A BALADA DE NARAYAMA (Legendado) – 1983

NARAYAMA-BUSHI KÔ – 1983 
DRAMA
DIREÇÃO: Shôhei Imamura
ROTEIRO: Shôhei Imamura e Shicirô Fukazawa
IMDb: 7,7
http://www.imdb.com/title/tt0084390/

LEGENDADO

Postado por Wagner S.

Dados do arquivo:
Formato: AVI
Qualidade: DVDRIP
Tamanho: 689 MB
Duração: 129 min.
Legendas: Português (Separadas, incluídas na pasta)
Áudio: Japonês
Servidor: 2shared (Dividido em 4 partes)

Dicause o gerador de links premium Unrestrict para baixar mais rápidohttp://unrestrict.li/download

LINKS:
Parte 01: A BALADA DE NARAYAMA
Parte 02: A BALADA DE NARAYAMA
Parte 03: A BALADA DE NARAYAMA
Parte 04: A BALADA DE NARAYAMA

SENHA: teladecinema_blog

AVISO: Digite a senha, não use copiar e colar.

Por trás da aparente crônica do cotidiano de uma aldeia está uma reflexão poética e filosófica sobre o destino do homem e as obsessões que o atormentam: o sexo, o envelhecimento, a morte. Mostrada com sensibilidade, mas sem ênfase melodramática e quase sem música, a longa peregrinação do filho que carrega sua mãe nas costas até Narayama (local sagrado onde os velhos são deixados para morrer sozinhos) é um dos momentos mais contundentes do cinema da década de 80. O efeito talvez não fosse tão forte sem o excepcional desempenho dos atores Ken Ogata (que depois seria o Mishima de Paul Schrader) e Sumiko Sakamoto, que chegou a extrair os dentes frontais para poder caracterizar a velha.

Elenco:
Ken Ogata … Tatsuhei
Sumiko Sakamoto … Orin
Tonpei Hidari … Risuke
Aki Takejô … Tamayan
Shoichi Ozawa … Katsuzô
Fujio Tokita … Jinsaku
Sanshô Shinsui … Zeniya no Tadayan
Seiji Kurasaki … Kesakichi
Junko Takada … Matsuyan
Ver todo o elenco >>>

Ficha técnica:
# país: Japão
# duração: 129 min
# estúdio: Toei Company
# distribuidora: Toei Company

Prêmios:
CANNES – Palma de Ouro (Melhor Filme).

Arquivo corrompido? Senha incorreta? Arquivo sem áudio?
Arquivo sem imagem? Arquivo sem legenda? Link com defeito?

Leia o tópico de AJUDA: http://tel4decinem4.blogspot.com.br/p/ajuda.html

2 comentários para A BALADA DE NARAYAMA (Legendado) – 1983

Deixe uma resposta