o fim de semana do Dia da Mentira na casa de uma colega em uma ilha remota. Aos poucos, as pessoas vão morrendo uma a uma em circunstâncias cada vez mais estranhas.

ELENCO

Jay Baker … Harvey Edison, Jr.
Pat Barlow … Clara
Lloyd Berry … Cal the Ferryman
Deborah Foreman … Muffy / Buffy St. John
Deborah Goodrich … Nikki Brashares
Tom Heaton … Constable Sam Potter / Uncle Frank
Mike Nomad … Buck Williams
Ken Olandt … Rob Ferris
Griffin O’Neal … Skip St. John
Leah Pinsent … Nan Youngblood
Clayton Rohner … Chaz Vyshinski
Amy Steel … Kit Graham
Thomas F. Wilson … Arch Cummings

15 comentários para A NOITE DAS BRINCADEIRAS MORTAIS (720p/Dual Áudio) – 1986

  • allexbizzu  Disse:

    clássico do terror,high school anos 80.muito bom!

  • antonio8808  Disse:

    show amigo, parabens e muito obrigado.

  • Julian  Disse:

    Esse marcou minha infância, sempre assistia quando era exibido na Globo no fim dos anos 80. Um típico filme de terror daquela década, com um toque de comédia juvenil e um final surpreendente que, para mim, como criança, foi algo totalmente genial. Foi ótimo revê-lo tanto tempo depois com a Dublagem Clássica em excelente qualidade. Valeu Wagner S. pela parceria em mais esse trabalho!

    • Wagner S.  Disse:

      Quero aqui expressar minha gratidão a você Julian por mais uma excelente remaster que você traz prá gente. Esse filme nos faz viajar e recordar o tempo que filmes de terror envolvendo jovens passavam com frequencia no horário nobre da globo e tvs. Muito obrigado Julian!

  • Thiago  Disse:

    Meus agradecimentos a Julian e a Wagner S. por este incrível lançamento. O mais curioso de tudo é que também existe outro “A Noite das Brincadeiras Mortais” (título original “Killer Party”), também de 1986 e que não tem relação nenhuma com este aqui. O outro tem dublagem da Telecine. Valeu!

    • Julian  Disse:

      Pois é Thiago, eu nem sabia da existência desse outro filme (Killer Party), descobri no Google na pesquisa pra esse aqui. O Killer Party parece que passava no Cine Trash da Band, esse April Fool’s Day acho que só na Globo. E que coisa ambos filmes de terror de 1986 com o título brasileiro idêntico, criatividade cadê? rsrs…

    • Wagner S.  Disse:

      Sei qual que é. Desse eu quero distância kkk. 😀

  • C,TaxiDriver  Disse:

    Esse eu não vi, vi somente a outra versão que o Thiago mencionou, Obrigado Julian e Wagner 🙂

  • farra4ever  Disse:

    Obrigado.

  • Julian  Disse:

    A versão maior é a postada previamente, WEB-DL sem compressão de video e áudio… A versão reduzida é apenas um encode da mesma que fiz para quem prefere arquivos menores, a qualidade de imagem continua muito boa com diferenças quase imperceptíveis, ambas 720p. Na reduzida o áudio original foi comprimido, mas continua 5.1 e o áudio dublado é o mesmo nas duas versões. 😉

  • GiovanniMenezes  Disse:

    Tenho o dvd re-autorado desse filme com a dublagem completa que creio ser esta e notei que no inicio quando um dos rapazes chega a ponte e começa a falar muda de dublador durante algumas falas dele acho que tem outro trecho assim tbm no filme creio que fizeram pra preencher lacunas de dublagem na época sei la.

    • Julian  Disse:

      Exatamente Giovanni, lá pelos 7min e 50s ou um pouco depois muda o dublador do rapaz e da moça, dura alguns segundos e depois voltam os dubladores da dublagem clássica… Mas essa cena foi dublada na época, pois num velho avi de áudio ruim que tenho aqui essa cena tem a dublagem original… Foi nessa exibição recente da TV a cabo (de onde foi extraído o áudio usado na minha RMZ) que fizeram a redublagem desse trecho, sabe-se lá o porquê.
      Em outro momento há um enxerto com áudio podrinho, na cena do jantar, lá pelos 22min e 30s, mas aí é culpa minha que usei o áudio do antigo avi para substituir esse trecho que por aguma razão estava em inglês nessa exibição recente.
      De qualquer forma, apesar desses detalhes, dá pra considerar que a dublagem nessa RMZ está completa, e a qualidade de áudio está excelente… Essa versão antiga que falei além do áudio ruim é cheia de trechos em espanhol, um desastre, rsrs… 😉

      • Thiago  Disse:

        Lembro que acontece a mesma coisa em “A Vingança de Ulzana” (tanto na exibição do TCM como na exibição da TV Cultura) e também em “Carruagens de Fogo” (Globo/DVD).

        • Julian  Disse:

          Pois é, não dá pra saber o pq disso…Às vezes a cena nunca foi dublada na época pq o estúdio já recebeu uma cópia editada… Às vezes a cópia dublada que a emissora conseguiu é com cortes ou tem partes deterioradas e mandam dublar só as partes ausentes/ruins ou mesmo inserem trechos em inglês para tapar os buracos. Outro exemplo é o BluRay de “A Última Tentação de Cristo” que traz a dublagem clássica mas várias partes com áudio em inglês, sendo que eu consegui a mesma dublagem na íntegra na Netflix. Por sua vez a Netflix tem o filme Nove Meses dublado mas com trechos em inglês…
          Fica o mistério, rsrs… 🙂
          Ainda assim acho preferível passarem / lançarem o filme com essas cenas redubladas ou em inglês do que simplesmente eliminá-las por não haver dublagem, coisa que a Flashstar faz nos seus DVDs com filmes mutilados (quando não tem a dublagem na íntegra eles retiram as cenas do filme).

          • Thiago  Disse:

            Concordo, Julian. Eu particularmente prefiro quando deixam os trechos em inglês, como fizeram no DVD de “Pecados de Guerra”. Mantiveram a dublagem original da Herbert Richers mesmo o filme estando na versão estendida. Dessa forma, não há uma mudança muito brusca no áudio quando passa do português para o inglês e vice-versa. Já a redublagem de trechos, ao meu ver, fica muito perceptível, causando uma estranheza logo de cara. O áudio que era antigo e com ambientação passa a ser novo e sem qualquer som ambiente. A diferença é gritante.

            Sobre a Flashstar, o que eles fazem é reprovável, principalmente na coleção MGM Clássicos. Utilizam áudios não-oficiais (retirados de RMZ que rodam a internet) e mutilam os filmes para não deixar nenhuma cena em inglês.

Deixe uma resposta