A COBRINHA AZUL (Multi Áudio) – 1972

The Blue Racer (EUA) – 1972
Animação – Comédia
Produção: David H. DePatie e Friz Freleng

Image

TVRip restaurado – Multi-áudio com Dublagem Clássica Telecine

Postado por Guga

DADOS DO ARQUIVO:

Vídeo: TVRip restaurado
Total de episódios disponíveis: 17
Áudio: Português (Dub Clássica Telecine), Inglês, Croata Alemão, Francês, Esloveno (?)
Formato: mkv. 720×480
Tamanho de cada episódio: 130 Mb, em média.
Legendas: Sem legendas

NOTA DO RESTAURADOR: Quem tiver outros episódios com a dublagem antiga, por favor, poste ou me encaminhe para a restauração. Sei de uma pessoa que tem outros que nos faltam mas, não estou em condições de conseguir. O nome dele é prof baby do baby series. Os episodios que ele tem estão telecinados, então fica melhor para restaurar. Seria bom ver com ele também os episodios que ja dispus, pois nos meus, faltam a narração do inicio de 2 episodios e em um deles tem uns 5 segundos iniciais faltando.
Vamos completar essa série porque ela é maravilhosa. Engraçadíssima.

EXTRAS:

Restauração dos temas de abertura
Restauração da Abertura da United Artists
Restauração completa da narração com música de fundo (sem a narração do título)
Restauração completa da narração sem música de fundo (sem a narração do título)
Telecinagem do Episódio 17 – Caça ao besouro

LINKS:

Tamanho total da série são: 2,16 Gb divididos em 6 partes. O tamaho médio por episódio é 130 Mb

Parte 1
Parte 2
Parte 3
Parte 4
Parte 5
Parte 6

Senha: teladecinema

SINOPSE:

A Cobrinha Azul (“The Blue Racer”) é um desenho animado produzido pelos estúdios DePatie-Freleng Enterprises entre 1972 e 1974, que teve um total de 17 episódios. O personagem que dá título à animação foi baseado em um réptil que vive nos Estados Unidos, famoso pela velocidade em que ataca sua presa. O desenho mostrava o dia-a-dia e as dificuldades da Cobrinha Azul (“a cobra mais rápida do Hemisfério Norte”, segundo ela mesma) em capturar sua refeição. Seu principal alvo era o Besouro Japonês (Japanese Beetle), faixa preta em karatê e comedor de flores, que sempre complicava a vida da cobrinha. Além de sofrer nas mãos do inseto, a cobra ainda era obrigada a ouvir uma irritante melodia entoada pelo estereotipado personagem oriental: “toli-toli-toláááá, a cobla ficou lááááááááá”.

A Cobrinha Azul é um réptil muito alegre, confiante, cheio de esperança e atinge velocidades incríveis. Pode alcançar facilmente os insetos para o seu sustento. Seu alvo preferido é o simpático Besouro Japonês, que usa grandes óculos e está sempre comendo flores. Mas, o Besouro Japonês não é uma presa qualquer. Ele é faixa-preta de karatê, algo que impede que a Cobrinha consiga saboreá-lo.

O desenho mostra as dificuldades enfrentadas pela cobra esperta e rápida (ela se auto-proclamava a cobra mais rápida do hemisfério norte) para capturar sua refeição do dia. Os episódios, geralmente, iniciam-se com uma perseguição da Cobrinha Azul atrás do Besouro Japonês. Às vezes, depois de muito trabalho, a Cobrinha até consegue finalmente engolir o Besouro, mas sempre acaba passando por maus bocados, pois o simpático inseto aplica vários golpes de karatê dentro do estômago da Cobrinha, jogando-a de um lado para outro. Como se não bastasse ficar sem comer e tomar uma surra do besouro, a Cobrinha Azul ainda tem de escutar um cantarolar debochado, que marcou o personagem nipônico: “Toli-toli-tolá, a ‘cobla’ ficou lá…”.

A Cobrinha Azul (The Blue Racer) é mais uma criação dos estúdios DePatie-Freleng. Foi apresentada originalmente nos Estados Unidos, entre 1972-74, num total de 17 episódios. Alcançou grande sucesso ao mostrar dois personagens que surgiram, pela primeira vez, em episódios da série animada Toro e Pancho. O Besouro Japonês apareceu primeiro em “Hop and Chop” (1970) e a Cobrinha Azul apareceu depois, em “Snake in the Gracias” (1971). A personagem rastejante foi baseada na cobra azul (blue racer), um réptil que vive nos EUA, conhecido pela sua extrema velocidade de ataque às suas presas.

