A MORTE COMANDA O CANGAÇO – 1961

THE END OF THE CANCAGEIROS – 1961
AÇÃO – DRAMA
DIREÇÃO: Carlos Coimbra, Walter Guimares Motta
ROTEIRO: Carlos Coimbra, Walter Guimares Motta
IMDb: 6,4
http://www.imdb.com/title/tt0055195/

FILME NACIONAL

Postado por Julimar


Formato: AVI
Qualidade: DVDRip
Tamanho: 797 MB
Duração: 98 min.
Legendas: S/L
Áudio: Português
Servidor: Mega (parte única)
Uploader: Julimar


PARTE ÚNICA:  A MORTE COMANDA O CANGAÇO

Sertão do Ceará, 1929. O cangaceiro Silvério, apadrinhado do Coronel Nesinho, a mando deste ataca uma família de pequenos fazendeiros que tinha se revoltado contra os seus desmandos. A fazenda é atacada e destruída, sendo a proprietária, Dona Cidinha, decapitada por Silvério. O filho de Dona Cidinha, Raimundo Vieira, é julgado e torturado pelo bando, que o dá como morto. Mas ele é salvo pelos seus vaqueiros e pequenos lavradores, ocultando-se num sítio. Eles iniciam um ataque ao Coronel Nesinho, que é liquidado, e aprisionam Florinda, que o coronel tinha enviado a Silvério como prêmio pelos serviços prestados. Florinda e Raimundo Vieira iniciam uma relação amorosa. Silvério, com a morte do Coronel, faz um ritual de “corpo fechado”. Achando-se imbatível, ele espalha a violência pelo sertão, escondendo-se na caatinga. Florinda, Raimundo e seus companheiros, no encalço de Silvério, encontram-se com um beato e seu grupo. Com a ajuda de um rastejador, conseguem chegar ao esconderijo de Silvério. O embate final se dá entre Raimundo e Silvério. Com a morte do cangaceiro, a paz chega ao sertão.
– Prêmio Saci, 1960, SP, de Melhor Filme; de Melhor Produtor para Torres, Marcelo de Miranda; de Melhor Ator, para Ruschel, Alberto; de Melhor Roteiro para Coimbra, Carlos; de Melhor Fotografia para Rabatoni, Tony; de Melhor Diálogo para Silva, Francisco Pereira da; de Prêmio Especial para Fotografia Colorida para Kemeny, Oswaldo Cruz..
– Prêmio Cidade de São Paulo,1960, conferido pelo Júri Municipal de Cinema, SP, de Melhor Argumento para Motta, Walter Guimarães; de Melhor Diretor, para Coimbra, Carlos; de Melhor Ator para Ruschel, Alberto; de Melhor Atriz Secundária para Castellani, Lyris; de Melhor Roteiro para Coimbra, Carlos; de Melhor Fotografia para Rabatoni, Tony; de Melhor Fotografia Colorida para Kemeny, Oswaldo Cruz..
– Prêmio Governador do Estado,1960, SP, de Melhor Ator Secundário para França, Edson; de Menção Honrosa para Duarte, Aurora; de Melhor Roteiro para Coimbra, Carlos; de Melhor Fotografia para Rabatoni, Tony; de Melhor Cenografia para Monteiro, Apolo..
– Prêmio Cidade de São Paulo, 1960, conferido pelo Júri Municipal de Cinema, SP, de Melhor Ator Secundário para França, Edson; de Menção Honrosa para Duarte, Aurora; de Melhor Roteiro para Coimbra, Carlos; de Melhor Fotografia para Rabatoni, Tony; de Melhor Cenografia para Monteiro, Apolo..
– Troféu Cinelândia, 1961, RJ, de Melhor Ator para Ruschel, Alberto..
– Prêmio Associação Brasileira de Cronistas Cinematográficos,1961, RJ, de Melhor Fotografia para Rabatoni, Tony..
– Troféu Jornal Diário Carioca,1961, RJ, de Melhor Ator para Ruschel, Alberto; de Menção Honrosa para Duarte, Aurora; de Melhor Fotografia para Rabatoni, Tony.


Alberto Ruschel … Raimundo Vieira
Aurora Duarte … Florind
Milton Ribeiro … Capitano Silvero
Maria Augusta Costa Leite … Dona Cidinha
Gilberto Marques … Coll. Nesinho
Ruth de Souza
Lyris Castellani
Apolo Monteiro
Edson França


# país: BrasiL
# duração original: 100 min
# estúdio: Aurora Duarte Produções Cinematográficas
# distribuidora: Cinedistri

Deixe uma resposta