No Brasil, onde teve uma boa repercussão, o desenho foi exibido na década de 1970 pela TV Tupi e na década seguinte pela TVS/SBT. Depois disso, o desenho acabou deixando de ser distribuído, caindo no esquecimento das emissoras, algo que não aconteceu com alguns desenhos dos estúdios DePatie-Freleng, como A Pantera Cor-de-Rosa, Toro e Pancho, O Inspetor e Crane, a Cegonha Perna-Fina.

No Brasil, o desenho foi exibido pela TV Tupi nos anos 70 e pela TVS (atual SBT) nos anos 80.

Image

Image
Image

TÍTULOS EM OUTROS IDIOMAS:

Português (Brasil): A cobrinha Azul
Inglês: The Blue Racer
Alemão: Der blaue Sauser
Francês: Fleche Bleue
Croata: Eustahije Brzić
Modri dirkač: Esloveno

ELENCO:

Larry D. Mann … Blue Racer (voice)
Tom Holland … Japanese Beetle (voice)

FICHA TÉCNICA:

* Distribuição: United Artists
* Direção: Gerry Chiniquy
* Produção: David H. DePatie e Friz Freleng
* Animação: Robert Taylor, Don Williams, Bob Richardson
* Roteirista: John W. Dunn.
* Data de estréia: 3 de Julho de 1972
* Colorido

DUBLADORES NO BRASIL:

* Besouro: Carlos Marques
* Cobrinha Azul: Castro Gonzaga.

From Wikipedia. Tradução/adaptação livre: Vitor Pinheiro.

11 comentários para A COBRINHA AZUL (Multi Áudio) – 1972

  • Claudiomar J.S.  Disse:

    Eu assistia esse desenho na minha infância mas naquela época minha tv era preto e branco e essa cobrinha não tinha nada de azul…hehehehe…mas agora sim temos a oportunidade de rever esse clássico junto com nossos filhos, mando bem Guga… 🙂

  • guga  Disse:

    Muito obrigado, claudiomar. Eu adorava esse desenho (E, ainda gosto, aliás, rs)
    Outro conhecido tem outros episódios que faltam mas, não tenho como ver com ele agora. Quem quiser ajudar a completar, fale com ele (Prof. Babi do babi series).
    Esses episódios foi um trabalhão para restaurar pq a qualidade do material disponível estava péssima, a maioria dos episódios tinham em torno de 50 Mb, 60 Mb, alguns com 30 Mb, 20 etc. Os que estavam melhorzinhos haviam sido feitos por leonardo (leopin) mas, ainda assim, sem qualidade suficiente.
    Eu consegui umas raws com a bitragem um pouco mis alta (mas, não muito), em croata e fui restaurando as imagens a partir daí com o Sony Vegas.
    Tive de usar vários filtros para limpar a imagem e deixar ela um pouco melhor e sem distorcer muito já que o tamanho original dos arquivos eram menor do que os que restaurei.
    E restaurei tb os temas de abertura (tanto da united artists, como em cada episódio removi o logo nas aberturas frama-a-frama rs)
    Embora esse ano eu acredito que será feito o lançamento oficial (espero) =, achei melhor não ficarmos esperando, pq não é a primeira vez que a Warner anuncia esse tipo de lançamento e depois nada….(e duvido que lancem com a dublagem clássica, aliás)
    De qualquer forma, é bom recuperarmos as dublagens dos demais episodios, quem puder ajudar ou dispor o que tiver, agradecemos…Assim eu posso tentar restaurar e reupar os que foram sendo editados novamente

  • JoelJunior  Disse:

    Clássico! Tenho todos esses episódios no meu PC, mas é claro que vou substituí-los por esses, em melhor qualidade.
    Quanto a esses episódios faltantes, o Prof. Baby, realmente possui? Olhe, eu não tenho condições de pagar 60 reais por um único DVD (fora o frete), mas com certeza ajudaria numa “vaquinha” pra ajudar a comprar.
    Ah… e obrigado por compartilhar com a gente essa pérola.

    • guga  Disse:

      Oi Joel. Sim, o Baby possui outros episódios que fatam. E creio que o gobbo tenha tb uns 7 episódios mas, não sei se estão duplicados. (os do baby eu sei que não, ele tem inéditos de suas telecinagens)

    • guga  Disse:

      Joel, bora fazermos então ? Vamos tentar resgatar ?

  • Juliana  Disse:

    Desculpe, talvez eu não tenha entendido direito. Os únicos episódios que estão em português são 4, 7, 12, 17 os demais estão em inglês ou os outros idiomas citados na descrição.

  • fernando machado  Disse:

    Valeu pela clássica postagem Guga
    Baita presente pra gente que é fissurado em desenhos clássicos
    Muito obrigado

Deixe uma resposta